• JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
 
  Bookmark and Share
 
 
Dissertação de Mestrado
DOI
10.11606/D.11.2018.tde-20181127-161417
Documento
Autor
Nome completo
Victor Augustus Marin
Unidade da USP
Área do Conhecimento
Data de Defesa
Imprenta
Piracicaba, None
Orientador
Título em português
Avaliação dos processos de regeneração e infecção por Agrobacterium em genótipos de soja selecionados para alto teor de proteína
Palavras-chave em português
GENÓTIPOS
PLANTAS TRANSGÊNICAS
REGENERAÇÃO IN VITRO
SOJA
TEOR DE PROTEÍNA
TRANSFORMACAO GENETICA
Resumo em português
Esta pesquisa teve como principais objetivos o desenvolvimento de um protocolo de regeneração de plantas de soja in vitro e a obtenção de tecidos transformados, utilizando-se o Agrobacterium tumefasciens como vetor de transformação. Inicialmente, os objetivos foram direcionados para obter um protocolo de regeneração in vitro para três genótipoes de soja. Utilizando-se nós-cotiledonares como explantes, inoculados em meio de cultura MS/2 suplementado com 2,5 μM de BA + 30 g/l de sacarose + 0,7% (p/v) de ágar, obteve-se altas taxas de regeneração e múltipla brotação. Vencida a etapa da cultura in vitro, dois métodos de infecção foram avaliados, usando-se a linhagem GV2260 de Agrobacterium. Após ferir os explantes com bisturi, foram feitos dois cocultivos: em meio líquido por 16 h e em meio sólido por 48 h. Este procedimento interferiu drasticamente no processo de regeneração, sendo que apenas 8% dos explantes apresentaram brotos, a maioria, com vitrificação. No segundo método, os explantes foram infectados, na região onde ocorre a regeneração, com uma seringa contendo uma cultura líquida do Agrobacterium. Em seguida, procedeu-se o cocultivo em meio sólido por 48 h. Este ensaio mostrou 96% de regeneração com brotação abundante. Nos dois processos, foi observada a expressão transitória do gene da β-glucuronidase (GUS), usado como reporter na construção do plasmídio. Fica demonstrado neste trabalho que a utilização do Agrobacterium como vetor de transformação de soja independe do método de infecção. Porém, a regeneração de brotos está condicionada à não exposição dos explantes ao cocultivo em meio líquido.
Título em inglês
not available
Resumo em inglês
not available
 
AVISO - A consulta a este documento fica condicionada na aceitação das seguintes condições de uso:
Este trabalho é somente para uso privado de atividades de pesquisa e ensino. Não é autorizada sua reprodução para quaisquer fins lucrativos. Esta reserva de direitos abrange a todos os dados do documento bem como seu conteúdo. Na utilização ou citação de partes do documento é obrigatório mencionar nome da pessoa autora do trabalho.
Data de Publicação
2018-11-27
 
AVISO: Saiba o que são os trabalhos decorrentes clicando aqui.
Todos os direitos da tese/dissertação são de seus autores
CeTI-SC/STI
Biblioteca Digital de Teses e Dissertações da USP. Copyright © 2001-2019. Todos os direitos reservados.