• JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
 
  Bookmark and Share
 
 
Dissertação de Mestrado
DOI
10.11606/D.10.2013.tde-15072014-162644
Documento
Autor
Nome completo
Giovanna Rocha Nunes
Unidade da USP
Área do Conhecimento
Data de Defesa
Imprenta
São Paulo, 2013
Orientador
Banca examinadora
Sucupira, Maria Claudia Araripe (Presidente)
Hagen, Stefano Carlo Filippo
Susin, Ivanete
Título em português
Perfil bioquímico, metabolismo oxidativo e qualidade da carne de cordeiros submetidos ao transporte rodoviário tratados com vitamina E
Palavras-chave em português
Alfa-tocoferol
Cortisol
Estresse
TAS
TBARS
Resumo em português
O presente estudo teve por objetivo avaliar os efeitos da administração intramuscular de alfa-tocoferol (vitamina E) sobre marcadores de estresse fisiológico e oxidativo, além de características relacionadas à qualidade da carne de cordeiros submetidos a transporte rodoviário de curta duração. Vinte e quatro cordeiros, mestiços das raças Santa Inês e Dorper, com idade e peso vivo médios ao abate de 138 dias e 43,6 kg, respectivamente, foram distribuídos em três grupos experimentais nos quais receberam, aos seis e três dias antes do transporte, pela via intramuscular, uma aplicação de solução fisiológica; 10 UI; ou 20 UI de acetato de DL-alfa-tocoferol, por quilo de peso metabólico. O transporte teve duração de quatro horas e na chegada ao abatedouro, os cordeiros desembarcaram em curral de espera, onde permaneceram por 19 horas até o momento do abate. Nos momentos T0 (imediatamente antes do embarque e transporte); T1 (imediatamente após transporte e desembarque); T2 (três horas após transporte e desembarque) e T3 (imediatamente antes do abate) foi aferida a temperatura retal e coletadas amostras de sangue por punção da veia jugular para determinação das concentrações séricas de ureia, creatinina, albumina, proteína total, colesterol e cortisol; concentrações plasmáticas de glicose, beta-hidroxibutirato (BHB), lactato e ácidos graxos não esterificados (AGNE); atividade sérica da creatinofosfoquinase (CK); contagem de hemácias e leucócitos totais; relação neutrófilos:linfócitos; volume globular (VG); atividades eritrocitárias da superóxido dismutase (SOD), glutationa peroxidase (GPx) e glutationa redutase (GR); concentração de glutationa reduzida (GSH); status antioxidante total do soro (TAS) e concentração de substâncias reativas ao ácido tiobarbitúrico (TBARS). Após o abate, as carcaças foram mantidas por 24 horas sob refrigeração a 2°C para que pudessem ser determinados o pH (pH24h) e coloração (L*, a*, b*) do músculo Longissimus dorsi, além de coletadas amostras para posterior avaliação da força de cisalhamento (FC), perdas de peso por cozimento (PPC) e produtos da oxidação lipídica após 30 dias de congelamento (TBARS 30). Houve efeito de interação entre momento e tratamento para lactato, sendo observado efeito linear de tratamento no momento T2, com maiores (P= 0,0111) valores dessa variável nos animais que receberam 20 UI de vitamina E. Ocorreu efeito linear de tratamento (P=0,0149) sobre os valores de TAS. Foi observado efeito de desvio da linearidade para albumina, L* e b*. Animais que receberam 10 UI de vitamina E apresentaram menores concentrações de albumina (P= 0,0447) e maiores valores (P=0,0042 e P=0,0082) de L* e b*. Com exceção da temperatura retal e GR, foi observado efeito de momento para todos os outros marcadores de estresse fisiológico e oxidativo. O transporte rodoviário de curta duração, mesmo quando realizado de maneira adequada, gera estresse nos animais. Estímulos potencialmente nocivos no momento prévio ao abate levaram a estresse de maior intensidade que aquele oriundo do transporte. A administração intramuscular de alfa-tocoferol aumentou o status antioxidante total do soro de cordeiros submetidos a transporte rodoviário de curta duração, entretanto não foi capaz de minimizar as alterações decorrentes do estresse fisiológico e oxidativo e de melhorar a qualidade da carne destes animais.
Título em inglês
Biochemical profile, oxidative metabolism and meat quality of lambs subjected to road and treated with vitamin E
Palavras-chave em inglês
Alpha-tocopherol
Cortisol
Stress
TAS
TBARS
Resumo em inglês
The present study aimed to evaluate the effects of intramuscular alpha-tocopherol (vitamin E) administration on markers of oxidative and physiological stress, as well characteristics related to meat quality of lambs subjected to road short transport. Twenty-four lambs, Santa Inês and Dorper crossbred, age and average live weight at slaughter of 138 days and 43.6 kg, respectively, were divided into three experimental groups. Each group received an intramuscular application of saline solution or 10 IU or 20 IU of DL-alpha-tocopherol per kg of metabolic body weight at six and three days before transportation. The transportation lasted four hours until the slaughterhouse. After unloading, lambs rested in pen for 19 hours until the time of slaughter. At T0 (immediately prior to boarding and transportation), T1 (immediately after transport and unloading), T2 (three hours after transporting and landing) and T3 (immediately before slaughter) rectal temperature was measured and blood samples were collected by jugular vein puncture for determination of serum urea, creatinine, albumin, total protein, cholesterol and cortisol; plasma concentrations of glucose, beta-hydroxybutyrate (BHB), lactate and non-esterified fatty acids (NEFA); serum activities of aspartate aminotransferase (AST), gamma-glutamyl transferase (GGT) and creatine kinase (CK), erythrocyte and total leukocyte count, ratio neutrophil: lymphocytes, packed cell volume (PCV), erythrocyte activities of superoxide dismutase (SOD), glutathione peroxidase (GPx) and glutathione reductase (GR), concentration of reduced glutathione (GSH), serum total antioxidant status (TAS) and the concentration of thiobarbituric acid reactive substances (TBARS). After slaughter, carcasses were kept for 24 hours under refrigeration at 2 °C and were analyzed for Longissimus Dorsi pH (pH24h) and color (L *, a *, b *), and collected samples for subsequent evaluation of shear force (SF), cooking weight loss (CWL) and products of lipid oxidation after 30 days of freezing (TBARS 30). There was an interaction between time and treatment for lactate and was observed a linear effect at the time T2, with increased (P = 0.0111) values of this variable in the animals receiving 20 IU of vitamin E. A linear effect of treatment (P = 0.0149) on the TAS values was observed. Deviation from linearity effect for albumin, L * and b * were seen. Animals that received 10 IU of vitamin E showed lower concentrations of albumin (P = 0.0447) and higher (P = 0.0042 and P = 0.0082) L * and b * values. Except for rectal temperature and GR, moment effect was observed for all other markers of oxidative and physiological stress. The short road transportation, even when done properly, produces stress in animals. Potentially harmful stimuli at the time prior to slaughter led to higher stress intensity than that coming from the transport. Intramuscular administration of alpha-tocopherol increased serum total antioxidant status of lambs subjected to short duration road transport, however was not able to minimize changes arising from physiological and oxidative stress and improve the meat quality of these animals.
 
AVISO - A consulta a este documento fica condicionada na aceitação das seguintes condições de uso:
Este trabalho é somente para uso privado de atividades de pesquisa e ensino. Não é autorizada sua reprodução para quaisquer fins lucrativos. Esta reserva de direitos abrange a todos os dados do documento bem como seu conteúdo. Na utilização ou citação de partes do documento é obrigatório mencionar nome da pessoa autora do trabalho.
Data de Publicação
2014-08-21
 
AVISO: Saiba o que são os trabalhos decorrentes clicando aqui.
Todos os direitos da tese/dissertação são de seus autores
Centro de Informática de São Carlos
Biblioteca Digital de Teses e Dissertações da USP. Copyright © 2001-2020. Todos os direitos reservados.