• JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
 
  Bookmark and Share
 
 
Dissertação de Mestrado
DOI
10.11606/D.10.2013.tde-07072014-160248
Documento
Autor
Nome completo
Kléber Menegon Lemes
E-mail
Unidade da USP
Área do Conhecimento
Data de Defesa
Imprenta
Pirassununga, 2013
Orientador
Banca examinadora
Arruda, Rubens Paes de (Presidente)
Meira, Cezinande de
Silva, Luciano Andrade
Título em português
Avaliação da dinâmica ovariana, características uterinas, fluxo sanguíneo uterino e ovariano e concentrações séricas de progesterona em éguas no período pós-parto
Palavras-chave em português
Dinâmica Folicular
Doppler
Égua
Pós-Parto
Vascularização
Resumo em português
O objetivo do presente estudo foi avaliar as características de dinâmica ovariana, aspectos do processo de involução uterina e características da hemodinâmica uterina e ovariana em éguas durante o período pós-parto (n = 10). Para isso, o conteúdo apresentado nesta dissertação está dividido em dois capítulos. No primeiro capítulo, os aspectos do processo de involução uterina e características de vascularização endometrial e mesometrial foram avaliados. Uma drástica redução (P<0,05) no diâmetro uterino foi observada durante os primeiros 7 dias pós-parto, com subsequente diminuição nas taxas de involução uterina, sendo que este processo se completou em torno de 21 dias para o corno anteriormente não gravídico (CNG) e 24 dias para o corno anteriormente gravídico (CG). Em relação às quantidades de fluido intrauterino, foi observado aumento nas quantidades entre os dias 1 e 2 pós-parto (d1 e d2), com significativa redução entre o d4 e d7, sendo que nenhuma quantidade de fluido foi observada em nenhum animal após o d16, ou após o terceiro dia pós-ovulação (D3). Nenhuma diferença (P>0,05) foi observada entre os cornos uterinos (CG e CNG) em relação às características de vascularização. Neste contexto, foi observado aumento (P<0,05) nos escores de vascularização endometrial entre d1 e d4, permanecendo semelhante até o d13, assim como aumento (P<0,05) de vascularização mesometrial entre o d1 e d2. No entanto, houve redução (P<0,05) nos escores de vascularização mesometrial do d2 ao d10. Após a ovulação, foi observado aumento de vascularização endometrial do D0 ao D5, com redução dos escores do D5 ao D11 e um novo aumento entre o D11 e o D14. De forma semelhante, o padrão de vascularização mesometrial foi similar ao observado no endométrio. No segundo capítulo, foram avaliados os aspectos de desenvolvimento e vascularização folicular durante o primeiro estro pós-parto, assim como as características de desenvolvimento e vascularização do corpo lúteo (CL) e níveis séricos de progesterona (P4) durante os 16 dias após a primeira ovulação pós-parto. Adicionalmente, os animais foram divididos em dois grupos, sendo o grupo precoce (ovulação antes do d10) ou tardia (ovulação após o d10). Em relação ao desenvolvimento folicular, nenhuma diferença foi observada entre os grupos nos dias relativos à primeira ovulação pós-parto, no entanto, quando avaliados os dias relativos ao parto, diferenças foram observadas entre os grupos. Neste contexto, o grupo precoce apresentou maior diâmetro (P<0,05) do folículo dominante (F1) em todos os dias no período pós-parto inicial (d1-d7), assim como apresentou um maior número de folículos (P<0,05) na classe > 25 mm durante os primeiros dias pós-parto (d1-d3). Adicionalmente, os animais do grupo tardia apresentaram maior número de folículos (P<0,05) na classe de 20-25 mm durante período pós-parto inicial (d4-d7). Em relação às características de vascularização, nenhuma diferença (P>0,05) foi observada entre os grupos quanto a vascularização do F1, pedículo ovariano ipsilateral ao F1, área e vascularização do CL ou níveis séricos de P4. Portanto, no período pós-parto inicial, padrões distintos nas características de vascularização uterina foram observados, porém, após a primeira ovulação pós-parto, os padrões observados assemelham-se aos de éguas não prenhes, possivelmente refletindo um retorno às características uterinas pré-gestacionais. Em relação às características de desenvolvimento folicular, não foram observadas diferenças entre os grupos em relação aos dias precedendo a primeira ovulação pós-parto, assim como as características de dinâmica folicular se assemelham aos resultados obtidos em ciclos de éguas não gestantes. No entanto, quando avaliadas as características em relação ao pós-parto imediato, diferenças no perfil de desenvolvimento folicular foram observadas entre os grupos, devido ao maior desenvolvimento folicular no grupo precoce durante a primeira semana pós-parto. Portanto, apesar do número reduzido de animais, os resultados observados sugerem que eventos cruciais ocorrem antes do parto, levando ao maior desenvolvimento folicular em alguns animais, principalmente os que apresentam rápido desenvolvimento folicular e ovulação pós-parto.
Título em inglês
Assessment of ovarian dynamics, uterine characteristics, uterine and ovarian blood flow and serum progesterone concentrations in the postpartum period in mares
Palavras-chave em inglês
Blood Flow
Doppler
Follicular Dynamics
Mare
Postpartum
Resumo em inglês
The aim of this study was to evaluate the characteristics of ovarian dynamics, aspects of the uterine involution process and characteristics of uterine and ovarian hemodynamic during the postpartum period in mares (n = 10). Thus, the content presented in this thesis is divided into two chapters. In the first chapter, the aspects of the uterine involution process and characteristics of endometrial and mesometrial vascularization were evaluated. A rapid reduction (P<0,05) in uterine diameter was observed during the first 7 days postpartum, with subsequent decrease in the rate of uterine involution, and this process was completed in about 21 days for formerly nongravid horn (CNG) and 24 days for the formerly gravid horn (CG). For intrauterine fluid accumulations, an increase (P<0,05) was observed between days 1 and 2 postpartum (d1 and d2), with a significant reduction between d4 and d7, and no amount of fluid collections was observed in the animals after d16 or after the third day post-ovulation (D3). No differences (P>0,05) was observed between the uterine horns (CG and CNG) in relation to vascular perfusion characteristics. In this context, an increase (P<0,05) in the endometrial vascularity scores was observed between d1 and d4, remaining similar until d13, as well as an increase (P<0,05) in mesometrial vascularization occurred between d1 and d2. However, a reduction (P<0,05) in scores of mesometrial vasculature was observed from d2 to d10. After ovulation, an increase of endometrial vascularization was observed from D0 to D5, with reduction in scores from D5 to D11 and a further increase between D11 and D14. Similarly, the pattern of mesometrial vascularization was similar to that observed in the endometrium. In the second chapter, follicular development and vascularization were assessed during the first postpartum estrus, as well the characteristics of development and vascular perfusion of the corpus luteum (CL) and serum progesterone (P4) during the 16 days after the first postpartum ovulation. Additionally, the animals were divided into two groups: the group early (ovulation before the d10) or late (ovulation after d10). With regard to follicular development, no difference was observed between groups in days relative to the first postpartum ovulation, however, when evaluated on the day of parturition, differences were observed between groups. In this respect, the early group had a larger diameter (P<0,05) of the dominant follicle (F1) each day in the early postpartum period (d1-d7) and had a greater number of follicles (P<0,05) in the > 25 mm class during the first days postpartum (d1-d3). Additionally, the animals in the late group showed a greater number of follicles (P<0,05) in the 20-25 mm class during early postpartum period (d4-d7). Regarding the characteristics of vascular perfusion, no difference (P>0,05) was observed between groups regarding the vascularization of F1, ipsilateral ovarian pedicle blood flow, area and vascularization of the CL or serum P4. Therefore, in the initial postpartum period, distinct patterns in the characteristics of uterine vascularization was observed, however, after the first ovulation postpartum, the observed patterns resemble those observed in non-pregnant mares, possibly reflecting a return to nonpregnant uterine characteristics. Regarding the characteristics of follicular development, no differences were observed between groups in relation to the days prior to the first postpartum ovulation, as well the characteristics of follicular dynamics are similar to the results obtained in cycles of non-pregnant mares. However, when the characteristics were evaluated concerning the immediate postpartum period, differences in the profile of follicular development were observed between groups, due to increased follicular development in the early group during the first week postpartum. Therefore, although a small number of animals, the results suggest that critical events occur before foaling, leading to increased follicle development in some animals, particularly those with rapid follicular development and postpartum ovulation.
 
AVISO - A consulta a este documento fica condicionada na aceitação das seguintes condições de uso:
Este trabalho é somente para uso privado de atividades de pesquisa e ensino. Não é autorizada sua reprodução para quaisquer fins lucrativos. Esta reserva de direitos abrange a todos os dados do documento bem como seu conteúdo. Na utilização ou citação de partes do documento é obrigatório mencionar nome da pessoa autora do trabalho.
Data de Publicação
2014-08-18
 
AVISO: O material descrito abaixo refere-se a trabalhos decorrentes desta tese ou dissertação. O conteúdo desses trabalhos é de inteira responsabilidade do autor da tese ou dissertação.
  • ARRUDA, R. P., et al. Aspects related to the technique and the utilization of sexed semen in vivo and in vitro. Animal Reproduction, 2012, vol. 9, p. 345-353.
  • ARRUDA, R. P., et al. Métodos de avaliação da morfologia e função espermática: momento atual e desafios futuros. Revista Brasileira de Reprodução Animal , 2011, vol. 35, p. 145-151.
  • AFFONSO, F. J., et al. Efeitos de diluidores e tempo de equilíbrio sobre as características de motilidade, membranas espermáticas e fragmentação do DNA no sêmen de equino sexado pela técnica de citometria de fluxo. In IV Simpósio de Pesquisa e Pós Graduação do Departamento de Reprodução Animal, Pirassununga, 2012. IV Simpósio de Pesquisa e Pós Graduação do Departamento de Reprodução Animal da FMVZ/USP.., 2012. Resumo.
  • ALONSO, M. A., et al. Efeito da aplicação da hcG em diferentes dias do ciclo estral sobre o fluxo sanguíneo uterino e ovariano e tonus uterino e cervical. In IV Simpósio de Pesquisa e Pós Graduação do Departamento de Reprodução Animal, Pirassununga, 2012. IV Simpósio de Pesquisa e Pós Graduação do Departamento de Reprodução Animal da FMVZ/USP.., 2012. Resumo.
  • ALONSO, M. A., et al. Effect of hCG application in different days of estrous cycle on uterine and ovarian blood flow and uterine and cervical tone in mares. In 26th Annual Meeting of the Brazilian Embryo Technology Society - SBTE, Foz do Iguaçu-PR, 2012. Proceedings of the 26th Annual Meeting of the Brazilian Embryo Technology Society. : Brazilian College of Animal Reproduction, 2012. Abstract.
  • CARVALHO, H. F., et al. Efeitos de diluidores e curva de congelação sobre as características de motilidade, membranas espermáticas e fragmentação do DNA no sêmen de equino sexado pela técnica de citometria de fluxo. In IV Simpósio de Pesquisa e Pós Graduação do Departamento de Reprodução Animal, Pirassununga, 2012. IV Simpósio de Pesquisa e Pós Graduação do Departamento de Reprodução Animal da FMVZ/USP.., 2012. Resumo.
  • CARVALHO, H. F., et al. Effect of different L-arginine concentrations on motility patterns and hyperactivation in cryopreserved equine sperm. In 6th ISSR Abstracts, 2012. Journal of Equine Veterinary Science ., 2012. Resumo.
  • GOTARDO, A. T., et al. Proposed protocol for evaluation of endocrine disrupters in ruminants. Effects of Ipomea carnea on fertility of male goats. In XXVII World Buiatrics Congress, Lisboa, 2012. XXVII World Buiatrics Congress.Lisboa-PT : Loures Gráfica, 2012. Abstract.
  • LEMES, K. M., et al. Avaliação da dinâmica ovariana, características uterinas, fluxo sanguíneo uterino e ovariano e concentrações plasmáticas de progesterona em éguas no período pós-parto. In IV Simpósio de Pesquisa e Pós Graduação do Departamento de Reprodução Animal, Pirassununga, 2012. IV Simpósio de Pesquisa e Pós Graduação do Departamento de Reprodução Animal., 2012. Resumo.
  • RODRIGUEZ, S. A. F., et al. Alterações da cromatina, estresse oxidativo, motilidade espermática (CASA) do sêmen equino refrigerado e sexado pela técnica de citometria de fluxo. In IV Simpósio de Pesquisa e Pós Graduação do Departamento de Reprodução Animal, Pirassununga, 2012. IV Simpósio de Pesquisa e Pós Graduação do Departamento de Reprodução Animal da FMVZ/USP.., 2012. Resumo.
  • SILVA, D. F., et al. Efeito da inibição da enzima óxido nítrico sintase (NOS) e da eliminação do óxido nítrico (NO) nos padrões da motilidade e integridade de membrana plasmática e acrossomal do espermatozoide equino criopreservado. In IV Simpósio de Pesquisa e Pós Graduação do Departamento de Reprodução Animal, Pirassununga, 2012. IV Simpósio de Pesquisa e Pós Graduação do Departamento de Reprodução Animal da FMVZ/USP.., 2012. Resumo.
  • SILVA, D. F., et al. Effect of nitric oxide enzyme (NOS) inhibition and nitric oxide (NO) elimination on motility patterns and plasma membrane integrity and acrossome reaction of cryopreserved equine sperm. In 26th Annual Meeting of the Brazilian Embryo Technology Society - SBTE, Foz do Iguaçu-PR, 2012. Proceedings of the 26th Annual Meeting of the Brazilian Embryo Technology Society. : Brazilian College of Animal Reproduction, 2012. Abstract.
  • SILVA, D. F., et al. Effect of nitric oxide inhibition (n-w-nitro-l-arginine methyl ester) and scavenger (methylene blue) on plasma membrane peroxidation of equine cryopreserved sperm. In Annual Conference of the International Embryo Transfer Society, Hanover, 2012. Proceedings of the 39th Annual Conference of the International Embryo Transfer Society. : Reproduction, Fertility and Development, 2012. Abstract.
  • SILVA, D. F., et al. Effect of nitric oxide synthase enzyme inhibition and a nitric oxide scavenger on tyrosine amino acid phosphorylation and acrosome reaction of cryopreserved equine sperm. In 6th ISSR Abstracts, 2012. Journal of Equine Veterinary Science ., 2012. Resumo.
Todos os direitos da tese/dissertação são de seus autores
Centro de Informática de São Carlos
Biblioteca Digital de Teses e Dissertações da USP. Copyright © 2001-2020. Todos os direitos reservados.