• JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
 
  Bookmark and Share
 
 
Dissertação de Mestrado
DOI
10.11606/D.10.2005.tde-31082007-133526
Documento
Autor
Nome completo
Marcos Eduardo Pinese
Unidade da USP
Área do Conhecimento
Data de Defesa
Imprenta
São Paulo, 2005
Orientador
Banca examinadora
Moretti, Anibal de Sant'Anna (Presidente)
Araújo, Lúcio Francelino
Santos, Marcos Veiga dos
Título em português
Puberdade em marrãs: I - Efeito das gonadotrofinas na indução e sincronização do estro à puberdade. II - Efeito do "flushing" alimentar no ciclo anterior à primeira concepção. III - Avaliação da eficiência produtiva e reprodutiva das marrãs até 1º parto
Palavras-chave em português
Eficiência reprodutiva
Flushing
Gonadotrofinas
Marrãs
Puberdade
Resumo em português
O estudo objetivou avaliar num programa biotécnico aplicado a uma granja comercial, os feitos combinados, emprego de gonadotrofinas e aplicação do "flushing". As gonadotrofinas empregadas na indução e sincronização do estro à puberdade em marrãs, aliado a ciclicidade até o 4º estro, correspondeu à aplicação ou não da combinação hormonal, 600 UI de eCG (Novormon®, Syntex S. A., Argentina) e após 72 horas, 2,5mg de LH porcino (Lutropin®, Vetrepharm Canadá Inc., Canadá). O "flushing" alimentar ou esquema alimentar adotado na granja, foi empregado no ciclo estral que antecedeu a primeira inseminação artificial, ocorrida aos 220 dias de idade das fêmeas. Os parâmetros analisados foram: taxa de concepção (TC), taxa de parto (TP), taxa de aproveitamento (TA) e tamanho de leitegada (TL), sendo esse último representado pelo número de leitões nascidos totais (NT), nascidos vivos (NV), natimortos (NM) e mumificados (MM). Foram utilizadas 119 leitoas híbridas, num delineamento experimental inteiramente casualizado em arranjo fatorial 2x2. O tratamento com hormônio mostrou percentual significativamente maior de fêmeas que manifestaram estro até o 5° dia de início da indução, em comparação com o tratamento somente com o estímulo do macho, 18,33% vs. 5,08%, respectivamente (P=0,0249). No intervalo seguinte de 18 - 30 dias após a indução, considerando variação do ciclo estral de 18 a 25 dias, a combinação hormonal revelou percentual significativamente maior comparado com o estímulo natural do macho, 48,33% vs. 16,94%, respectivamente (P=0,0003). Nos intervalos subseqüentes as diferenças não foram significativas. Não foi detectada interação significativa para os efeitos combinados gonadotrofinas e "flushing". Na análise das características em separado, não houve diferença significativa na taxa de concepção para os tratamentos combinação hormonal e estímulo do macho (96,23% vs. 94,00%, respectivamente), e tratamentos com "flushing" e esquema alimentar da granja (95,92% vs. 94,44%, respectivamente). Na taxa de parto, os percentuais embora não tenham revelado significância, mostraram diferenças numéricas, sendo o maior valor numérico representado pelo tratamento com hormônio em comparação com o macho, 92,45% vs. 80,00% respectivamente (P=0,0653). Quanto à taxa de aproveitamento das fêmeas, considerando a indução aos 153 dias de idade das marrãs até o parto, da mesma maneira evidenciou-se diferença numérica mostrando o tratamento com hormônio percentual maior em comparação com macho, 81,67% vs. 67,80%, respectivamente (P=0,0815). Não houve diferença significativa nos tratamentos relacionados à aplicação do "flushing" e esquema alimentar da granja, 70,00% vs. 79,66%, respectivamente. Não foi evidenciada diferença significativa quanto ao total de nascidos, nascidos vivos, natimortos e mumificados, para os dois fatores. Destacou-se diferença numérica de 0,75 leitões a mais no total de nascidos para o tratamento com hormônio, não havendo diferença significativa quando considerado o fator "flushing". A analise econômica feita pelas observações obtidas no presente estudo, considerando taxa de aproveitamento do parto e total de nascidos, destaca benefício financeiro apresentado através do valor presente líquido (VPL) para a combinação hormonal de $1.862,75, enquanto que o tratamento que utilizou indução somente com o macho, revelou um VPL negativo de $2.845,55. Conclui-se que houve efeito positivo das gonadotrofinas (eCG e LH) na indução e sincronização do estro à puberdade o qual pode ser associado, na menor dispersão da ciclicidade das marrãs até o quarto estro, no menor número de fêmeas descartadas até o primeiro parto e na vantagem econômica com base na taxa de aproveitamento das fêmeas até o parto e total de leitões nascidos.
Título em inglês
Puberty in gilts: I - Use of exogen gonadotrophin (eCG and LH) on the induction and synchronization of first oestrus. II - Effects of flushing on the oestrus cycle before first conception. III - Evaluation of the reproductive performance until first parturition
Palavras-chave em inglês
Flushing
Gilts
Gonadotrophins
Puberty
Reproduction Efficiency
Resumo em inglês
The objective of the study was to investigate in a biotecnical program applied in a commercial breeding unit, the effects of the gonadotrophins (eCG and LH) on puberty estrus inductions and synchronization in gilts followed by their ciclicity. The investigation included the use of flushing on preceding oestrus cycle to first artificial insemination (IA). The traits analised were: conception rate, farrowing rate, the percentage of animals that started the experimental period and stayied to first farrowing, and litter size. The experiment used 119 hybrid gilts on 153 days of age. The experimental design was entirely random in a factorial arrangement 2x2. One factor corresponding to the gonadotrophin (H) application or the male (M) induction only. The hormonal treatment utilized a combination of 600 UI of eCG (Novormon®, Syntex S. A., Argentina) and 72 hours lates, 2,5 mg of LH (Lutropin®, Vetrepharm Canadá Inc., Canadá). The other factor corresponds to the flushing application in a restriction - ad libitum regimen (R) or a flushing application based on a lactation diet offered in an ad libitum regimen in the breeding unit (B). This factor was applied in the oestrus cycle that preceded first artificial insemination, occurring at 220 days of age. Our results identified,18,33% hormonal treatment of females showing apparent estrus compared to 5% in treatment that used only the male induction. From 18 to 30 days after induction, considering the estrus interval variation about 18-25 days, the hormonal treatment showed significant percentage more than the male induction (48,33% vs. 16,94%, respectively). In the following intervals the differences weren't statiscally significant. The cumulative percentuals until 30 days and 90 days periods, the values were 71,67% vs. 69,49% and 91,67% vs. 94,92%, respectively, for hormonal treatment and male induction. There wasn't significant interation for reproductive traits. There wasn't significant difference on the conception rate, when you considered the factors separately, hormonal treatment (H) and male (M) induction (96,23% vs. 94,00%, respectively) and flushing (R) and the regime adapted in the breeding unit (B) (95,92% vs. 94,44%, respectively). While the farrowing rate hasn't showed significance, there was umerical differences in favour of hormonal treatment against male induction (92,45 %vs 80,00%, respectively) (P=0,0653). Considering the period since induction (153 days of age) until parturition, the percentual of hormonal treatment group was superior compared to the male induction group (81,67% vs. 67,80%, respectively) (P=0,0815). However, the percentual was some flushing (R) and the regimen assumed in the breeding unit (G) (70,00% vs. 67,80%, respectively). There wasn't significant difference related to total born, born alive, stillborn and mummified fetus on both factors. It is important to emphasize the numerical differences of 0,75 total born piglets in favor of the hormonal groups. There wasn't any difference on the flushing factor. The economical analyses, considering the period since induction until parturition and total born piglets suggested a financial benify to the hormonal treatment compared to the male induction.
 
AVISO - A consulta a este documento fica condicionada na aceitação das seguintes condições de uso:
Este trabalho é somente para uso privado de atividades de pesquisa e ensino. Não é autorizada sua reprodução para quaisquer fins lucrativos. Esta reserva de direitos abrange a todos os dados do documento bem como seu conteúdo. Na utilização ou citação de partes do documento é obrigatório mencionar nome da pessoa autora do trabalho.
Data de Publicação
2007-09-10
 
AVISO: Saiba o que são os trabalhos decorrentes clicando aqui.
Todos os direitos da tese/dissertação são de seus autores
Centro de Informática de São Carlos
Biblioteca Digital de Teses e Dissertações da USP. Copyright © 2001-2020. Todos os direitos reservados.