• JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
 
  Bookmark and Share
 
 
Dissertação de Mestrado
DOI
10.11606/D.10.2009.tde-17122009-162828
Documento
Autor
Nome completo
Aliny Antunes Barbosa Lobo Ladd
E-mail
Unidade da USP
Área do Conhecimento
Data de Defesa
Imprenta
São Paulo, 2009
Orientador
Banca examinadora
Souza, Romeu Rodrigues de (Presidente)
Borges, Alexandre Secorun
Ribeiro, Antonio Augusto Coppi Maciel
Título em português
Mecanismos de proliferação neuronal pós-natal no gânglio cervical cranial de preás (Galea spixii spixii) Wagler, 1831. Neurogênese x diferenciação neuronal tardia
Palavras-chave em português
envelhecimento
estereologia
Gânglio cervical cranial
maturação
preás
roedores
Resumo em português
Neste estudo, foram abordados os aspectos quantitativos do gânglio cervical cranial (GCC) esquerdo de preás (Galea spixii spixii) machos, oriundos do criatório da Universidade Federal Rural do Semi-Árido Nordestino de Mossoró-RN. Os seguintes parâmetros foram estimados: volume do GCC, número total e tamanho dos neurônios (uni e binucleados) durante dois períodos do desenvolvimento pós-natal (maturação e envelhecimento). Para tanto, utilizamos quatro grupos etários distintos de animais: neonatos, jovens, adultos e senis. Após a eutanásia dos animais, os GCCs foram fixados (perfusão sistêmica) com solução de formoldeído (4%) em PBS, embebidos em solução de ágar (10%) e seccionados sistemática, uniforme e aleatoriamente, aplicando-se o princípio de amostragem e contagem do fractionator. Os principais resultados desta pesquisa foram: houve diferença significativa entre os grupos etários para os parâmetros: Peso Neonato: 0,00056 ; Jovem: 0,00084; Adulto: 0,00116; Senil: 0,00118. Comprimento Neonato: 1,294 ; Jovem: 2,076; Adulto: 2,304; Senil: 2,082. Largura Neonato: 0,842; Jovem: 1,028; Adulto: 1,062; Senil: 1,174. Volume ganglionar Neonato: 0,34 mm3 ; Jovem: 0,30 mm3; Adulto: 0,39 mm3; Senil: 0,63 mm3 e Volume neuronal médio de neurônios uninucleados Neonato: 2916,90 mm3; Jovem: 3550,00 mm3; Adulto: 7409,00 mm3; Senil: 6701,00 mm3. As principais conclusões deste estudo foram: (i) peso, comprimento e largura do GCC apresentaram aumento significativo de 185%, 60% e 79% respectivamente, durante o período de maturação, enquanto durante o período de envelhecimento, o peso do GCC apresentou queda de 33%, o comprimento um pequeno decréscimo de 10%, entretanto a largura, durante este mesmo período, apresentou um aumento progressivo de mais de 10%, tais alterações relacionadas com a idade refletiram no volume ganglionar, causando hipertrofia; (ii) Essa hipertrofia do GCC de preás é secundária ao desenvolvimento pós-natal (maturação e envelhecimento), aumentando em 85%, acompanhado por um aumento alométrico, da ordem de 6 vezes em relação à massa corporal, aproximadamente 622%; (iii) Há hipertrofia dos neurônios uninucleados que é secundária ao desenvolvimento pós-natal do GCC de preás, aumentando em 154% durante o período de maturação com uma pequena queda de 10% durante o envelhecimento. Finalmente, sugere-se que estudos futuros possam investigar se o tamanho dos territórios de inervação destes gânglios pode desencadear mudanças na micro e macroestrutura dos mesmos, incluindo a possibilidade de ocorrência de neurogênese, que seria estudada por meio de imunomarcadores específicos.
Título em inglês
Mechanisms of the post-natal neuronal proliferation in the cranial cervical ganglion of preás (Galea spixii spixii) Wagler, 1831. Neurogenesis vs late neuronal differentiation
Palavras-chave em inglês
ageing
Cranial cervical ganglion
design-based stereology
maturation
preas
rodents
Resumo em inglês
This study aimed at detecting whether post-natal development would exert any effect on the size and number of cranial cervical ganglion (CCG) neurons of male preas (Galea spixii spixii). Twenty left CCGs from twenty preas were harvested from the Animal Facility of the Universidade Federal Rural do Semi-Árido Nordestino, Mossoró- RN and were divided into four different age groups: newborn, young, adult and aged subjects. The following parameters were estimated using Cavalieri's principle and optical fractionator and planar rotator , respectively: the volume of CCG, total number and mean volume of uni and binucleate neurons. After euthanasia, the CCGs were perfusion-fixed with a 4% formaldehyde solution in PBS, agar-embedded and, SUR vibrosectioned. The ganglion volume was 0.34 mm3 (newborn), 0.30 mm3 (young), 0.39 mm3 (adult) and 0.63 mm3 (aged animals) (p= 0,012). The mean volume of uninucleate neurons was 2,917 mm3 (newborn), 3,550 mm3 (young), 7,409 mm3 (adult) and 6,701 mm3 (aged animals) (p=0,0001). The main conclusions of this study were: (i) The CCG hypertrophy - 85% - is the result of post-natal development (maturation and ageing), (ii) a 154% increase (hypertrophy) in the volume of uninucleate neurons during the maturation is followed by a 10% atrophy of them during ageing. Future studies may investigate whether the size of the CCG's target-organs can affect the structural foundation of CCG and, therefore, add further fuel to the notion that a post-natal neurogenesis may indeed exist in sympathetic ganglia.
 
AVISO - A consulta a este documento fica condicionada na aceitação das seguintes condições de uso:
Este trabalho é somente para uso privado de atividades de pesquisa e ensino. Não é autorizada sua reprodução para quaisquer fins lucrativos. Esta reserva de direitos abrange a todos os dados do documento bem como seu conteúdo. Na utilização ou citação de partes do documento é obrigatório mencionar nome da pessoa autora do trabalho.
Data de Publicação
2011-03-04
 
AVISO: Saiba o que são os trabalhos decorrentes clicando aqui.
Todos os direitos da tese/dissertação são de seus autores
Centro de Informática de São Carlos
Biblioteca Digital de Teses e Dissertações da USP. Copyright © 2001-2020. Todos os direitos reservados.