• JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
 
  Bookmark and Share
 
 
Dissertação de Mestrado
DOI
10.11606/D.11.2018.tde-20181127-155343
Documento
Autor
Nome completo
Carlos Eduardo Lobo e Silva
E-mail
Unidade da USP
Área do Conhecimento
Data de Defesa
Imprenta
Piracicaba, 2001
Orientador
Título em português
Como as economias de São Paulo e de Minas Gerais se comparam à do resto do Brasil: uma análise das suas estruturas produtivas
Palavras-chave em português
ECONOMIA REGIONAL
Resumo em português
Este trabalho tem como objetivo principal comparar as estruturas econômicas e as relações inter-regionais de três regiões brasileiras: São Paulo, Minas Gerais e o Resto do Brasil. Para tanto, um modelo inter-regional de insumo-produto é construído para o ano de 1996 e, a partir dos indicadores desta metodologia, procura-se identificar os setores mais importantes das economias em questão, seus encadeamentos e a propagação de impactos entre elas. Além disso, o trabalho faz ainda uma aplicação do modelo para analisar alguns efeitos relativos à guerra fiscal entre os Estados da Federação ocorrida no Brasil durante a década de 90. Pelos resultados obtidos, pode-se concluir que há uma similaridade entre as estruturas de Minas Gerais e resto do Brasil do ponto de vista setorial. A agropecuária e as indústrias ligadas a ela (exceção feita à Fabricação de açúcar), além do setor de siderurgia, têm destaque maior no caso de Minas e Resto do Brasil do que o verificado para a economia paulista. São Paulo tem em setores de serviços - Comércio e Serviços prestados às famílias - Construção civil e Automóveis, caminhões e ônibus os setores de maior relevância, quando se leva em conta, além das ligações setoriais, o volume de produção. As ligações inter-setoriais também demonstram a importância de setores como Indústria têxtil e Celulose, papel e gráfica que não estão entre os líderes nos casos de Minas e Resto do Brasil. Além deles, Fabricação de açúcar é o setor que apresenta maior índice de ligação na economia de São Paulo. Outro ponto que chama a atenção é a importância da economia paulista em relação à brasileira, superando inclusive a influência do Resto do Brasil, segundo indicadores utilizados, apesar desta última região apresentar valores absolutos de produção maiores. Finalmente, a aplicação do modelo contribui para a questão da guerra fiscal na medida em que estima os impactos inter-regionais para cada setor das três regiões. Os resultados são distintos, dependendo das regiões e dos setores analisados.
Título em inglês
not available
Resumo em inglês
not available
 
AVISO - A consulta a este documento fica condicionada na aceitação das seguintes condições de uso:
Este trabalho é somente para uso privado de atividades de pesquisa e ensino. Não é autorizada sua reprodução para quaisquer fins lucrativos. Esta reserva de direitos abrange a todos os dados do documento bem como seu conteúdo. Na utilização ou citação de partes do documento é obrigatório mencionar nome da pessoa autora do trabalho.
Data de Publicação
2018-11-27
 
AVISO: Saiba o que são os trabalhos decorrentes clicando aqui.
Todos os direitos da tese/dissertação são de seus autores
CeTI-SC/STI
Biblioteca Digital de Teses e Dissertações da USP. Copyright © 2001-2019. Todos os direitos reservados.