• JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
 
  Bookmark and Share
 
 
Dissertação de Mestrado
DOI
10.11606/D.11.2018.tde-20181127-160752
Documento
Autor
Nome completo
Maria de Fátima Scaf
Unidade da USP
Área do Conhecimento
Data de Defesa
Imprenta
Piracicaba, 1994
Orientador
Título em português
Distribuição de matéria seca e macronutrientes em plantas de seis cultivares de milho
Palavras-chave em português
MACRONUTRIENTES
MATÉRIA SECA
MILHO
VARIEDADES VEGETAIS
Resumo em português
Atualmente a cultura do milho ocupa o terceiro lugar entre os cereais mais cultivados no mundo, sendo superado apenas pelo trigo e pelo arroz. No Brasil ela é uma das principais culturas, tanto pela área cultivada como por sua importância sócio-econômica. O experimento foi instalado numa área do Departamento de Horticultura da Escola Superior de Agricultura"Luiz de Queiroz"no município de Piracicaba, num solo classificado como latossolo vermelho escuro orto, série Luiz de Queiroz. Utilizou-se para o plantio seis híbridos da CARGILL: C525, C484-A, C701, C555, C511-A e C125. O delineamento estatístico foi o de blocos ao acaso com 4 repetições e seis tratamentos distribuídos em faixas. As plantas foram coletadas 30, 60, 90 e 120 dias após a emergência e foram divididas em folhas novas, folhas velhas, colmos, pendões, sabugos, palha e grãos. As partes das plantas foram secas, pesadas, moídas e analisadas quanto aos teores totais de macronutrientes. Avaliou-se o peso do material seco das diversas partes amostradas, os teores totais de macronutrientes expressos em porcentagem, de cada parte amostrada, a extração de macronutrientes e a produção de grãos. Os resultados permitiram chegar-se às seguintes conclusões: - Os cultivares não diferiram quanto à produção de material seco da planta toda e dos grãos na época da colheita; Os cultivares C511-A e C484-A foram os mais produtivos, quanto ao peso de folhas velhas e de colmos; - Os cultivares C511-A e C484-A apresentaram as maiores extrações de cálcio e magnésio nas folhas novas, de nitrogênio, potássio, cálcio e magnésio nas folhas velhas e de potássio, cálcio e magnésio nos colmos. - Os grãos apresentaram as maiores extrações de nitrogênio, fósforo, magnésio e enxofre, enquanto os colmos apresentaram as maiores extrações de potássio e cálcio, na época da colheita; - Na época da colheita, a extração pela planta toda obedeceu à seguinte ordem: N > K > Ca > P > Mg > S; - A exportação de nutrientes através dos grãos, na época da colheita obedeceu à seguinte ordem: P > N > Mg > S > K > Ca
Título em inglês
not available
Resumo em inglês
not available
 
AVISO - A consulta a este documento fica condicionada na aceitação das seguintes condições de uso:
Este trabalho é somente para uso privado de atividades de pesquisa e ensino. Não é autorizada sua reprodução para quaisquer fins lucrativos. Esta reserva de direitos abrange a todos os dados do documento bem como seu conteúdo. Na utilização ou citação de partes do documento é obrigatório mencionar nome da pessoa autora do trabalho.
ScafMariaFatima.pdf (4.53 Mbytes)
Data de Publicação
2018-11-27
 
AVISO: Saiba o que são os trabalhos decorrentes clicando aqui.
Todos os direitos da tese/dissertação são de seus autores
CeTI-SC/STI
Biblioteca Digital de Teses e Dissertações da USP. Copyright © 2001-2019. Todos os direitos reservados.