• JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
 
  Bookmark and Share
 
 
Dissertação de Mestrado
DOI
10.11606/D.11.2018.tde-20181127-161045
Documento
Autor
Nome completo
Reynaldo Rocha Beltrán
Unidade da USP
Área do Conhecimento
Data de Defesa
Imprenta
Piracicaba, 1994
Orientador
Título em português
Comparação entre fontes de fósforo através de três extratores químicos do solo e plantas de arroz
Palavras-chave em português
ARROZ
DISPONIBILIDADE
EXTRATORES QUÍMICOS
FERTILIZANTES FOSFATADOS
FÓSFORO
SOLOS
Resumo em português
A disponibilidade de fósforo no solo foi avaliada em experimento realizado em casa de vegetação utilizando amostras de um solo areia Quartzosa, no bairro de Ribeirão Claro, Piracicaba - SP. Utilizou-se cinco adubos fosfatados: fosfato natural Alvorada, fosfato monoamônio, superfosfato simples, superfosfato triplo e termofosfato-Yoorin, os quais foram misturados ao solo nas quantidades: 0, 100, 200 e 300 µgP/g de solo, e incubados durante 60 dias, ao término dos quais fez-se análise química para caracterizar o solo. Cultivou-se também o arroz cultivar IAC-165 como planta teste por 32 dias, obtendo-se peso do material seco da parte aérea das plantas e determinou-se os nutrientes nela contidos. Analisou-se o fósforo nas amostras de terra pelos métodos Mehlich-1 (H2SO 4,0,025N + HCl 0,05N), Olsen (NaHCO3 a pH 8,5) e resina trocadora de íons. Determinou-se também os teores de K, Ca, Mg, matéria orgânica, H+Al e o pH em CaCl2. No material seco determinou-se a porcentagem de P e calculou-se o P absorvido, que juntamente com o peso da parte aérea foram correlacionados com os teores de fósforo extraídos do solo pelos três métodos. Os adubos termofosfato, superfosfato simples e superfosfato triplo aumentaram o pH do solo. Os adubos monofosfato de amônio e superfosfato simples na dose 200 µgP/g de solo, proporcionaram maiores pesos de material seco da parte aérea nas plantas de arroz. Os teores de fósforo absorvidos pelo arroz foram mais elevados nos tratamentos que receberam monofosfato de amônio e superfosfato simples na dose 300 µgP/g de solo . Os três extratores utilizados para comparar as fontes de fósforo apresentaram pequena diferença na extração de P e todos correlacionaram-se positivamente com os parâmetros avaliados (matéria seca, porcentagem de fósforo e fósforo absorvido pelo arroz), porém, o extrator de Olsen correlacionou-se melhor com a resposta do arroz às doses de fósforo utilizadas em cada fonte de adubo fosfatado.
Título em inglês
not available
Resumo em inglês
not available
 
AVISO - A consulta a este documento fica condicionada na aceitação das seguintes condições de uso:
Este trabalho é somente para uso privado de atividades de pesquisa e ensino. Não é autorizada sua reprodução para quaisquer fins lucrativos. Esta reserva de direitos abrange a todos os dados do documento bem como seu conteúdo. Na utilização ou citação de partes do documento é obrigatório mencionar nome da pessoa autora do trabalho.
Data de Publicação
2018-11-27
 
AVISO: Saiba o que são os trabalhos decorrentes clicando aqui.
Todos os direitos da tese/dissertação são de seus autores
CeTI-SC/STI
Biblioteca Digital de Teses e Dissertações da USP. Copyright © 2001-2019. Todos os direitos reservados.