• JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
 
  Bookmark and Share
 
 
Dissertação de Mestrado
DOI
10.11606/D.11.2018.tde-20181127-155636
Documento
Autor
Nome completo
Elisabeth Ann Veasey
E-mail
Unidade da USP
Área do Conhecimento
Data de Defesa
Imprenta
Piracicaba, 1987
Orientador
Título em português
Estudo da biologia de sementes de espécies nativas de Desmodium desv. (Leguminosae -Papilionoideae)
Palavras-chave em português
BIOLOGIA
DESMÓDIO
DIVERSIDADE GENÉTICA
SEMENTES
Resumo em português
O estudo da biologia de sementes é importante para a compreensão dos mecanismos de germinação, dispersão, adaptação e sobrevivência de uma espécie ou população em um determinado ambiente. O objetivo deste trabalho foi estudar alguns aspectos da biologia das sementes de quatro espécies nativas de Desmodium ou seja, D. barbatum, D. discolar, D. incanum e D. tortuosum, populações 1 e 2. O mesmo foi realizado em duas etapas, a primeira envolvendo ensaio de campo para a multiplicação das sementes em condições uniformes e para a caracterização morfológica do fruto e da semente, através de amostragens realizadas a nível de planta para cada espécie. Na segunda etapa foi conduzida uma série de ensaios de germinação com sementes escarificadas e não-escarificadas, submetidas a diferentes temperaturas constantes, de 15 a 45°C, e temperaturas alternadas, ou seja, 15-30°C, 20-35°C, 25-35°C, e 25-40°C. Foi também realizado um ensaio a nível de famílias para a determinação da variação do grau de dormência dentro de cada espécie, e obtenção de parâmetros genéticos. Diferenças significativas entre espécies foram observadas para todos os caracteres morfológicos avaliados, incluindo número de artículos por lomento (NA), comprimento do lomento (CL), comprimento e largura do artículo (CA) e (LA), comprimento do pedúnculo (CP) e peso de sementes (PS). Foram estimados os coeficientes de variação genética interespecífica (CVge ) e de diversidade genotípica (be) para cada caráter. O maior valor do CVge , 35,3% , foi obtido para o caráter PS, demonstrando existir maior variabilidade genética. O valor de be foi elevado, acima de e 80,0%, para os caracteres PS, CP e CL, indicando a possibilidade de seleção tanto artificial como natural. Outro caráter avaliado foi a coloração de sementes, observando-se variação interespecífica, e também variação intraespecífica para a espécie D. tortuosum. Os ensaios de germinação com sementes não-escarificadas mostraram que quanto maior a temperatura maior a quebra de dormência, atingindo um limite máximo a 40°C Foi observado também variação significativa entre espécies em relação ao grau de dormência. com as espécies D. discolor e D. incanum apresentando os níveis mais baixos, e o D. barbatum o maior nível. Os ensaios com sementes escarificadas resultaram numa baixa germinação a 15°C, observando-se grande número de sementes embebidas e não germinadas, principalmente para as espécies D. barbatum e D. incanum . No entanto, de 20 a 40°C a germinação foi alta, acima de 90,0%, para todas as espécies, ocorrendo uma queda brusca a 45°C, onde a germinação foi nula. Essas observações servem para evidenciar a ampla distribuição geográfica dessas espécies, uma vez que suas sementes germinam numa grande amplitude de temperaturas. Os resultados obtidos com temperaturas constantes foram melhores que os obtidos com temperaturas alternadas, ao contrário do que se tem observado em trabalhos correlatos. Foram também observadas diferenças entre espécies em relação à velocidade de germinação, com a espécie D. discolor apresentado a maior velocidade e o D. incanum a menor. De um modo geral, as temperaturas mais baixas proporcionaram menor velocidade de germinação e as mais altas maior velocidade. Diferenças altamente significativas foram observadas entre famílias para as espécies D. discolor, D. incanum e D. tortuosum, pop. 2, em relação ao grau de dormência. Foi obtido um alto valor para o coeficiente de determinação genotípica (bd), acima de 84,0%, para essas 3 espécies, indicando a possibilidade de seleção para este caráter. A população 2 da espécie D. tortuosum apresentou um alto valor para o coeficiente de variação genética intraespecífica (CVgd), 47,1%, mostrando que grande parte da variação observada é de natureza genética e não ambiental. As diferenças observadas tanto entre como dentro de espécies ou populações em relação à variação no grau de dormência são discutidas.
Título em inglês
Study on seed biology of native species of Desmodium Desv. (Leguminosae - Papilionoideae)
Resumo em inglês
The study of seed biology is important in order to understand the mechanisms of germination, dispersion, adaptation and survival of a species or population in a given environment. The objective of this work was to study some aspects of the seed biology of four native Desmodium species, namely, D. barbatum, D. discolor, D. incanum and D. tortuosum, populations 1 and 2. The work consisted of two stages. the first involving a field trial for seed multiplication under uniform conditions, and for morphological characterizations of the fruit and seed of each species, by sampling individual plants. In the second stage, several germination trials were conducted with scarified and nonscarified seed, subjected to with different constant temperatures, from 15 to 45°C, and alternating temperatures of 15-30°C, 20-35°C, 25-35°C and 25-40°C Another trial was conducted in order to determine the variation in the degree of dormancy among individual plants or families within species, and to obtain some generic parameters. Significant differences among species were observed for all of the morphological characters evaluated, including number of articles per loment (NA), length of loment (CL), length and width of article (CA) (LA), length of peduncle (CP) and seed weight (PS). The coefficients of interspecific genetic variation (CVge) and genotypic diversity (be) were estimated for each character. The highest value of CVge,3S.3%, was obtained for the character PS, showing a higher genetic variability. The be value e was high, above 80,0%, for characters PS, CP and CL, indicating the possibility of selection, either artificial or natural. Another character evaluated was seed color, showing an interspecific variability, and also an intraspecific variability for the species D. tortuosum. The germination trials with nonscarified seeds showed that the higher the temperature the higher the dormancy breaking rate,. up to a maximum limit of 40°C. A significant variation among species in relation to the degree of dormancy was also observed, with D. discolor and D. incanum showing the lowest leveIs, and D. barbatum the highest leveI. The triaIs with scarified seeds resuIted in low germination at 15°C, with a Iarge number of imbibed but not germinated seeds, especially for the species D. barbatum and D. incanum. However, from 20 to 40°C the germination for all species was high, above 90,0%, with a drastic fall at 45°C, where germination was nil. These observations provide further evidence of the extensive geographical distribution of these species, with seeds germinating over a wide range of temperatures. Better results were obtained with constant temperatures than with alternating temperatures, quite contrary to the results reported in other similar studies. Germination speed variation among the species was also recorded, with D. discolor givíng the highest rate and D. incanum the lowest. Generally speaking, lower temperatures provided lower germination rates and higher temperatures higher rates. Highly significant differences in dormancy levels were observed among families of the species D. discolor D. incanum, and D. tortuosum, pop. 2. A high coefficient of genotypic determination (bd) value, above 84,0%, was obtained for these 3 species, indicating the possibility of selection for this character. The population 2 of D. tortuosum presented a high coefficient of intraspecific genetic variation (CVgd) value, 47,1%, showing that most of this variation is due to genetic and not environmental causes. The differences observed among and within species or populations concerning the variation in dormancy levels are discussed.
 
AVISO - A consulta a este documento fica condicionada na aceitação das seguintes condições de uso:
Este trabalho é somente para uso privado de atividades de pesquisa e ensino. Não é autorizada sua reprodução para quaisquer fins lucrativos. Esta reserva de direitos abrange a todos os dados do documento bem como seu conteúdo. Na utilização ou citação de partes do documento é obrigatório mencionar nome da pessoa autora do trabalho.
Data de Publicação
2018-11-27
 
AVISO: Saiba o que são os trabalhos decorrentes clicando aqui.
Todos os direitos da tese/dissertação são de seus autores
CeTI-SC/STI
Biblioteca Digital de Teses e Dissertações da USP. Copyright © 2001-2019. Todos os direitos reservados.