• JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
 
  Bookmark and Share
 
 
Dissertação de Mestrado
DOI
10.11606/D.11.2018.tde-20181127-160147
Documento
Autor
Nome completo
Francisco Casimiro Filho
E-mail
Unidade da USP
Área do Conhecimento
Data de Defesa
Imprenta
Piracicaba, 1998
Orientador
Título em português
Valoração monetária de benefícios ambientais: o caso do turismo no litoral cearense
Palavras-chave em português
TURISMO
VALORAÇÃO MONETÁRIA
Resumo em português
O objetivo do presente estudo foi o de estimar os benefícios do turismo no litoral de Fortaleza e região, no Estado do Ceará. Por não possuírem preços de mercado esses benefícios não podem ser mensurados através da teoria econômica tradicional. Nesses casos, eles podem ser mensurados indiretamente através da valoração monetária das amenidades que são exploradas pela atividade. Para isso utilizou-se o método do custo de viagem. Esse método usa os custos incorridos pelos indivíduos, quando viajam para um determinado local de recreação, como proxy do preço do bem ou serviço explorado pela referida atividade. A partir de informações como custo de viagem, taxa de visitação e variáveis sócio-econômicas, estima-se a curva de demanda e o excedente do consumidor. Este último é utilizado como uma estimativa do valor de uso do local explorado. Os dados primários para este trabalho foram obtidos da Pesquisa de Demanda Turística, realizada pela Secretaria do Turismo do Estado do Ceará. As informações referem-se aos turistas que visitaram as praias do litoral cearense no mês de novembro de 1995. Analisando o perfil desses turistas, constatou-se que ainda é baixa a percentagem de estrangeiros (7%). Dentre os turistas domésticos a grande maioria é proveniente da região sudeste do Brasil. Os resultados mostraram que 41,2<> dos turistas estavam visitando o Estado pela primeira vez, demonstrando a importância dos "novos clientes". Dos turistas amostrados 53% possuíam idade entre 26 e 40 anos, sendo portanto um público relativamente jovem e que tem como principal motivo da viagem a procura de lazer e recreação. Os turistas amostrados revelaram, ainda, ter um alto poder aquisitivo, se comparado com a maioria da população brasileira, bem como um alto grau de escolaridade. De posse dessas e de outras informações sobre as características sócio-econômicas dos turistas e dos seus custos de viagem, foi possível estimar uma função de demanda por praia. Os resultados permitiram concluir que se tratava de uma função de demanda inelástica com relação ao preço. Integrando-se essa função, do ponto cujo custo de viagem foi mínimo, até o ponto onde o custo de viagem foi máximo, obteve-se um valor de uso estimado para as praias do litoral cearense de R$ 144,12 por turista por dia. Assim, pôde-se concluir que as praias do litoral cearense são importante fonte geradora de benefícios para a sociedade brasileira e que, por isso devem ser conservadas. Dessa forma, por se tratar de um recurso ambiental e que possui características de bens públicos, deve ser conservado pelo poder público, seja ele federal, estadual, ou municipal.
Título em inglês
not available
Resumo em inglês
not available
 
AVISO - A consulta a este documento fica condicionada na aceitação das seguintes condições de uso:
Este trabalho é somente para uso privado de atividades de pesquisa e ensino. Não é autorizada sua reprodução para quaisquer fins lucrativos. Esta reserva de direitos abrange a todos os dados do documento bem como seu conteúdo. Na utilização ou citação de partes do documento é obrigatório mencionar nome da pessoa autora do trabalho.
Data de Publicação
2018-11-27
 
AVISO: Saiba o que são os trabalhos decorrentes clicando aqui.
Todos os direitos da tese/dissertação são de seus autores
CeTI-SC/STI
Biblioteca Digital de Teses e Dissertações da USP. Copyright © 2001-2019. Todos os direitos reservados.