• JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
 
  Bookmark and Share
 
 
Dissertação de Mestrado
DOI
10.11606/D.11.2018.tde-20181127-162116
Documento
Autor
Nome completo
Marcelo Elias Cassiolato
E-mail
Unidade da USP
Área do Conhecimento
Data de Defesa
Imprenta
Piracicaba, 2002
Orientador
Título em português
Carbono orgânico dissolvido na solução do solo sob floresta e pastagem em Rondônia
Palavras-chave em português
ÁGUA PLUVIAL
BRACHIARIA
CARBONO
ESCOAMENTO SUPERFICIAL
FLORESTAS
LISÍMETRO
PASTAGENS
SOLOS
Resumo em português
A pesquisa teve como objetivo avaliar o fluxo do carbono orgânico dissolvido na solução do solo sob floresta e pastagens da região Amazônica. O experimento constou da instalação de lisímetros de tensão, tensão zero, e coletores de escoamento superficial pluviolixiviado e água de chuva em condições de campo durante o período de janeiro a maio de 2002 na fazenda Nova Vida, município de Ariquemes no estado de Rondônia. Foi quantificada a concentração de carbono orgânico dissolvido, o pH e a condutividade elétrica em três tratamentos: i) floresta nativa, ii) pastagem (controle) com 20 anos de uso; iii) pastagem de Brachiaria brizantha porém gradeada, fertilizada e replantada. A analise química da água da chuva mostrou uma concentração de carbono orgânico dissolvido elevada, em torno de 4 mg L-1, que adicionou aos tratamentos aproximadamente 3000 mg de C m-2. Os pluviolixiviados apresentaram um teor de carbono orgânico dissolvido ainda mais elevado e acrescentaram ao solo cerca de 5200 mg de C m-2. A solução de escoamento superficial foi entre as formas analisadas a que apresentou a maior movimentação do carbono orgânico dissolvido. Sob floresta, essa solução apresentou as maiores concentrações de carbono orgânico dissolvido, porém com o menor volume de solução coletada. Sendo assim, o tratamento controle foi o que apresentou as maiores perdas de carbono (1680 mg de C m-2 por escorrimento superficial, enquanto o tratamento floresta perdeu menos(173 de C mg m-2) por essa via. As concentrações de carbono orgânico dissolvidas na solução lixiviada foram pequenas, 7, 85 e 106 mg de C m-2 para floresta, controle e pastagem gradeada respectivamente. A concentração de carbono orgânico dissolvido na solução do solo foi de 4,87, 4,09 e 3,63 mg L-1 para pastagem gradeada, floresta e controle. Estes resultados foram obtidos no primeiro período de chuvas após a instalação dos equipamentos no campo. Interpretações mais abrangentes só serão possíveis após estudos a longo prazo, que contemplem diversos períodos de coleta que levem em conta oscilações naturais da pluviosidade
Título em inglês
not available
Resumo em inglês
not available
 
AVISO - A consulta a este documento fica condicionada na aceitação das seguintes condições de uso:
Este trabalho é somente para uso privado de atividades de pesquisa e ensino. Não é autorizada sua reprodução para quaisquer fins lucrativos. Esta reserva de direitos abrange a todos os dados do documento bem como seu conteúdo. Na utilização ou citação de partes do documento é obrigatório mencionar nome da pessoa autora do trabalho.
Data de Publicação
2018-11-27
 
AVISO: Saiba o que são os trabalhos decorrentes clicando aqui.
Todos os direitos da tese/dissertação são de seus autores
CeTI-SC/STI
Biblioteca Digital de Teses e Dissertações da USP. Copyright © 2001-2019. Todos os direitos reservados.