• JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
 
  Bookmark and Share
 
 
Dissertação de Mestrado
DOI
10.11606/D.11.2018.tde-20181127-161904
Documento
Autor
Nome completo
Claudia Maria Toffanelli
E-mail
Unidade da USP
Área do Conhecimento
Data de Defesa
Imprenta
Piracicaba, 2001
Orientador
Título em português
Efeito do fitoplasma do enfezamento do milho e da população de vetores infectivos sobre os sintomas e componentes de produção
Palavras-chave em português
CIGARRINHAS
ENFEZAMENTO VERMELHO DO MILHO
FITOPLASMAS
INSETOS VETORES
Resumo em português
O enfezamento vermelho do milho, associado a um fitoplasma, é uma doença de expressiva importância econômica para a cultura, sendo disseminada através da cigarrinha do milho Dalbulus maidis (DeLong & Wolcott). Recentemente, altas incidências da doença, resultando em sérios prejuízos, foram registradas nas regiões produtoras, principalmente no sudeste e centro-oeste do Brasil, onde se realizam plantios tardios e consecutivos de milho. Em condições de campo, o enfezamento vermelho normalmente ocorre associado ao enfezamento pálido, causado por espiroplasma, formando um complexo de doenças, uma vez que ambos agentes são transmissíveis pelo mesmo vetor. No presente trabalho, foi investigado o efeito isolado do fitoplasma sobre a sintomatologia e a produção de dez híbridos de milho, bem como o efeito da população infectiva do vetor sobre o desenvolvimento de sintomas e as alterações sobre os componentes de produção da planta de milho. Para isto, plantas do híbrido XLX 520 foram experimentalmente inoculadas com fitoplasma por meio de 1, 3, 6 e 9 insetos infectivos/planta. Numa segunda etapa, os híbridos XLX 520, Z 8452, C 909, P 3063, P 3081, AG 3010, FT 9006, FT 9043, DO 02 e D 766 foram inoculados por meio de 10 insetos infectivos/planta. Os ensaios foram conduzidos sob condições de telado no período de setembro/1999 a abril/2000. Os resultados obtidos revelaram que a incidência da doença, resultando em severas perdas, foi proporcionalmente maior à medida em que se elevou o número de insetos infectivos/planta. Maiores freqüências de grãos miúdos, espigas pequenas, número reduzido de fileiras e de grãos, foram verificados para os níveis mais altos de infestação. A germinação de semente foi afetada negativamente em função da densidade da população infectiva. Os resultados obtidos na inoculação de híbridos revelaram o aparecimento de sintomas típicos de avermelhamento, proliferação de espigas e enfezamento de plantas, em graus variados em função dos híbridos utilizados. Para aqueles mais suscetíveis, além da alta proporção de grãos miúdos, foram registradas reduções de até 35% na altura de plantas, 98% na produção de grãos, 89% no tamanho de espigas, 50% no número de fileiras de grãos, 98% no número de grãos e 18% na germinação de sementes. Estes resultados confirmaram a importância do enfezamento vermelho para a cultura do milho
Título em inglês
not available
Resumo em inglês
not available
 
AVISO - A consulta a este documento fica condicionada na aceitação das seguintes condições de uso:
Este trabalho é somente para uso privado de atividades de pesquisa e ensino. Não é autorizada sua reprodução para quaisquer fins lucrativos. Esta reserva de direitos abrange a todos os dados do documento bem como seu conteúdo. Na utilização ou citação de partes do documento é obrigatório mencionar nome da pessoa autora do trabalho.
Data de Publicação
2018-11-27
 
AVISO: Saiba o que são os trabalhos decorrentes clicando aqui.
Todos os direitos da tese/dissertação são de seus autores
CeTI-SC/STI
Biblioteca Digital de Teses e Dissertações da USP. Copyright © 2001-2019. Todos os direitos reservados.