• JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
 
  Bookmark and Share
 
 
Dissertação de Mestrado
DOI
10.11606/D.11.2018.tde-20181127-161342
Documento
Autor
Nome completo
Rudecindo Romualdo Vazquez Bóveda
Unidade da USP
Área do Conhecimento
Data de Defesa
Imprenta
Piracicaba, 1986
Orientador
Título em português
Morfologia, patogenicidade, esporulação e sensibilidade a fungicidas in vitro de Alternaria solani (Ell. e Mart.) Jones e Grout e Alternaria alternata (Fr.) Keissler de solanáceas
Palavras-chave em português
ALTERNARIOSE
FUNGICIDAS
FUNGOS FITOPATOGÊNICOS
SOLANÁCEAS
Resumo em português
No presente trabalho estudou-se a caracterização morfológica, a esporulação, e a patogenicidade dos fungos Alternaria solani e Alternaria alternata obtidos a partir de lesões foliares de tomateiro, pimentão, berinjela, batata, jiló e fumo; também se avaliou a sua sensibilidade à fungicidas. Para a caracterização morfológica utilizou-se como parâmetros, a mensuração do comprimento e largura do corpo e o comprimento do bico dos conídios. Os resultados obtidos, apesar de variabilidade observada estão de acordo com as caracterizações morfológicas dessas espécies, em literaturas citadas·Para esporulação estudou-se a influência da luz negra (N.U.V.) e escuro, idade do micélio (margem e interno) e a adição suplementar de água ou não no meio de esporulação. O melhor índice de esporulação de A. solani foi obtida com discos de micélio retirados da margem da colônia e incubados em luz negra (N.U.V.) e sem adição suplementar de água, enquanto que para A. alternata somente a luz negra foi suficiente para propiciar ótima esporulação. No estudo de inoculações cruzadas com os isolados de A. solani e A. alternata em tomateiro, pimentão e berinjela, verificou-se que todos os isolados foram patogênicos, exceto o isolado de A. solani de berinjela que não mostrou patogenicidade a pimentão. Entretanto, quando inoculado em sementes de tomate somente o isolado de A. solani de tomateiro foi patogênico no período de pós emergência das plântulas. Os isolados de A. alternata não demonstraram serem patogênicos em pré e pós emergência das plântulas. Porém, quando inoculados em frutos semi-maduros de tomateiro, os isolados de A. alternata de tomateiro, batata, berinjela e pimentão foram mais patogênicos do que os de jiló e fumo. Quanto a fungitoxicidade de 10 fungicidas em diferentes concentrações a um isolado de A. solani e a outro de A. alternata de tomateiro observou-se que o captafol, propiconazol e acetato de trifenil estanho a 100 ppm inibiram totalmente o crescimento micelial de A. alternata, enquanto que para A. solani somente o acetato de trifenil estanho a 100 ppm foi eficiente.
Título em inglês
Morphology, pathogenicity, sporulation and in vitro sensibility to fungicides of Alternaria solani (Ell. and Mart.) Jones and Grout and Alternaria alternate (Fr.) Keissler isolated from solanaceous plants
Resumo em inglês
Morphological characteristics, sporulation and pathogenicity of A. solani and A. alternate were estudied. Isolates were obtained from tomato, sweet-pepper, eggplant, potato,"jiló"(Solanum gilo Raddi) and tobacco fungicidal sensibility of these isolates to various fungicidas was also evaluated. For morphological characterization, length and width of the conidium body and length of the conidium beak were measured. The results obtained confirmed the morphological variation between the two species of Altenaria,/i> studied. Influence of NUV, light and darkness, mycelium age and the addition of supplementary water to the medium was studied in relation to sporulation of both species of Alternaria. The best sporulation index for A. solani was obtained with mycelium discs removed from the colony margins, incubation under NUV light conditions and without the addition of supplementary water. For A. alternate only NUV light was enough to induce optimum sporulation. Cross inoculations tests with the various isolates of A. solani and A. alternate which were tested against tomato, pepper and eggplant, showed that all isolates were pathogenic to all hosts, with the exception of the A. solani isolate obtained from eggplant which was not pathogenic to pepper. Seed inoculations 'of tomato with A. solani was positive only for the tomato isolate, during the period of post-emergence of the seedlings. Isolates of A. alternate were not pathogenic to seedlings in pre and post-emergence. However, isolates of A. alternate,/i> from tomato, potato, eggplant and sweet-pepper were most pathogenic, whereas the"jiló"and tobacco isolates were the less agressive ones, when inoculated in semi-matured tomato fruits. With respect to the fungitoxicity of 10 fungicides, at different concentrations, against the isolates of A. solani and A. alternate from tomato, it was found that 100 ppm captafol, propiconazole and phenyltin acetate totally inhibited the mycelial growth of A. alternate, whereas for A. solani only 100 ppm phenyltin acetate was effective.
 
AVISO - A consulta a este documento fica condicionada na aceitação das seguintes condições de uso:
Este trabalho é somente para uso privado de atividades de pesquisa e ensino. Não é autorizada sua reprodução para quaisquer fins lucrativos. Esta reserva de direitos abrange a todos os dados do documento bem como seu conteúdo. Na utilização ou citação de partes do documento é obrigatório mencionar nome da pessoa autora do trabalho.
Data de Publicação
2018-11-27
 
AVISO: Saiba o que são os trabalhos decorrentes clicando aqui.
Todos os direitos da tese/dissertação são de seus autores
CeTI-SC/STI
Biblioteca Digital de Teses e Dissertações da USP. Copyright © 2001-2019. Todos os direitos reservados.