• JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
 
  Bookmark and Share
 
 
Dissertação de Mestrado
DOI
10.11606/D.11.2018.tde-20181127-160051
Documento
Autor
Nome completo
Luciano Consoli
Unidade da USP
Área do Conhecimento
Data de Defesa
Imprenta
Piracicaba, 1995
Orientador
Título em português
Análise genética e molecular da variação somaclonal em Stylosanthes guianensis (Aubl.) Sw. (Leguminosae)
Palavras-chave em português
CULTURA DE TECIDOS VEGETAIS
ESTILOSANTE
GENÉTICA MOLECULAR
PROGÊNIES
VARIAÇÃO GENÉTICA
Resumo em português
O objetivo deste trabalho foi estudar os efeitos da cultura de tecidos em características quantitativas de interesse agronômico e também detectar possíveis alterações ao nível molecular, através da técnica de RAPD, em progênies de plantas regeneradas de Stylosanthes guianensis. Sessenta e três progênies derivadas da cultura de tecidos (R2) e 53 derivados da população original (O2) foram avaliadas para os caracteres da produção de matéria verde e seca (PMV) e produção de matéria seca (PMS). Detectou-se na população regenerada, em média, uma variabilidade genética 2,6 vezes superior à variabilidade presente na população original, para os dois caracteres. As estimativas do coeficiente de herbabilidade e do ganho esperado com seleção para os dois caracteres, também foram superiores para a população regenerada. No entanto, a população regenerada apresentou reduções significativas nas médias, para os caracteres PMV (2656,32 g/planta) e PMS (891,27 g/planta), em relação às médias da população original (PMV=2978,11 e PMS=1000,90). Apesar destas reduções, as médias esperadas da população regenerada selecionada, para os dois caracteres, foram superiores às médias esperadas da população original. Estes resultados indicam que a cultura de tecidos foi capaz de gerar uma variabilidade genética superior à variabilidade encontrada na população original, podendo ser aproveitada em programas de melhoramento. Amostras de 16 progênies de cada uma das populações original e regenerada foram analisadas através da técnica de RAPD utilizando-se 10 primers de sequência aleatória. Estes primers geraram 219 produtos de amplificação apresentando 51,6% de polimorfismo. O agrupamento das progênies pelo método UPGMA, baseado no coeficiente de similaridade Simple Matching, gerou um dendrograma no qual visualiza-se a formação de dois grupos distintos, separando as progênies originais das regeneradas. Apesar da semelhança nos valores dos coeficientes de similaridade genética observados dentro de cada população, a separação das progênies em dois grupos indica que a cultura de tecidos provocou alterações ao nível molecular, capazes de alterar os padrões de RAPDs.
Título em inglês
not available
Resumo em inglês
not available
 
AVISO - A consulta a este documento fica condicionada na aceitação das seguintes condições de uso:
Este trabalho é somente para uso privado de atividades de pesquisa e ensino. Não é autorizada sua reprodução para quaisquer fins lucrativos. Esta reserva de direitos abrange a todos os dados do documento bem como seu conteúdo. Na utilização ou citação de partes do documento é obrigatório mencionar nome da pessoa autora do trabalho.
ConsoliLuciano.pdf (7.52 Mbytes)
Data de Publicação
2018-11-27
 
AVISO: Saiba o que são os trabalhos decorrentes clicando aqui.
Todos os direitos da tese/dissertação são de seus autores
CeTI-SC/STI
Biblioteca Digital de Teses e Dissertações da USP. Copyright © 2001-2019. Todos os direitos reservados.