• JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
 
  Bookmark and Share
 
 
Dissertação de Mestrado
DOI
10.11606/D.11.2018.tde-20181127-162042
Documento
Autor
Nome completo
Davi Andrade Pacheco
E-mail
Unidade da USP
Área do Conhecimento
Data de Defesa
Imprenta
Piracicaba, 2002
Orientador
Título em português
Biomassa, estimativa da concentração viral e sintomatologia de cucurbitáceas infectadas com estirpes fracas e severa do Papaya ringspot vírus
Palavras-chave em português
ABÓBORA
ABOBRINHA-DE MOITA
ELISA
MELANCIA
MOSAICO
POTYVIRUS
Resumo em português
Neste trabalho foram comparados os valores de absorbância dos extratos, severidade dos sintomas e biomassa das plantas de abobrinha-de-moita (Cucurbita pepo L) cv. Caserta, de abóbora (C. moschata Duch.) cv. Menina Brasileira e de melancia (Citrullus lanatus (Thunb.) Matsum. & Nakai) cv. Crimson Sweet infectadas com três estirpes fracas (PRSV-W-1 J PRSV-W-2 e PRSV-W-3) e uma estirpe severa (PRSV-W-C) do Papaya ringspot virus - type W (PRSV-W). As plantas-teste foram inoculadas em estádio cotiledonar e mantidas em condições de casa de vegetação. Aos 7, 14, 21, 28 e 35 dias após a inoculação (DAI), amostras de discos foliares foram coletadas das plantas, maceradas em tampão PBS, na proporção de 1:20 (p:v) e armazenadas a -20°C. Testes preliminares comparando as técnicas PTA-ELlSA ("Plate Trapped Antigen"-"Enzyme Linked Immunosorbent Assay") e DAS-ELISA ("Double Antibody Sandwich"- ELISA), realizados com diferentes concentrações do PRSV-W purificado, entre 32 e 4096 ng mL-1, mostraram alta correlação entre os valores de absorbância a 405 nm obtidos e as concentrações do vírus para os dois testes. Diante desse resultado, o PTA- ELISA foi adotado nos experimentos de estimativa da concentração viral. A severidade dos sintomas foi avaliada por uma escala dê notas de 1 (sem mosaico) a 5 (mosaico com bolhas, deformações foliares intensas e atrofiamento da planta). A biomassa da parte aérea das plantas foi avaliada através da pesagem das massas fresca e seca aos 40 DAI. Os resultados obtidos mostraram que as concentrações das estirpes fracas, baseadas nos valores de absorbância do PTA-ELlSA, foram menores do que a observada com a estirpe severa nas três espécies estudadas. Houve também uma variação nos picos de concentração virais das estirpes fracas e severa entre os dois experimentos realizados. As estirpes fracas não causaram sintomas de mosaico nas plantas-teste das três espécies estudadas (nota 1). A estirpe PRSV-W-C causou sintomas extremamente severos nas plantas de abobrinha-de-moita e melancia (nota 5) e sintomas relativamente fracos de mosaico nas plantas de abóbora 'Menina Brasileira' (nota 2). Os valores de biomassa das plantas de abobrinha-de-moita e melancia infectadas pelas estirpes fracas sofreram reduções que variaram de 1,7 % a 12,4 %, quando comparados aos das plantas sadias. Já os valores de biomassa das plantas infectadas pela estirpe severa sofreram reduções mais drásticas, variando de 29 % a 74 %. Os valores de biomassa das plantas de abóbora 'Menina Brasileira' infectadas com as estirpes fracas e severa foram ligeiramente superiores aos das plantas sadias.
Título em inglês
not available
Resumo em inglês
not available
 
AVISO - A consulta a este documento fica condicionada na aceitação das seguintes condições de uso:
Este trabalho é somente para uso privado de atividades de pesquisa e ensino. Não é autorizada sua reprodução para quaisquer fins lucrativos. Esta reserva de direitos abrange a todos os dados do documento bem como seu conteúdo. Na utilização ou citação de partes do documento é obrigatório mencionar nome da pessoa autora do trabalho.
Data de Publicação
2018-11-27
 
AVISO: Saiba o que são os trabalhos decorrentes clicando aqui.
Todos os direitos da tese/dissertação são de seus autores
CeTI-SC/STI
Biblioteca Digital de Teses e Dissertações da USP. Copyright © 2001-2019. Todos os direitos reservados.