• JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
 
  Bookmark and Share
 
 
Dissertação de Mestrado
DOI
10.11606/D.11.2018.tde-20181127-160543
Documento
Autor
Nome completo
Marcos Botton
Unidade da USP
Área do Conhecimento
Data de Defesa
Imprenta
Piracicaba, 1994
Orientador
Título em português
Resistência varietal e nível de dano Oryzophagus oryzae (Costa Lima, 1936) (Coleoptera: Curculionidae) em cultivares de arroz irrigado
Palavras-chave em português
ARROZ IRRIGADO
BICHEIRA DA RAIZ
DANOS
RESISTÊNCIA
Resumo em português
O dano provocado por Oryzophagus oryzae em duas cultivares de arroz irrigado (Bluebelle e BR-IRGA 414 foi avaliado, em condições de campo, utilizando-se 6 níveis de infestação (0,0; 0,71;1,43;2,14; 2,86 e 3,57 casais do gorgulho aquático por planta), no interior de gaiolas (28 plantas/gaiola). Obtiveram-se, nas duas cultivares, correções significativas entre número de casais por planta, porcentagem de folhas com lesões de alimentação dos adultos, número de lesões por folha, número de larvas por plantas e produção de grãos (g/m(sup>2. Nas cultivares Bluebelle e BR-IRGA 414, verificou-se que é possível estimar o número de larvas nas raízes, através das lesões de alimentação dos adultos nas folhas. Com base em equações de regressão linear, constatou-se que um casal do gorgulho aquático por planta reduziu a produção em 4,8 e 5,2 % nas cultivares Bluebelle e BR-IRGA 414 respectivamente, enquanto que uma larva por planta resultou em perdas de 0,54 e 0,60% nas mesmas cultivares. Também foi avaliado o comportamento de 60 genótipos de arroz em relação ao ataque de através dos parâmetros número de larvas por amostra (tubo de PVC com 20 cm de comprimento e 10 cm de diâmetro), índice de crescimento (tamanho) de larvas e de índice de recuperação do sistema radicular . Os genótipos menos infestados pelo inseto foram CL 78-70-L2-9-1M, TF 231-13-lM-5B, CL 44-CA2- 16, TF 241-1-9-1, CL Seleção 251 e IRGA 117-23-2P-1. O tamanho de larvas não foi um parâmetro adequado para discriminar- genótipos resistentes ao inseto por apresentar pouca variabilidade. Os genótipos CL 26-1-1-1, IRGA 234-21-5-6-1 e IRGA 304-6-1-A apresentaram os maiores índice s de recuperação das raízes. Este índice correlacionou-se positivamente com o diâmetro das raízes. Não foi obtida correlação entre número de perfilhos e número de larvas do inseto por amostra .
Título em inglês
not available
Resumo em inglês
not available
 
AVISO - A consulta a este documento fica condicionada na aceitação das seguintes condições de uso:
Este trabalho é somente para uso privado de atividades de pesquisa e ensino. Não é autorizada sua reprodução para quaisquer fins lucrativos. Esta reserva de direitos abrange a todos os dados do documento bem como seu conteúdo. Na utilização ou citação de partes do documento é obrigatório mencionar nome da pessoa autora do trabalho.
BottonMarcos.pdf (7.67 Mbytes)
Data de Publicação
2018-11-27
 
AVISO: Saiba o que são os trabalhos decorrentes clicando aqui.
Todos os direitos da tese/dissertação são de seus autores
CeTI-SC/STI
Biblioteca Digital de Teses e Dissertações da USP. Copyright © 2001-2019. Todos os direitos reservados.