• JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
 
  Bookmark and Share
 
 
Dissertação de Mestrado
DOI
10.11606/D.10.2013.tde-06122013-161351
Documento
Autor
Nome completo
Rodrigo Vasconcellos Sala
E-mail
Unidade da USP
Área do Conhecimento
Data de Defesa
Imprenta
São Paulo, 2013
Orientador
Banca examinadora
Baruselli, Pietro Sampaio (Presidente)
Madureira, Ed Hoffmann
Sartori Filho, Roberto
Título em português
Influência das concentrações de AGNE na qualidade oocitária e produção in vitro de embriões de vacas Holandesas no início da lactação
Palavras-chave em português
Balanço energético negativo
OPU/PIV
Perfil metabólico
Taxa de blastocisto
Resumo em português
O presente estudo avaliou a influência das concentrações de ácidos graxos não esterificados (AGNE Alto vs. Baixo) no dia 44±3 pós-parto, e dos dias pós-parto nas concentrações de metabólitos (ǰ-hidroxibutirato e glicose) e na qualidade oocitária e produção in vitro de embriões de vacas Holandesas no início da lactação (até 90 dias pós-parto). O experimento foi realizado na Fazenda Santa Rita (Agrindus S/A) localizada no município de Descalvado SP. A partir da data do parto foram selecionadas 30 vacas Holandesas para serem aspiradas a cada 14 dias em cinco diferentes momentos no início da lactação (30±3, 44±3, 58±3, 72±3 e 86±3 dias pós-parto). No momento da aspiração folicular (OPU), foram realizadas as colheitas de sangue para dosagem dos metabólitos, a avaliação do escore de condição corporal (ECC) e a contagem dos folículos visualizados. Os procedimentos de produção in vitro de embriões (maturação, fertilização e cultivo) foram realizados no laboratório da Bioembryo, localizado no município de Bauru - SP. A análise estatística foi realizada pelo procedimento GLM do SAS. Não se observou efeito de tratamento (Alto AGNE = 0,45 vs. Baixo AGNE = 0,52 mmol/L; P=0,20) e de tempo (30±3 = 0,54; 44±3 = 0,43; 58±3 = 0,43; 72±3 = 0,52 e 86±3 = 0,51 mmol/L; P=0,11) para as concentrações de β-hidroxibutirato. Para as concentrações de glicose não se verificou efeito do tratamento (Alto AGNE = 61,1 vs. Baixo AGNE = 63,6 mg/dL; P=0,26). No entanto, observou-se efeito de tempo para as concentrações de glicose (30±3 = 60,1; 44±3 = 63,0; 58±3 = 63,5; 72±3 = 62,1 e 86±3 = 63,0 mg/dL; P=0,03). O tratamento (Alto vs. Baixo AGNE) não influenciou a quantidade de folículos recrutados (P=0,36), oócitos totais recuperados (P=0,28) e oócitos viáveis (P=0,25). Assim como o tempo não alterou a quantidade de folículos recrutados (P=0,87), oócitos totais recuperados (P=0,42) e oócitos viáveis (P=0,44). A quantidade de oócitos grau I não foi influenciada pelo tratamento (Alto vs. Baixo AGNE; P=0,14). Porém, os dias pós-parto reduziram a sua quantidade (P=0,05). A quantidade de oócitos clivados por vaca aspirada (P=0,45) e a taxa de clivagem (P=0,95) não apresentaram diferenças estatísticas conforme as concentrações de AGNE (Alto vs. Baixo) no dia 44 pós-parto. Os dias pós-parto também não alteraram a quantidade de oócitos clivados por vaca aspirada (P=0,31) e a taxa de clivagem (P=0,80). Para a produção in vitro de embriões, a quantidade de blastocisto por vaca aspirada conforme as concentrações de AGNE (Alto = 0,4 vs. Baixo = 1,2; P=0,37) e os dias pós-parto (30±3 = 0,4; 44±3 = 0,7; 58±3 = 0,8; 72±3 = 0,9 e 86±3 = 1,2; P=0,39) não apresentaram diferenças estatísticas. Assim como, a taxa de blastocisto para os animais dos grupos (Alto AGNE = 6,2% vs. Baixo AGNE = 11,6%; P=0,51) e para os diferentes momentos pós-parto (30±3 = 4,8%; 44±3 = 8,9%; 58±3 = 10,7%; 72±3 = 10,0% e 86±3 = 12,8%; P=0,41). Conclui-se que a maior concentração de AGNE no dia 44 pós-parto em vacas Holandesas não influenciou as concentrações de β-hidroxibutirato e de glicose, assim como a qualidade e a produção in vitro de embriões. No entanto, o aumento dos dias pós-parto incrementou as concentrações de glicose e reduziu a quantidade de oócitos grau I de vacas holandesas submetidas à OPU/PIV até 90 dias após o parto.
Título em inglês
Influence of NEFA concentrations on oocyte quality and in vitro embryo production in Holstein cows during early lactation
Palavras-chave em inglês
Blastocyst rate
Metabolic profile
Negative energy balance
Ovum pick-up
Resumo em inglês
The present study evaluated the influence of the days postpartum and the concentrations of non-esterified fatty acids (NEFA - High vs. Low) on concentrations of metabolites (β-hydroxybutyrate and glucose), oocyte quality and in vitro embryo production of Holstein cows during early lactation (90 days postpartum). The experiment was carried out in a commercial dairy farm (Santa Rita - Agrindus S/A), located at Descalvado - SP. At the calving moment, 30 Holstein cows were selected to be submitted to ovum pick-up (OPU) procedures each 14 days, in 5 different moments during the early lactation (30 ± 3, 44 ± 3, 58 ± 3, 72 ± 3 and 86 ± 3 days postpartum). Previously to the OPU session blood samples were collected for metabolite assay, body condition score (BCS) was recorded and the number of follicles able to be aspirated was also registered. The High and Low concentration of NEFA were stablished with the samples of day 44 ± 3 postpartum. The laboratory procedures for in vitro embryo production (in vitro maturation, fertilization and culture) were performed in the same laboratory (Bioembryo, Bauru - SP). Statistical analysis was performed by the GLM procedure of SAS. No effect was observed for different NEFA concentrations (High NEFA = 0.45 vs. Low NEFA = 0.52 mmol / L, P = 0.20), nor for days postpartum (30±3 = 0.54; 44±3 = 0.43; 58±3 = 0.43; 72±3 = 0.52 e 86±3 = 0.51 mmol/L; P=0.11) on β-hydroxybutyrate concentrations. Considering glucose concentrations there was no treatment effect (High NEFA = 61.1 vs. Low NEFA = 63.6 mg / dL, P = 0.26). However, the glucose concentrations were influenced by days postpartum (30±3 = 60.1; 44±3 = 63.0; 58±3 = 63.5; 72±3 = 62.1 e 86±3 = 63.0 mg/dL; P=0.03). Treatment (High vs. Low NEFA) did not impact the number of recruited follicles (P = 0.36), total oocytes recovered (P = 0.28) and viable oocytes (P = .25). As well as, time did not alter the amount of recruited follicles (P = 0.87), total oocytes recovered (P = 0.42) and viable oocytes (P = .44). The amount of grade I oocytes was not influenced by treatment (High NEFA vs. Low NEFA, P = 0.14). However, days postpartum reduced the quantity of grade I oocytes (P = 0.05). Also, no treatment effect (High and Low NEFA) was observed for number of cleaved oocytes per OPU session (P = 0.45) and cleavage rate (P = 0.95). In the same way, days postpartum had no influence in the amount of cleaved oocytes per OPU session (P = 0.31) and cleavage rate (P = 0.80). In addition, for the in vitro embryo production, the NEFA concentrations (High NEFA = 0.4 vs. Low NEFA = 1.2, P = 0.37) and days postpartum (30±3 = 0.4; 44±3 = 0.7; 58±3 = 0.8; 72±3 = 0.9 e 86±3 = 1.2; P=0.39) did not affect the number of blastocysts per OPU session. Also, the blastocyst rate was not influenced by treatment (High NEFA = 6.2% vs. Low NEFA = 11.6%, P = 0.51) and days postpartum (30±3 = 4.8%; 44±3 = 8.9%; 58±3 = 10.7%; 72±3 = 10.0% e 86±3 = 12.8%; P=0.41). It was concluded that high concentration of NEFA on day 44 postpartum in Holstein cows did not alter the concentrations of β- hydroxybutyrate and glucose, as well as, the oocyte quality and in vitro embryo production. However, the increase in days postpartum elevated the glucose concentrations and decreased the number of grade I oocytes of Holstein cows submitted to OPU and in vitro embryo production up to 90 days postpartum.
 
AVISO - A consulta a este documento fica condicionada na aceitação das seguintes condições de uso:
Este trabalho é somente para uso privado de atividades de pesquisa e ensino. Não é autorizada sua reprodução para quaisquer fins lucrativos. Esta reserva de direitos abrange a todos os dados do documento bem como seu conteúdo. Na utilização ou citação de partes do documento é obrigatório mencionar nome da pessoa autora do trabalho.
Data de Publicação
2014-08-27
 
AVISO: O material descrito abaixo refere-se a trabalhos decorrentes desta tese ou dissertação. O conteúdo desses trabalhos é de inteira responsabilidade do autor da tese ou dissertação.
  • SANCHES, B. V., et al. In vitro embryo production of Holstein cows presents distinct performance according to the season of the year and the type of sperm utilized. In XXVI Reunião Anual da Sociedade Brasileira de Tecnologia de Embriões, Foz do Iguaçu, PR, 2012. Animal Reproduction.Belo Horizonte, MG : Colégio Brasileiro de Reprodução Animal, 2012. Abstract.
Todos os direitos da tese/dissertação são de seus autores
Centro de Informática de São Carlos
Biblioteca Digital de Teses e Dissertações da USP. Copyright © 2001-2020. Todos os direitos reservados.