• JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
 
  Bookmark and Share
 
 
Dissertação de Mestrado
DOI
10.11606/D.11.2018.tde-20181127-155118
Documento
Autor
Nome completo
Armando Gocks
Unidade da USP
Área do Conhecimento
Data de Defesa
Imprenta
Piracicaba, 1988
Orientador
Título em português
Eficiência e custos da produção de maçã na região de Campos de Lages, Estado de Santa Catarina
Palavras-chave em português
CUSTOS DE PRODUÇÃO
MAÇÃ
Resumo em português
No presente trabalho buscou-se discutir a situação em que se encontra o setor produtivo da maçã na microrregião homogênea Campos de Lages, Estado de Santa Catarina. O enfoque principal foi dirigido no sentido da determinação de custos de produção, receitas e diversos índices de eficiência. Os dados primários foram coletados aleatoriamente para esta pesquisa junto aos fruticultores e divididos em três estratos conforme a área do pomar (I para os pequenos, II para os médios e III para os grandes). A tabulação e análise dos dados e o cálculo dos resultados foram realizados com o auxílio da computação eletrônica, por meio do programa LOTUS 1-2-3. Para os cálculos foi usada a teoria do investimento, considerando-se como horizonte temporal a vida útil do pomar de 22 anos. Custos e receitas foram descontados para a mesma data base a uma taxa de 6% ao ano. Os valores monetários dos insumos sio reportados para janeiro de 1988 e o preço da maçã representa a média de uma série histórica que posteriormente foram transformados em OTN (Obrigações do Tesouro Nacional) e US$ (dólar). Determinou-se o custo total/ha, custo total médio/kg, as receitas bruta e liquida por hectare e os índices de eficiência técnica, eficiência preço, eficiência econômica e eficiência da exploração. Estatisticamente, ao nível de 5% de significância, não há diferença entre o custo total médio do estrato I e do estrato III e nem entre a receita líquida dos mesmos estratos. Utilizando os dados médios de cada estrato, armazenados em planilhas eletrônicas, é possível comparar, fácil e rapidamente, qualquer produtor com média do estrato, tanto em relação aos custos e receitas como em relação aos diversos índices de eficiência. O menor custo da maçã é obtido no estrato III, depois no estrato I e finalmente no estrato II. Na composição do custo total observa-se que as despesas de investimento variam de 26,42% a 15,53%. Quanto maior o pomar, menor a sua participação. Nas despesas operacionais, que variam de 73,58% a 84,47%, participam significativamente as despesas com defensivos, combustíveis e lubrificantes e mão-de-obra que conjuntamente representam 54,91% no estrato I, 67,53% no estrato II e 66,11% no estrato III. A receita líquida média assume valores positivos nos três estratos, sendo que o melhor resultado é apresentado pelo estrato III (5705,59 OTN/ha), depois a estrato I (4917,09 OTN/ha) e por fim o estrato II (1851,97 OTN/ha). Seis fruticultores apresentam índice de eficiência da exploração negativo, sendo cinco pertencentes ao estrato II e um ao estrato I. O grupo de fruticultores com eficiência abaixo da média incorre em mais 45,47% de despesas de investimentos. O mesmo grupo gasta menos 9,73% em despesas operacionais. O desempenho inferior do estrato II tem origem nos custos elevados (utilização de máquinas e equipamentos inadequados) e baixo rendimento (pouca utilização de fertilizantes e corretivos e mau preparo do solo). O autor sugere que outras pesquisas sejam realizadas nas áreas de comercialização e de produção de maçãs de maior tamanho e melhor apresentação.
Título em inglês
Efficiency and apple production costs in the Campos de Lages Region, State of Santa Catarina
Resumo em inglês
This dissertation discussed the apple productive sector situation in the Campos de Lages, Santa Catarina, Brasil, homogeneous micro region. The main objective was to determinato the production costs, revenue and several efficiency indexes. The data for this research was randomly collected with fruit producer and divided into three classes. Accordingly to the orchard´s area <>I to small, II to medium and III to big<>. The data analyses and calculus were made with the help of the Lotus 1-2-3 program. The investment theory was used and it considered as time horizontal the orchard's productive life of 22 years. Cost and revenue were discounted to the same date·at the interest rate of 6% per year. The monetary values of input were ca1cu1ated at the January 1988 basis and the considered apple price was the mean of a historical series which was then translated both in National Treasury Bill <>OTN<> and US dollar <>US$<>. The total cost<>ha, the average cost/ha, the gross and net revenue<>ha, and the indexes of technical efficiency, price efficiency, economic efficiency and exploitation efficiency were then calculated. There was no statistical difference, at the 5<> level, neither between the mean total cost for the farmers in the I class and in the III class nor for the net revenue for the same classes. Using the mean data for each class. stored in the spreadsheet, it is possible to compare, easily and fast, ant producer with the mean of the his class, both in relation to cost and revenue and in relation to several efficiency indexes. The smal1est apple cost obtained was in class III, after in class I and finally, in class II. Looking at the total cost composition, it can be seen that the investment expenditures vary from 26.42<> to 15.53<>. Its participation decreases with the size of the orchard. In the operational expenditures, which vary from 73.58<> to 84.47<>, it can be seen that the expenditures with agricultural defensives, fuel and lubricants and labor are the most important items and together, represent 54,19<> in the class I, 67.53<> in the class II and 66.11<> in the class III. The net revenue was positive in the three classes, and the best results is in the class III <>5705.59 OTN<>ha<>, after in the class I <>4917.09 OTN<>ha<> and final1y, in the class II <>1851.97 OTN<>ha<>. Six growers presented negative IEEx, five in the class II and one in the class I. The group of the growers with efficiency bellow the mean had investment expenditures 45.47<> higher. The same group spent 9,73<> less in operational expenditures. The inferior performance of the farmers in the II class due to the high cost resulting from machine and equipment not adequate and low yield due to low input utilization and bad soil preparing. This author suggests that other researches should be done in the marketing and production of bigger and better locking apples.
 
AVISO - A consulta a este documento fica condicionada na aceitação das seguintes condições de uso:
Este trabalho é somente para uso privado de atividades de pesquisa e ensino. Não é autorizada sua reprodução para quaisquer fins lucrativos. Esta reserva de direitos abrange a todos os dados do documento bem como seu conteúdo. Na utilização ou citação de partes do documento é obrigatório mencionar nome da pessoa autora do trabalho.
GocksArmando.pdf (3.99 Mbytes)
Data de Publicação
2018-11-27
 
AVISO: Saiba o que são os trabalhos decorrentes clicando aqui.
Todos os direitos da tese/dissertação são de seus autores
CeTI-SC/STI
Biblioteca Digital de Teses e Dissertações da USP. Copyright © 2001-2019. Todos os direitos reservados.