• JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
 
  Bookmark and Share
 
 
Tese de Doutorado
DOI
10.11606/T.10.2016.tde-22062016-123704
Documento
Autor
Nome completo
Aline Tramontini Zanluchi Queiroz
E-mail
Unidade da USP
Área do Conhecimento
Data de Defesa
Imprenta
São Paulo, 2016
Orientador
Banca examinadora
Silva, Luciano Andrade (Presidente)
Birgel Junior, Eduardo Harry
Fantinato Neto, Paulo
Oliveira, Lilian de Jesus
Strefezzi, Ricardo de Francisco
Título em português
Estudo comparativo entre os parâmetros clínicos, hematológicos, bioquímicos e de hemogasometria de bezerros clonados por SCNT e de bezerros gerados por inseminação artificial
Palavras-chave em português
Alterações clínicas
Bovinos
Clonagem por SCNT
Neonatos
Patologia clínica
Resumo em português
A clonagem animal por transferência nuclear de células somáticas (SCNT) é uma técnica de reprodução assistida que consiste em transferir o núcleo de uma célula de interesse a um oócito previamente enucleado. Sua utilização ainda apresenta eficiência baixa, com perdas embrionárias principalmente no início da gestação, ou em outras fases da gestação e no período perinatal devido à interação materno-fetal anormal com malformações diversas na placenta. Após o nascimento, a mortalidade está entre 12,5 e 42% devido às anormalidades neonatais já descritas como a síndrome do large offspring, com fetos exageradamente grandes, desenvolvimento anormal da placenta e crescimento não sincronizado de órgãos. Também são relatadas malformações musculoesqueléticas, aumento do diâmetro do cordão umbilical, dificuldades respiratórias e anormalidades metabólicas. Acredita-se que o mecanismo desta síndrome esteja relacionado com a reprogramação nuclear. Alinhando a gravidade das alterações e o custo elevado da técnica, torna-se necessário entender os mecanismos dessas alterações e desenvolver estratégias para prevenção e terapias para minimizar perdas. A avaliação dos parâmetros hematológicos e bioquímicos pode auxiliar no diagnóstico e acompanhamento terapêutico do neonato. O objetivo deste estudo foi avaliar os parâmetros clínicos, hematológicos, bioquímicos e de hemogasometria de bezerros clonados por SCNT, comparando os resultados com aqueles de bezerros gerados a partir de inseminação artificial. Dos bezerros clonados deste estudo, quatro vieram a óbito no período pós-natal. Alterações comuns nestes bezerros e que não ocorreram com os demais foram: pesos extremos ao nascimento, muito altos ou muito baixos; avaliação baixa no APGAR, principalmente após 5 minutos do nascimento; presença de líquido amniótico com viscosidade elevada; pH sanguíneo baixo imediatamente após o nascimento e elevação da creatinina sérica. As alterações nestes parâmetros em bezerros neonatos clonados podem indicar um risco de complicação no quadro geral dos clones, forçando medidas intensivas no tratamento para preservar a vida dos mesmos. Outras alterações frequentes nos clones, mas que não estavam necessariamente relacionadas a um quadro de risco foram: aumento do diâmetro dos vasos umbilicais; pH elevado ao nascimento e que evoluiu para acidose respiratória, acidose metabólica ou acidose mista respiratória e metabólica; elevação do volume celular médio; leucocitose por neutrofilia que foi observado em todos os clones devido à administração de corticoides ao nascimento; elevação gradual da contagem de plaquetas; diminuição da concentração de creatinina sérica e da atividade de AST. A gamaglutamiltransferase apresentou uma elevação mais discreta nos clones, podendo indicar uma falha na transferência de imunidade passiva. A concentração de lactado apresentou-se elevada em todos os clones em algum momento do período perinatal, indicando o quadro de acidose metabólica
Título em inglês
Comparative study of clinical, hematologic and biochemical profiles of SCNT cloned cattle with artificial insemination produced cattle
Palavras-chave em inglês
Bovine
Clinical abnormalities
Clinical pathology
Cloning by SCNT
Neonate calf
Resumo em inglês
Animal cloning by somatic cell nuclear transfer (SCNT) is an assisted reproductive technique in which the nucleus of a donor cell is transferred to a previously enucleated oocyte. Despite its potential benefits to research and agriculture, only 1% of the reconstructed oocytes develop into live healthy neonates. Embryo losses may occur early in pregnancy or in other stages of gestation, and during the perinatal period. These losses have been associated to abnormalities in maternal-fetal interaction, probably due to a deficient placental vascularization. Mortality rates after birth range between 12,5 to 42%, and the main abnormalities are related to the large offspring syndrome, with overly large cattle, abnormal placental development, and desynchronized organ development. Other problems reported include muscleskeletal disorders, enlarged umbilical cord, respiratory distress and metabolic disorders. The mechanism of this syndrome is probably related to nuclear reprogramming. Considering the severity of these abnormalities and the high costs of the technique, it is necessary to understand the mechanisms that lead to the pathology and develop strategies for preventing and treating the affected animals, minimizing financial losses. The evaluation of hematological and biochemical parameters is a very important tool for diagnosis and therapeutics. The aim of this study was to evaluate clinical, hematological and biochemical profiles, including blood gas analysis in calves originated by SCNT embryos, as well as comparing the same results from artificial insemination (AI) bred calves (control group). Amongst the cloned calves in this study, four died in the post-natal period. The most common abnormalities seen in these calves and that did not affect the others were: extreme birth weights (low or high), low APGAR score, especially when evaluated 5 minutes after birth, viscous amniotic fluid, low blood pH measured immediately after birth and high serum levels of creatinine. These abnormalities may present a risk of general health impairment in cloned calves, imposing better intensive care treatment in order to minimize death losses. Other frequent abnormalities in clones, but not necessarily related to risk of neonatal death immediately after birth are: enlarged umbilical vessels, high blood pH at birth that progresses to respiratory acidosis, metabolic acidosis or mixed respiratory metabolic acidosis, high mean cell volume, leukocytosis with neutrophilia due to glucocorticoids therapy after birth was observed in all of our clones, gradual increase in platelet count, low creatinine levels and low aspartate aminotransferase levels. There was a slight increase in gamma glutamyltransferase in clones compared to controls, which represent a poor passive immunity transfer. Lactate levels were high in all of the cloned animals at some point of the perinatal period, showing that they suffer from some degree of metabolic acidosis
 
AVISO - A consulta a este documento fica condicionada na aceitação das seguintes condições de uso:
Este trabalho é somente para uso privado de atividades de pesquisa e ensino. Não é autorizada sua reprodução para quaisquer fins lucrativos. Esta reserva de direitos abrange a todos os dados do documento bem como seu conteúdo. Na utilização ou citação de partes do documento é obrigatório mencionar nome da pessoa autora do trabalho.
Data de Publicação
2016-09-05
 
AVISO: Saiba o que são os trabalhos decorrentes clicando aqui.
Todos os direitos da tese/dissertação são de seus autores
CeTI-SC/STI
Biblioteca Digital de Teses e Dissertações da USP. Copyright © 2001-2020. Todos os direitos reservados.