• JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
 
  Bookmark and Share
 
 
Dissertação de Mestrado
DOI
10.11606/D.11.2018.tde-20181127-160927
Documento
Autor
Nome completo
Mauro Sakai
Unidade da USP
Área do Conhecimento
Data de Defesa
Imprenta
Piracicaba, 1991
Orientador
Título em português
Influência do espaçamento e da densidade de semeadura sobre os componentes da produtividade de dois cultivares de arroz (Oryza sativa L.) em cultura irrigada por inundação
Palavras-chave em português
ARROZ IRRIGADO
DENSIDADE DE SEMEADURA
ESPAÇAMENTO
IRRIGAÇÃO POR INUNDAÇÃO
PRODUTIVIDADE
VARIEDADES VEGETAIS
Resumo em português
O presente trabalho foi conduzido na Estação Experimental de Mococa do Instituto Agronômico, SP, nos anos agrícolas de 1986/87 e 1987/88, com objetivo de estudar a influência do espaçamento e da densidade de semeadura sobre os componentes da, produtividade e produção de dois cultivares de arroz, em cultura irrigada sob regime de irrigação por inundação. Os cultivares utilizados foram o IAC 1278 e o IAC 4440, ambos de porte baixo, folhas eretas perfilhamento abundante e com alto potencial produtivo, nos espaçamentos de 20, 30, 45, e 60 centímetros entre linhas e nas densidades de 30, 60, 90 sementes por metro linear. As características agronômicas avaliadas foram: população inicial de plantas, índice de área foliar, peso da matéria seca da parte aérea, altura das plantas, número de perfilhos e perfilhos férteis, fertilidade de perfilhos e de espiguetas, número de espiguetas e de grãos cheios, peso de mil grãos, e a produção de grãos. o delineamento experimental foi de blocos casualizados com parcelas sub-divididas com 3 repetições. Baseado nos resultados obtidos conclui-se que o cultivar IAC 4440 se mostrou mais produtivo que o IAC 1278; que o espaçamento entre linhas influenciou a produtividade dos dois cultivares, e sendo a produção maior nos espaçamentos mais estreitos; que nos espaçamentos menores o adensamento de plantas na linha determinou redução na produção, ocorrendo o inverso para espaçamentos maiores; que o número de grãos/m2 foi o índice mais indicado para estimar a produção; e que a produção de grãos se correlacionou com a população inicial de plantas, o índice de área foliar, o peso da matéria seca da parte aérea, número total de perfilhos e perfilhos férteis/m2 , número de espiguetas por panícula e a fertilidade de espiguetas, e não correlacionou com o peso de 1000 grãos, fertilidade de perfilhos e número de grãos cheios por panícula.
Título em inglês
not available
Resumo em inglês
not available
 
AVISO - A consulta a este documento fica condicionada na aceitação das seguintes condições de uso:
Este trabalho é somente para uso privado de atividades de pesquisa e ensino. Não é autorizada sua reprodução para quaisquer fins lucrativos. Esta reserva de direitos abrange a todos os dados do documento bem como seu conteúdo. Na utilização ou citação de partes do documento é obrigatório mencionar nome da pessoa autora do trabalho.
SakaiMauro.pdf (5.47 Mbytes)
Data de Publicação
2018-11-27
 
AVISO: Saiba o que são os trabalhos decorrentes clicando aqui.
Todos os direitos da tese/dissertação são de seus autores
CeTI-SC/STI
Biblioteca Digital de Teses e Dissertações da USP. Copyright © 2001-2019. Todos os direitos reservados.