• JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
 
  Bookmark and Share
 
 
Dissertação de Mestrado
DOI
10.11606/D.11.2018.tde-20181127-162138
Documento
Autor
Nome completo
Cesar De Castro Alves
E-mail
Unidade da USP
Área do Conhecimento
Data de Defesa
Imprenta
Piracicaba, 2004
Orientador
Título em português
Análise das demandas nacional e internacional por café brasileiro: período de 1961 a 2002
Palavras-chave em português
CAFÉ
DEMANDA
MERCADO AGRÍCOLA
Resumo em português
Diante da necessidade de se conhecer as elasticidades preço e renda em mercados específicos sem generalizar a demanda global por café brasileiro, o presente trabalho se propôs a analisar a demanda por café brasileiro e verificar quais foram seus determinantes nos mercados interno e externo, no período de 1961 a 2002. O estudo inicialmente preocupou-se em explorar o market share em cada mercado estrangeiro de modo a associá-lo com os resultados econométricos. Para a análise, foram considerados seis mercados consumidores tradicionais do café verde brasileiro: EUA, Alemanha, Itália, França, Japão e o próprio mercado interno, que representa a demanda da indústria nacional de torrefação. Cada mercado estrangeiro foi estudado separadamente e submetido à análise de regressão, utilizando o método dos mínimos quadrados ordinários. Foram estimados 44 modelos econométricos especificados com alternativas de bebidas que poderiam estar apresentando substituição com o café brasileiro nos mercados estrangeiros. Os modelos estimados foram divididos em modelos de consumo e renda globais e modelos em termos per capita. Selecionou-se, a partir dos maiores níveis de significância, face às equações estimadas, aquela que melhor se ajustou aos dados em cada mercado. O modelo selecionado foi re-estimado considerando duas subdivisões em períodos, de modo a captar as mudanças nas elasticidades preço e renda que possam ter ocorrido ao longo do tempo. Assim, para o modelo selecionado há estimativas para os períodos de 1961 a 2002, 1970 a 2002 e 1980 a 2002. Para a demanda interna, dois modelos em termos per capita foram estimados para os períodos citados. Em todos os períodos considerados no presente trabalho (de 1961 a 2002, de 1970 a 2002 e de 1980 a 2002) e em todos os mercados, o café é um produto de demanda inelástica a preço e essa inelasticidade pouco tem se alterado ao longo do tempo. Os resultados da pesquisa indicaram que na Alemanha, Itália, Japão e no mercado doméstico ainda é possível esperar novos aumentos da demanda de café verde na medida em que essas economias cresçam. Os mercados norte-americano e francês não são promissores para as exportações de café verde, sendo necessário a inserção de uma outra alternativa de café a ser exportado, com maior diferenciação do produto nesses países
Título em inglês
Analysis of the international and domestic demand for brazilian green coffee: time period from 1961 to 2002
Resumo em inglês
The objective of this work is to evaluate the international and domestic demand for Brazilian green coffee. Time period from 1961 to 2002 is taken into consideration. This work tries to know price and income elasticity in specific markets rather then estimating global demand for Brazilian coffee. We analyze Brazil´s market share in each foreign market in order to associate it with our econometric results. The analysis take into consideration six traditional Brazilian green coffee consumers: the United States of America, Germany, Italy, France, Japan and the Brazilian own domestic market, which represents the domestic roasting industry´s demand. Each foreign market was studied separately and submitted to a regression analysis, using the ordinary least square method. Forty-four alternative models, considering different substitute beverage which could replaced Brazilian coffee at international markets, were estimated. The estimated models were divided in global consumption and income-based models, and in per capita value-based models. Considering the largest significant levels of estimated parameters, the best model for each market was selected. The latter was re-estimated considering two subdivisions of period, which made possible to detect price and income elasticity changes during the time. At the end, regressions were run for the following periods: 1961 to 2002; 1970 to 2002 and 1980 to 2002. It was estimated two per capita value-based models for the domestic|demand and they were also submitted to the same period divisions. For all the periods considered in the present work (from 1961 to 2002, from 1970 to 2002 and from 1980 to 2002) and for all markets analyzed, coffee has inelastic price demand and this inelasticity has changed little along the time. Our findings show that in Germany, Italy, Japan and in the Brazilian domestic market is still possible to have an increase of the green coffee demand since their economies grow. US and French markets are not promising in regard to increases of green coffee export. For these markets, a differentiated coffee need to be offered in order to enlarge Brazil´s coffee exports
 
AVISO - A consulta a este documento fica condicionada na aceitação das seguintes condições de uso:
Este trabalho é somente para uso privado de atividades de pesquisa e ensino. Não é autorizada sua reprodução para quaisquer fins lucrativos. Esta reserva de direitos abrange a todos os dados do documento bem como seu conteúdo. Na utilização ou citação de partes do documento é obrigatório mencionar nome da pessoa autora do trabalho.
Data de Publicação
2018-11-27
 
AVISO: Saiba o que são os trabalhos decorrentes clicando aqui.
Todos os direitos da tese/dissertação são de seus autores
CeTI-SC/STI
Biblioteca Digital de Teses e Dissertações da USP. Copyright © 2001-2019. Todos os direitos reservados.