• JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
 
  Bookmark and Share
 
 
Dissertação de Mestrado
DOI
10.11606/D.11.2018.tde-20181127-160042
Documento
Autor
Nome completo
Hélio do Prado
E-mail
Unidade da USP
Área do Conhecimento
Data de Defesa
Imprenta
Piracicaba, 1986
Orientador
Título em português
Desenvolvimento de horizontes superficiais de solos Podzólicos relacionados com as Formações Corumbataí e Pirambóia
Palavras-chave em português
HORIZONTES DO SOLO
SOLOS PODZÓLICOS
TOPOSSEQUÊNCIAS
Resumo em português
Duas encostas foram estudadas desde seus topos às posições mais baixas do relevo. Nela ocorrem solos classificados como Podzólico Vermelho-Amarelo variação Laras (PV1s) nas partes mais elevadas e Podzólico Vermelho-Amarelo variação Piracicaba (PVp) nas mais baixas. O PV1s relaciona-se com a arenito da Formação Pirambóia e o PVp com o folhelho da Formação Corumbataí. O objetivo deste trabalho foi verificar a causa do exagerado aumento do teor de argila do horizonte A para o horizonte B no PVp, tomando-se como hipótese que o horizonte superficial desse solo, localizado na parte inferior da encosta e que tem mudança textural abrupta, recebeu maiores contribuições laterais dos sedimentos grosseiros, derivados do solo da Formação Pirambóia e/ou do solo dele derivado (PV1s), localizado na parte superior da encosta. Para isso foram: a) estudadas as propriedades mineralógicas do PVp visando detectar a presença de descontinuidade litológica, em função da possível contribuição de material grosseiro proveniente da Formação Pirambóia; b) aplicados parâmetros estatísticos na interpretação da análise granulométrica para o estudo da uniformidade do material de origem; c) realizados exames demorfoscopia dos grãos de quartzo para auxiliar na determinação da procedência da areia do horizonte A do PVp. Em área próxima a ambas encostas, por falta de mais dados na literatura, foram coletados amostras das rochas arenito e folhelho para se conhecer suas características (granulométricas, mineralógicas da fração areia (pesados) morfoscopia, e depois comparar com as dos perfis. Os minerais pesados da fração areia por serem qualitativamente os mesmos, nas rochas (arenito e folhelho) e nos solos estudados, não serviram para indicar uma possível contribuição de areia no horizonte A do PVp a partir do arenito da Formação Pirambóia e/ou do solo dele derivado (PVls). Os valores de arredondamento médio da areia do arenito da Formação Pirambóia, que são maiores que do folhelho da Formação Corumbataí, assemelham-se aos valores obtidos nos horizontes A e B do PVp, sugerindo que esses horizontes tiveram contribuição do arenito. Os dados referentes a descrição morfológica do PVp indicaram mosqueamento no topo do horizonte B, o que sugere ter ocorrido remoção de argila a partir da superfície pelo processo de ferrôlise. Esse processo consiste na destruição de argila-minerais no horizonte superficial e teve início pela remoção do ferro na forma bivalente devido as condições redutoras do meio ambiente. Os dados da descrição micromorfológica do horizonte B2 do PVp mostraram presença de argillans de iluviação, sugerindo translocação de argila do horizonte A para o B.
Título em inglês
Development of superficial podzolics soils horizons derived from Corumbataí and Pirambóia Formations
Resumo em inglês
Two sequences of soils, along a moderate inclined slope, were studied in Corumbataí county, State of São Paulo, Brazil. The soils in the upslope were classified as Red Yellow Podzolic distrophic and alic moderate A horizon sandy/loam texture (PVls) and in footslope as Red Yellow Podzolie alic moderate A horizon sandy/clay texture. The former is derivated from Pirambóia Formation sandstone and the latter from Corumbataí Formation shale. The main objetive. was to determine the origin of the considerable textural change between A and B horizons in the PVp soil. The working hypothesis was that the parent material of this soil, on the footslope, was not homogeneous. The higher amount of sand it has in A horizon was due in part the lateral contribution of soils and/or sandy sediments of Pirambóia Formation which occour in the upslope. To carry out this study following analysis were performed: a) Identification of heavy mineraIs in very fine sand of soil profiles to verify the occurance of any lithologic descontinuity; b) With the same purpose, morfoscopic studies of quartz in very fine sand; c) Applied statistics parameters in the interpretation of granulometric analysis (mean, standard deviation, swekness and kurtosis) of very fine and in study of uniformity of parent material. Some studies on fresh sandstone and samples were performed due the lack of geologic literature data. The rock samples were collected in areas near the studied soils and the following analysis were performed: particle size distribution, heavy sand mineralogy and sand fraction morphoscopy. These data were compared with similar ones from the studied soils. The study of sand fraction did not show any contribution from Pirambóia sandstone in the A horizon of PVp soil. The heavy mineraIs of sand are similar both in Pirambóia sandstone and Corumbataí shale. The PVp soil is derived from the latter. The values of roundness of very fine sand particles of Pirambóia Formation sandstone are similar to the values found in A and B horizons of PVp soil and higher than those found 1n Corumbataí Formation shaIes. This resuIt indicated the A horizon as well as the B horizon had received contribution from the Pirambóia sandstone. The data related to the morphologic description of the PVp soil presented mottles at the top of B horizon suggesting clay remotion of surface by ferrolysis processes. This process is based on destruction of cIay mineraIs from the surface horizon starting with iron remotion in t e Fe2+ form due to environmental redution conditons. The micromorphological study of B horizon of PVp showed illuviation of argillans suggesting some clay transIocation from A to B horizon.
 
AVISO - A consulta a este documento fica condicionada na aceitação das seguintes condições de uso:
Este trabalho é somente para uso privado de atividades de pesquisa e ensino. Não é autorizada sua reprodução para quaisquer fins lucrativos. Esta reserva de direitos abrange a todos os dados do documento bem como seu conteúdo. Na utilização ou citação de partes do documento é obrigatório mencionar nome da pessoa autora do trabalho.
PradoHelioDo.pdf (5.46 Mbytes)
Data de Publicação
2018-11-27
 
AVISO: Saiba o que são os trabalhos decorrentes clicando aqui.
Todos os direitos da tese/dissertação são de seus autores
CeTI-SC/STI
Biblioteca Digital de Teses e Dissertações da USP. Copyright © 2001-2019. Todos os direitos reservados.