• JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
 
  Bookmark and Share
 
 
Dissertação de Mestrado
DOI
10.11606/D.11.2018.tde-20181127-155520
Documento
Autor
Nome completo
Christina Dudienas
E-mail
Unidade da USP
Área do Conhecimento
Data de Defesa
Imprenta
Piracicaba, 1990
Orientador
Título em português
Caracterização morfológica, auxanográfica e patogênica de Colletotrichum gossypii South. e Colletotrichum gossypii - South. var. Cephalosporioides Costa e Fraga JR.
Palavras-chave em português
ALGODÃO
ANTRACNOSE
FUNGOS FITOPATOGÊNICOS
MORFOLOGIA
PATOGENICIDADE
RAMULOSE
Resumo em português
Foram realizadas comparacões morfológicas auxanográficas e patogênicas entre Colletotrichum gossypii e Colletotrichum gossypii var. Cephalosporioides. No aspecto morfológico foram estudados: o número de núcleos nos conídios, a morfologia de apressórios e o tamanho dos conídios. Quanto à auxanográfia foram estudados os requerimentos nutricionais. A patogenicidade foi avaliada em maçãs destacadas e em plântulas de dois cultivares de algodoeiro: Nu-15 (suscetível a ramulose) e IAC-17 (mais resistente a ramulose), através da inoculação dos fungos. Ambos fungos apresentam conídios uninucleados e apressórios morfologicamente semelhantes. Quanto ao tamanho de conídios os fungos são diferentes. O agente da ramulose pode apresentar conídios de comprimento maior que 16 µm enquanto que todos os conídios do agente da antracnose são menores que 16 µm. Também auxanograficamente os dois fungos são diferentes: o colletotrichum causador da ramulose e deficiente em asparagina ou ácido aspártico, enquanto que o causador da antracnose e auxoautotrófico para fatores de crescimento. Quanto a patogenicidade em maçãs destacadas de IAC-17 e em plântulas de Nu-15 e IAC-17 os fungos comportaram-se de maneira semelhante. Em maçãs destacadas do cultivar Nu-15 o fungo causador da antracnose foi mais patogênico que o causador da ramulose
Título em inglês
not available
Resumo em inglês
Comparaisons among Colletotrichum gossypii and Colletotrichum gossypii var. cephalosporioides cultures in the morphological, auxanographic and pathogenic aspects were perfomed. The number of nuclei in the conidia, the morphology of the apressoria and the size of the conidia were evaluated in the morphological aspect. Nutritional requirements were studied in the auxanographic aspect. The pathogenicity was evaluated on detached bolls and seedlings of two cultivars of cotton plant: Nu-15 and IAC-17. Conidia of both fungi are uninucleated and the morphology of their appressoria is similar. Regarding the size of the conidia the fungi are different. The fungus responsible for the ramulosis can have conidia with a lenght larger than 16 µm while all the others conidia from the agent that produces anthracnosis are smoller than 16 µm. Auxanographically the two fungi are also different: The fungus responsible for the ramulosis is deficient in asparagin or aspartic acid, while the responsible for the anthracnosis is auxoautotrophic for gowth factors. The fungi were similar in pathogenicity in detached bolls of the IAC-17 and seedlings of Nu-15 and IAC-17 of cotton. The fungi were different in pathogenecity in detached bolls of Nu-15. The fungus responsible for the anthracnosis was more pathogenic than the responsible for the ramulosis in this cultivar
 
AVISO - A consulta a este documento fica condicionada na aceitação das seguintes condições de uso:
Este trabalho é somente para uso privado de atividades de pesquisa e ensino. Não é autorizada sua reprodução para quaisquer fins lucrativos. Esta reserva de direitos abrange a todos os dados do documento bem como seu conteúdo. Na utilização ou citação de partes do documento é obrigatório mencionar nome da pessoa autora do trabalho.
DudienasChristina.pdf (2.28 Mbytes)
Data de Publicação
2018-11-27
 
AVISO: Saiba o que são os trabalhos decorrentes clicando aqui.
Todos os direitos da tese/dissertação são de seus autores
CeTI-SC/STI
Biblioteca Digital de Teses e Dissertações da USP. Copyright © 2001-2019. Todos os direitos reservados.