• JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
 
  Bookmark and Share
 
 
Dissertação de Mestrado
DOI
10.11606/D.11.2018.tde-20181127-162026
Documento
Autor
Nome completo
Dori Edson Nava
E-mail
Unidade da USP
Área do Conhecimento
Data de Defesa
Imprenta
Piracicaba, 2000
Orientador
Título em português
Bioecologia de Cerotoma arcuatus Olivier, 1791 (Coleoptera: Chrysomelidae) e comprovação, em campo, do modelo de exigências térmicas obtido em laboratório
Palavras-chave em português
BIOLOGIA
PREFERÊNCIAS ALIMENTARES
TEMPERATURA
VAQUINHA
Resumo em português
Foram realizados estudos biológicos em laboratório e campo, com Cerotoma arcuatus Olivier, 1791 (Coleoptera: Chrysomelidae), visando aperfeiçoar uma técnica de criação para estudar a preferência alimentar, aspectos biológicos em três temperaturas, bem como determinar um modelo de exigências térmicas em laboratório para ser validado nas condições de campo, a partir da temperatura do ar e do solo. A técnica mais adequada para criação de C. arcuatus foi aquela à base de plântulas de soja em vermiculita, pois os insetos criados em feijoeiro tiveram a viabilidade do período ovo-adulto reduzido. A capacidade de postura de C. arcuatus não foi afetada pelo substrato de criação e nem pelas temperaturas de 20, 25 e 30 GRAUS C, sendo que à medida que se aumentou a temperatura, observou-se um maior percentual de fêmeas que não realizaram postura. Adultos de C. arcuatus têm preferencia por folhas de soja, feijoeiro e abóbora em relação ao caupi. A concentração do período de postura foi variável com a temperatura, sendo mais concentrada na mais elevada, no caso, 30 GRAUS C. As fêmeas realizaram a postura, predominantemente, durante a noite. O número de ínstares foi constante e igual a três, independente da temperatura. O limiar térmico inferior de desenvolvimento (Tb) das fases de ovo, períodos larva-adulto e ovo-adulto foi de 13,64; 8,32 e 10,65 GRAUS C, respectivamente, sendo as constantes térmicas (K) para a fase de ovo, períodos larva-adulto e ovo-adulto de 106,65; 399,44 e 489,02 graus-dia, respectivamente. A maior atividade de adultos de C. arcuatus no campo, foi no período da tarde, sendo coletados mais machos do que fêmeas. O modelo de exigências térmicas para o período ovo-adulto de C. arcuatus, calculado em função das temperaturas constantes de laboratório, é valido para previsão de ocorrência de C. arcuatus no campo, a partir das temperaturas flutuantes do ar e do solo, embora com resultados mais precisos a partir da temperatura do ar
Título em inglês
not available
Resumo em inglês
not available
 
AVISO - A consulta a este documento fica condicionada na aceitação das seguintes condições de uso:
Este trabalho é somente para uso privado de atividades de pesquisa e ensino. Não é autorizada sua reprodução para quaisquer fins lucrativos. Esta reserva de direitos abrange a todos os dados do documento bem como seu conteúdo. Na utilização ou citação de partes do documento é obrigatório mencionar nome da pessoa autora do trabalho.
NavaDoriEdson.pdf (8.91 Mbytes)
Data de Publicação
2018-11-27
 
AVISO: Saiba o que são os trabalhos decorrentes clicando aqui.
Todos os direitos da tese/dissertação são de seus autores
CeTI-SC/STI
Biblioteca Digital de Teses e Dissertações da USP. Copyright © 2001-2019. Todos os direitos reservados.