• JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
 
  Bookmark and Share
 
 
Dissertação de Mestrado
DOI
10.11606/D.10.2010.tde-18022011-081957
Documento
Autor
Nome completo
Cintia Germano da Rocha
E-mail
Unidade da USP
Área do Conhecimento
Data de Defesa
Imprenta
São Paulo, 2010
Orientador
Banca examinadora
Guimarães, Marcelo Alcindo de Barros Vaz (Presidente)
Furtado, Priscila Viau
Pizzutto, Cristiane Schilbach
Título em português
Estudo dos perfis de metabólitos hormonais urinários e fecais de cortisol e testosterona em machos de sagui-de-tufos-pretos (Callithrix penicillata, Geoffroy, 1812) submetidos à contenção física
Palavras-chave em português
Callithrix penicillata
Contenção física
Cortisol urinário e fecal
Reprodução
Testosterona urinária e fecal
Resumo em português
A manutenção de animais em zoológicos, criadouros e centros de reprodução tem como objetivo auxiliar os programas de conservação in situ e ex situ, além de contribuir para os programas de educação ambiental. A cada dia, torna-se mais clara a importância do bem-estar dos animais cativos, e a redução do estresse é fundamental neste contexto. A contenção manual faz parte do manejo realizado em zoológicos e criatórios para diversos procedimentos, como tratamentos tópicos, colheita de sangue ou sêmen ou mesmo para exames físicos. Sabe-se que este tipo de procedimento provoca resposta do tipo estresse, porém não é claro a intensidade da resposta, ou se este mecanismo fisiológico poderia potencialmente alterar o padrão de secreção de cortisol e/ou testosterona. O objetivo do projeto foi avaliar o efeito da contenção física manual por cinco minutos, sobre os perfis de metabólitos fecais e urinários de testosterona e de cortisol, em cinco machos adultos de sagui-de-tufos-pretos (C. penicillata), mantidos em casais, no Parque Municipal Quinzinho de Barros em Sorocaba, SP. Considerando-se o dia da contenção física, como o dia 0, foram colhidas amostras fecais diárias, sempre pela manhã, a partir do dia -5 até o dia + 4. Para as amostras urinárias, foram realizadas múltiplas colheitas diárias, do dia -5 ao +1. As amostras foram dosadas através de radioimunoensaio. Baseado nos resultados encontrados foi verificado que a contenção física de C. penicillata por cinco minutos pode induzir resposta do tipo estresse, porém não de forma sustentada ou duradoura. Contudo, a variação individual e a adaptação dos animais às condições experimentais possivelmente desempenharam papel relevante na modulação da resposta
Título em inglês
Profile study of cortisol and testosterone fecal and urine hormonal metabolites in Black-tufted marmoset males (Callithrix penicillata, Geoffroy, 1812) submitted to physical restraint
Palavras-chave em inglês
Callithrix penicillata
Fecal and urinary Cortisol
Fecal and urinary testosterone
Physical restraining
Reproduction
Resumo em inglês
The maintaining of animals in Zoo's, breeders and reproduction centers have as objective to help in situ and ex situ conservation programs , besides contributing to environmental education programs. Every day, the importance of captive animals well being becomes more clear, and the reduction of stress is fundamental in this context. Manual restraining is part of the handling performed in zoos and breeders for many procedures, such as topic treatments, blood or semen draw or even for physical exams. It is known that this kind of procedure provokes a stress response, however the intensity of the response is not clear, or if this physiological mechanism could potentially alter the cortisol and/or testosterone secretion pattern. The objective of the project was to evaluate the effect of manual physical restraint for five minutes, over the fecal and urinary metabolites profiles of testosterone and cortisol, in five adult males of Black tufted marmosets (C.penicillata), maintained in couples, at the Parque Municipal Quinzinho de Barros in Sorocaba, SP. Considering the day of physical restraint as day 0, daily fecal samples were collected, always in the morning, starting from -5 until +4. For the urine samples, daily multiple collections were done, from day -5 to +1. The samples were measured with radioimmunoassay. Based on the results found, it was verified that the physical restraining of C.penicillata for five minutes can induce a stress response, though not in a sustained or long lasting manner. However, the individual variation and the adaptation of the animals to experimental conditions possibly had a relevant role over the modulation of the response.
 
AVISO - A consulta a este documento fica condicionada na aceitação das seguintes condições de uso:
Este trabalho é somente para uso privado de atividades de pesquisa e ensino. Não é autorizada sua reprodução para quaisquer fins lucrativos. Esta reserva de direitos abrange a todos os dados do documento bem como seu conteúdo. Na utilização ou citação de partes do documento é obrigatório mencionar nome da pessoa autora do trabalho.
Data de Publicação
2011-03-04
 
AVISO: Saiba o que são os trabalhos decorrentes clicando aqui.
Todos os direitos da tese/dissertação são de seus autores
Centro de Informática de São Carlos
Biblioteca Digital de Teses e Dissertações da USP. Copyright © 2001-2020. Todos os direitos reservados.