• JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
 
  Bookmark and Share
 
 
Dissertação de Mestrado
DOI
10.11606/D.11.2018.tde-20181127-160829
Documento
Autor
Nome completo
Márcio Pereira
E-mail
Unidade da USP
Área do Conhecimento
Data de Defesa
Imprenta
Piracicaba, 1992
Orientador
Título em português
Ação de reguladores e estimulantes vegetais em cafeeiros (Coffea arabica L.) podados e não podados
Palavras-chave em português
CAFÉ
ESTIMULANTES DE CRESCIMENTO VEGETAL
PODA
REGULADORES DE CRESCIMENTO VEGETAL
Resumo em português
Com o objetivo de avaliar a ação de reguladores vegetais em cafeeiros podados e não podados, foi realizado o presente trabalho, sendo instalado em latossolo roxo, série Luiz de Queiroz, no campo experimental do Departamento de Agricultura da E.S.A. "Luiz de Queiroz"/USP campus de Piracicaba. O trabalho contou com 5 ensaios e foram utilizados dois cultivares de Coffea arábica L. (Catuai vermelho H 2077-2-5-81 e o Mundo Novo LCP 388-17). O delineamento estatístico utilizado foi o inteiramente casualizado para todos os ensaios, sendo que os ensaios com cafeeiro não podado (1º, 2º e 4º) contaram com cinco tratamentos e dez repetições. No 3º e 5º ensaios as plantas de cafeeiro foram podadas, utilizando-se o sistema de esqueletamento, sendo aplicados 6 e 8 tratamentos, respectivamente, com 10 repetições. Foram utilizados nos experimentos três retardadores de crescimento (Uniconazole, Chlormequat e Daminozide), um estimulante vegetal (Respond) e um promotor de crescimento (Giberelina). Uniconazole na dose de 100 ppm pulverizado em cafeeiros ‘Mundo novo’ não podados, aumentou o número de frutos da amostra de 400g de café da roça. Em cafeeiro ‘Mundo novo’ sob condição de poda, (esqueletamento), o produto aplicado na dose de 12,5 ppm aumentou o peso do café, reduziu o comprimento do ramos e aumentou a porcentagem de frutos cereja por cova, quando comparado com o controle não podado. Em plantas podadas do cultivar ‘Mundo Novo’, Chlormequat aplicado na concentração de 1500 ppm foi o produto que apresentou um melhor resultado na redução do comprimento do ramo, além de estimular a produção de café beneficiado. A poda do tipo esqueletamento, em cafeeiro 'Mundo Novo', proporcionou a obtenção de supersafra, a qual superou a produção acumulada de 2 anos do cafeeiro não podado.
Título em inglês
not available
Resumo em inglês
not available
 
AVISO - A consulta a este documento fica condicionada na aceitação das seguintes condições de uso:
Este trabalho é somente para uso privado de atividades de pesquisa e ensino. Não é autorizada sua reprodução para quaisquer fins lucrativos. Esta reserva de direitos abrange a todos os dados do documento bem como seu conteúdo. Na utilização ou citação de partes do documento é obrigatório mencionar nome da pessoa autora do trabalho.
PereiraMarcio.pdf (2.02 Mbytes)
Data de Publicação
2018-11-27
 
AVISO: Saiba o que são os trabalhos decorrentes clicando aqui.
Todos os direitos da tese/dissertação são de seus autores
CeTI-SC/STI
Biblioteca Digital de Teses e Dissertações da USP. Copyright © 2001-2019. Todos os direitos reservados.