• JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
 
  Bookmark and Share
 
 
Dissertação de Mestrado
DOI
10.11606/D.11.2018.tde-20181127-155248
Documento
Autor
Nome completo
Erika Mangile André
Unidade da USP
Área do Conhecimento
Data de Defesa
Imprenta
Piracicaba, 1997
Orientador
Título em português
Mobilidade do crômio adicionado a dois latossolos na forma de sais inorgânicos e de resíduo de curtume
Palavras-chave em português
CROMO
LATOSSOLOS
RESÍDUO DE CURTUME
Resumo em português
O objetivo principal do trabalho foi avaliar o comportamento do crômio em dois latossolos, através do estudo da movimentação do metal em colunas de solo. Para complementar esse estudo foi feito o estudo da biodegradabilidade do resíduo de curtume contendo altas concentrações de crômio e testes de extratores para a determinação de crômio do solo. Os solos utilizados nos experimentos, cujas amostras foram submetidas a análises granulométrica e química, foram: Latossolo Roxo e Latossolo Vermelho Amarelo. Os solos foram incubados com resíduo de curtume e os sais CrCI3.6H2O como fonte de Cr3+ e K2Cr2O7 como fonte de Cr(VI) para avaliar a mobilidade do crômio no solo e sua extração. A mobilidade do crômio foi avaliada em tubos de percolação nos quais realizou-se lixiviação com análises de lixiviado e do solo. Os extratores testados para determinação de crômio solúvel foram: Mehlich 1, Mehlich 3, solução de HCl 0,1 moI L-1 e solução de KH2PO4. Os solos provenientes desses dois experimentos foram secos, peneirados e analisados para Cr(VI), matéria orgânica e pH. No experimento e mobilidade, o Cr3+ foi obtido pela diferença entre os teores de Cr total e Cr(VI). O estudo da biodegradabilidade do resíduo de curtume foi feito através da medida de CO2 liberado pela atividade dos microrganismos durante o processo de mineralização do material orgânico adicionado. Houve movimentação do crômio para acamada 20-40 cm principalmente quando o metal foi aplicado via sais orgânicos: somente o crômio proveniente do tratamento com a fonte hexavalente foi detectado no lixiviado. Os teores de matéria orgânica do solo, após lixiviação, não sofreram grandes alterações e os valores de pH diminuíram em relação à testemunha, principalmente no LR, quando a fonte de crômio adicionada foi a trivalente (dose 1500 mg kg-1 Cr). Houve lixiviação de cálcio e magnésio, principalmente nos solos que receberam o Cr3+. Grande parte do Cr(VI) foi possivelmente reduzido a Cr3+ ou adsorvido ao solo. Os extratores Mehlich 1, Mehlich 3 e HCl 0,1 moI L-I apresentaram comportamento semelhante em relação à extração de crômio solúvel dos solos. O crômio não causou prejuízos aos microrganismos responsáveis pela degradação do resíduo de curtume aplicado aos solos
Título em inglês
not available
Resumo em inglês
not available
 
AVISO - A consulta a este documento fica condicionada na aceitação das seguintes condições de uso:
Este trabalho é somente para uso privado de atividades de pesquisa e ensino. Não é autorizada sua reprodução para quaisquer fins lucrativos. Esta reserva de direitos abrange a todos os dados do documento bem como seu conteúdo. Na utilização ou citação de partes do documento é obrigatório mencionar nome da pessoa autora do trabalho.
AndreErikaMangile.pdf (2.92 Mbytes)
Data de Publicação
2018-11-27
 
AVISO: Saiba o que são os trabalhos decorrentes clicando aqui.
Todos os direitos da tese/dissertação são de seus autores
CeTI-SC/STI
Biblioteca Digital de Teses e Dissertações da USP. Copyright © 2001-2019. Todos os direitos reservados.