• JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
 
  Bookmark and Share
 
 
Tesis Doctoral
DOI
10.11606/T.10.2009.tde-11052009-101503
Documento
Autor
Nombre completo
Cynthia Maria Carpigiani Teixeira
Dirección Electrónica
Instituto/Escuela/Facultad
Área de Conocimiento
Fecha de Defensa
Publicación
São Paulo, 2009
Director
Tribunal
Oliveira, Claudio Alvarenga de (Presidente)
Grego, Kathleen Fernandes
Guimarães, Marcelo Alcindo de Barros Vaz
Hagen, Stefano Carlo Filippo
Mosterio, Claudia Maris Ferreira
Título en portugués
Avaliação radiográfica, ultrassonográfica e endócrina do ciclo reprodutivo de jabutis-piranga (Geochelone carbonaria, SPIX, 1824) e jabutis-tinga (Geochelone denticulata, Lineu, 1766)
Palabras clave en portugués
Geochelone sp
Dosagem Hormonal
Radiologia
Reprodução
Ultrassonografia
Resumen en portugués
O principal objetivo desta pesquisa foi o acompanhamento clínico-laboratorial do ciclo reprodutivo de jabuti-piranga (Geochelone carbonaria, SPIX, 1824) e jabuti-tinga (Geochelone denticulata, Lineu, 1766) servindo-se de métodos minimamente invasivos como imagens radiográficas, ultrassonográficas e alterações hormonais séricas em fêmeas hígidas em idade reprodutiva. Para tanto, ao longo de 13 meses seguidos, foram utilizadas 7 fêmeas de G. carbonaria e 5 fêmeas de G. denticulata mantidas em recinto comum, hígidas e em idade reprodutiva. As variações médias de umidade do ar, índices pluviométricos, temperatura e fotoperíodo foram acompanhados semanalmente. Todos os animais foram avaliados uma vez ao mês. As imagens radiográficas dorso-ventrais foram feitas com os animais em estação na Fundação Parque Zoológico de São Paulo em aparelho fixo e submetidos a exposições de 300 mA por 1/60 segundo. Cada fêmea radiografada teve seus ovos mensurados com o auxílio de um paquímetro. No acompanhamento ultrassonográfico utilizou-se aparelho com microtransdutor convexo de freqüência dupla 4 e 7,5 mHz, enfatizando-se as estruturas ovarianas (folículos em desenvolvimento e desenvolvidos) e a presença ou não de ovos com casca no oviduto. Esta avaliação foi feita através das janelas acústicas craniais e inguinais por período um pouco maior que 10 minutos. As estruturas ovarianas foram mensuradas seguindo uma escala interna ao aparelho durante o exame e as imagens foram gravadas digitalmente para posterior recuperação. Realizou-se o acompanhamento do ciclo reprodutivo através de colheitas seriadas de sangue para a dosagem de estrógeno, progesterona, testosterona e corticosterona. Para as colheitas de sangue os animais foram fisicamente contidos, permanecendo sustentados por suporte metálico. Estas foram feitas prioritariamente através de punção da veia jugular. As amostras foram dosadas no Laboratório de Dosagens Hormonais do Departamento de Reprodução Animal da Faculdade de Medicina Veterinária da USP, por meio de kits comerciais de radioimunoensaio (RIA) em fase sólida. Onde foi possível se verificar alterações entre as duas espécies no que diz respeito ao ciclo anual. Foi possível verificar um pico de progesterona dois meses antes do pico de folículos em desenvolvimento na G. carbonaria enquanto que na G. denticulata, houve início de desenvolvimento folicular dois meses após uma marcada elevação dos níveis séricos de progesterona, porém o pico de progesterona só se verificou no início do verão. Os níveis séricos de testosterona e corticosterona observados em fêmeas de ambas as espécies não mostraram variações significativas ao longo do ano. Pela ultrassonografia foi possível verificar a vitelogênese nas fêmeas estudadas. A G. carbonaria apresentou pico de estradiol no início do verão enquanto a G. denticulata no final deste, coincidindo coma maior freqüência de observação de folículos desenvolvidos pelo exame ultrassonográfico. As fêmeas de G. carbonaria se mostraram mais eficientes na produção de ovos que as G. denticulata. Ambas as espécies realizaram uma postura anual.
Título en inglés
Radiographic, ultrasound and endocrine evaluation of the reproductive cycle in red-foot tortoises (Geochelone carbonaria, SPIX, 1824) and yellow-foot tortoises (Geochelone denticulata, Lineu, 1766)
Palabras clave en inglés
Geochelone sp
Hormone Dosage
Radiology
Reproduction
Ultrasound
Resumen en inglés
The main objective of this study was to evaluate the reproductive cycle of red-foot (Geochelone carbonaria, SPIX, 1824) and yellow-foot tortoises (Geochelone denticulata, Lineu, 1766) using minimally invasive clinical and laboratory methods, such as radiographic and ultrasound images and hormone dosages. Seven G. carbonaria and 5 G. denticulata healthy females at reproductive age were kept together for 13 consecutive months. Mean variations in air humidity, pluviometric indexes, temperature and photoperiod were recorded weekly. All animals were evaluated once a month. Dorsoventral radiographic images of the animals in a standing position were obtained at the Fundação Parque Zoológico de São Paulo, by means of a fixed x-ray device, using 300 mA for 1/60 second. Eggs of each female that was analyzed by x-ray were measured using a caliper. Ultrasound examination was carried out using a convex micro transducer at two frequencies, 4 and 7.5 mHz. Ovarian structures (developing and developed follicles) were analyzed, as well as the presence or absence of shelled eggs inside the oviduct, using the cranial and inguinal acoustic windows for a little longer than 10 minutes. Ovarian structures were measured during the examination according to an internal scale of the device, and images were digitally recorded to be recovered later. Reproductive cycle was analyzed by means of serial blood collections for estrogen, progesterone, testosterone, and corticosterone dosage. Animals were physically restrained and blood samples were collected, which was preferentially performed by means of a puncture in the jugular vein. Samples were analyzed in the Laboratório de Dosagens Hormonais at the Departamento de Reprodução Animal, Faculdade de Medicina Veterinária at USP, using commercial solid phase radioimmunoassay kits (RIA) in order to assess differences in the annual cycle of the two species. A progesterone peak was observed two months before the peak of developing follicles in G. carbonaria, whereas G. denticulata showed follicular development two months after a marked increase in progesterone serum levels. However, progesterone peak was only observed in the beginning of the summer while in G. denticulata it was observed at the end. Testosterone and corticosterone serum levels observed in females of both species did not show significant variations throughout the year. Ultrasound examination showed vitellogenesis in females studied. An estradiol peak was observed in G. carbonaria in the beginning of the summer, and in G. denticulata in the end of this season, coinciding with a greater rate of developed follicles in ultrasound images. G. carbonaria females were more efficient in egg production than G. denticulata. Both species laid eggs once during the year.
 
ADVERTENCIA - La consulta de este documento queda condicionada a la aceptación de las siguientes condiciones de uso:
Este documento es únicamente para usos privados enmarcados en actividades de investigación y docencia. No se autoriza su reproducción con finalidades de lucro. Esta reserva de derechos afecta tanto los datos del documento como a sus contenidos. En la utilización o cita de partes del documento es obligado indicar el nombre de la persona autora.
Fecha de Publicación
2010-07-26
 
ADVERTENCIA: Aprenda que son los trabajos derivados haciendo clic aquí.
Todos los derechos de la tesis/disertación pertenecen a los autores
Centro de Informática de São Carlos
Biblioteca Digital de Tesis y Disertaciones de la USP. Copyright © 2001-2020. Todos los derechos reservados.