• JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
 
  Bookmark and Share
 
 
Disertación de Maestría
DOI
10.11606/D.10.2012.tde-08102012-145835
Documento
Autor
Nombre completo
Diego Ferreira Muniz da Silva
Dirección Electrónica
Instituto/Escuela/Facultad
Área de Conocimiento
Fecha de Defensa
Publicación
São Paulo, 2012
Director
Tribunal
Santos, Selma Maria de Almeida (Presidente)
Marques, Otavio Augusto Vuolo
Porto, Marcovan
Título en portugués
Ciclo reprodutivo da caninana, Spilotes pullatus (Linnaeus, 1758) (SERPENTES: COLUBRIDAE)
Palabras clave en portugués
Combate
Hemipênis
Ovulação reflexa
Reprodução animal
Segmento sexual renal
Resumen en portugués
O ciclo reprodutivo de Spilotes pullatus na região sudeste do Brasil é descrito para machos e fêmeas a partir de análises macroscópicas e microscópicas do aparelho reprodutor e órgãos acessórios envolvidos na reprodução ao longo do ano. Os machos da espécie apresentam o ciclo sazonal com o início da espermatogênese no verão, e durante o outono ocorre a espermiação. Os gametas são estocados ao longo dos ductos deferentes que possuem um formato convoluto. Os testículos entram em regressão e durante o inverno e a primavera apresentam-se inativos. Não é incomum encontrar machos de Spilotes com anomalia gonadal, apresentando uma massa testicular funcional próximo aos testículos. A cópula ocorre durante o inverno, principalmente na metade final da estação, os gametas estocados nos ductos deferentes não são esgotados durante a estação de acasalamento de forma que durante todo o ano os machos possuem espermatozóides estocados nos ductos. Os rins, órgão reprodutor acessório em Squamata, não apresentam variação em tamanho ao longo das estações em nenhum dos sexos, mas mudanças microscópicas ocorrem no néfron dos machos na região do segmento sexual renal, essa estrutura encontra-se hipertrofiada durante a estação de acasalamento. Combate pode ocorrer durante a primavera e os machos tendem a ficar com a porção cranial do corpo na vertical durante o duelo, diferentemente da maioria dos outros colubrídeos que mantém quase todo o corpo na horizontal. Durante o combate os machos podem expor o hemipênis. As fêmeas iniciam a vitelogênese no outono quando os folículos menores do que 10 mm começam a receber depósito de vitelo. O forrageio das fêmeas diminui de acordo com o desenvolvimento folicular. No final do inverno os folículos encontram-se pré-ovulatórios e no oviduto médio observa-se uma hipertrofia das glândulas da casca. As fêmeas parecem apresentar um período de proestro de seis dias e em seguida o estro. Os hemipênes da espécie são únicos, sem nenhum tipo de bifurcação, enquanto que a fêmea possui uma cloaca longa e com bolsas (vaginas) marcadamente bilobadas. Após a cópula, no final do inverno, ocorre a ovulação. Nessa espécie parece haver ovulação reflexa, sendo a cópula o estímulo para que ocorra a ovulação. A primavera é a estação onde as fêmeas encontram-se prenhas e realizam a ovipostura. As fêmeas que não ovularam parecem ter os folículos absorvidos pelo organismo. As caninanas produzem em média oito ovos que 12 podem estar distribuídos igualmente ou não entre os ovários. Os ovos postos na prprimavera são incubados em média por 73 dias e a eclosão ocorre durante o verão.
Título en inglés
Reproductive cycle of tiger rat snake, Spilotes pullatus (Linnaeus, 1758) (SERPENTES: COLUBRIDAE)
Palabras clave en inglés
Animal breeding
Combat
Hemipenis
Reflex ovulation
Renal sexual segment
Resumen en inglés
The reproductive cycle of Spilotes pullatus in southeastern of Brazil is described for males and females from macroscopic and microscopic analysis of the reproductive tract and accessory organs involved in reproduction throughout the year. Males of the species exhibit a seasonal cycle with the onset of spermatogenesis in the summer and during autumn spermiation occurs. The gametes are stored along the vas deferens, which have a convoluted shape. The testicles come in regression and during the winter and spring appear inactive. It is not unusual to find male Spilotes with gonadal failure, with a testicular mass function next to the testicles. Mating occurs during the winter, especially in the latter half of the season, gametes stored in the vas deferens are not depleted during the breeding season so that throughout the years, males have sperm stored in the vas. The kidneys, reproductive organ accessory in Squamatas not show variation in size throughout the seasons in either sex, but microscopic changes occur in the nephron of male sexual segment in the region of the kidney, this structure is hypertrophied during the mating season. The kidneys, reproductive organ accessory Squamatas not show variation in size throughout the seasons in either sex, but microscopic changes occur in the nephron of male sexual segment in the region of the kidney, this structure is hypertrophied during the mating season. Combat can occur during the spring and the males tend to stay with the cranial portion of the body vertical during the duel, unlike most other colubrids that keeps most of the body horizontally. During combat, males may expose the hemipenis. The females begin the vitellogenesis on fall when the follicles smaller than 10 mm start receiving tank calf. Female foraging decreases with the follicle development. At the end of winter follicles are pre-ovulatory and in the medium oviduct there is a hypertrophy of gland shell. Females appear to have a period of six days of proestrus and then estrus. The specie hemipenes are unique, without any kind of bifurcation, while the female has a long cloaca with pouch (or vaginal pouch) markedly bilobed. After mating in the end of winter, ovulation occurs. In this species seems to be reflex ovulation, copulation being the stimulus for ovulation to occur. Spring is the season when females are pregnant and do the oviposition. Females that did not ovulate have to seem the follicles absorbed by the body. The 14 tiger rat snake produce an average of eight eggs that may or may not be distributed equally between the ovaries. The eggs laid in spring are incubated in medium for 73 days and hatching occurs during the summer.
 
ADVERTENCIA - La consulta de este documento queda condicionada a la aceptación de las siguientes condiciones de uso:
Este documento es únicamente para usos privados enmarcados en actividades de investigación y docencia. No se autoriza su reproducción con finalidades de lucro. Esta reserva de derechos afecta tanto los datos del documento como a sus contenidos. En la utilización o cita de partes del documento es obligado indicar el nombre de la persona autora.
Fecha de Publicación
2013-08-02
 
ADVERTENCIA: Aprenda que son los trabajos derivados haciendo clic aquí.
Todos los derechos de la tesis/disertación pertenecen a los autores
Centro de Informática de São Carlos
Biblioteca Digital de Tesis y Disertaciones de la USP. Copyright © 2001-2020. Todos los derechos reservados.