• JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
 
  Bookmark and Share
 
 
Disertación de Maestría
DOI
10.11606/D.10.2017.tde-17052017-160927
Documento
Autor
Nombre completo
Ísis Danielle Silveira Gomes
Dirección Electrónica
Instituto/Escuela/Facultad
Área de Conocimiento
Fecha de Defensa
Publicación
São Paulo, 2017
Director
Tribunal
Reche Junior, Archivaldo (Presidente)
Marco, Viviani de
Ramos, Daniela
Título en portugués
Avaliação do manejo alimentar e ambiental de gatos obesos e não obesos: identificação dos fatores de risco
Palabras clave en portugués
Fatores de risco
Gatos
Interação tutor-gato
Obesidade
Resumen en portugués
Obesidade na clínica de felinos é um problema frequente e tornou-se motivo de grande preocupação para a medicina veterinária. A obesidade é definida como acúmulo excessivo de tecido corporal adiposo. O objetivo do presente estudo observacional prospectivo foi determinar os principais fatores de riscos relacionados ao excesso de peso em gatos com ênfase na interação tutor-gato. Para tanto, foram selecionados gatos, divididos em dois grupos, a saber: grupo dos gatos obesos (n=18) nesse grupo foram incluídos gatos com escore de condição corporal entre 8 e 9; grupo dos gatos não obesos (n=18) com escore de condição corporal 5. Foram excluídos do estudo os gatos que apresentaram outras comorbidades, além da obesidade. A pesquisa dos prováveis fatores de risco relacionados a obesidade foi realizada mediante a utilização de um questionário respondido por todos os tutores dos 36 gatos. Nenhuma das variáveis qualitativas estudadas nos aspectos demográficos dos gatos obesos e não obesos demonstrou significância, ou seja, não houve associação entre obesidade e o sexo, o status sexual, as raças e o tamanho do pelame. Assim como, nenhuma das variáveis qualitativas analisadas nos aspectos demográficos dos tutores de gatos obesos e não obesos demonstrou significância; Não houve relação entre obesidade e o sexo do tutor, ao estado civil, a profissão (inclusive os clínicos veterinários), a escolaridade e a renda média familiar dos tutores. Com relação aos aspectos antrozoológicos, contatou-se que ambos os grupos têm uma relação estreita de afeto com seus tutores, contudo a porcentagem do grau de afeto tende a ser maior no grupo obeso, apesar de não ter sido evidenciada diferença estatística. Sobre os aspectos ambientais, oito variáveis foram presumivelmente consideradas importantes na manutenção e no controle do peso dos gatos. Constatou-se que felinos do grupo não obeso costumam brincar sozinhos e com outros animais, enquanto que gatos obesos são menos interativos. Ainda, o enriquecimento ambiental, assim como o manejo alimentar com dieta úmida influenciaram na condição física desses gatos. Constatou-se que o número de felinos não obesos que recebe ração úmida é bem maior que o daqueles pacientes com excesso de peso. Finalmente, o escore de condição corporal atribuído pelos tutores de felinos com excesso de peso tende a ser subestimado quando comparado ao do profissional especializado. Os principais riscos ocasionados pelo excesso de peso identificados neste estudo foram o tipo de alimentação oferecido, principalmente dietas secas, e a inatividade física. Apesar de os aspectos antrozoológicos não demonstrarem valor estatístico, o grau de afeto tende a ser levemente superior quando se analisa valores percentuais.
Título en inglés
Evaluation of food and environmental management of obese and non-obese cats: identification of risk factors
Palabras clave en inglés
Cats
Obesity
Risk factors
Tutor-cat interaction
Resumen en inglés
Feline obesity is a frequent problem and has become a major concern in veterinary medicine. Obesity is defined as excessive accumulation of body fat. The purpose of this prospective observational clinical study was to determine the main risk factors related to obesity in cats with emphasis on owner-cat interaction. Thus, the studied cats were divided into two groups: obese cats (n=18) with a body condition score between 8 and 9; and non-obese cats (n=18) with a body condition score of 5. All cats were healthy at the time of the study was conducted and cats with any other disease, besides obesity were excluded. The study of the risk factors related to obesity was performed using a questionnaire answered by all owners of the 36 cats. None of the qualitative variables in demographic aspects of obese and non-obese cats showed significance, and there was no association between obesity and gender, sexual status, race and coat size. Also, none of the qualitative variables in demographic aspects of the owners of obese cats and non-obese cats showed significance. Besides that, there was no relationship between obesity and the gender of the cat owner, marital status, profession (including veterinarians), schooling and the average family income of the owner. Regarding the antrozoological aspects, we concluded that both groups of cats a close affectionate relationship with their owners, but the percentage of the degree of affection tends to be higher in the obese group, despite there being no statistical difference. Considering the environmental aspects, eight variables were presumably important in maintaining and controlling the weight of cats. It was found that non obese cats usually play alone and with other cats, while obese cats were less interactive. Moreover, environmental enrichment as long as the moisture of the diet influenced the physical condition of these cats. Non obese cats usually had more moist food than obese cats. Finally, the body condition score given by the owners of obese cats tends to be underestimated when compared to the experts score. The main risks to the overweight findings in this study were type of food offered, especially dry diets and the physical inactivity. Also, despite the anthrozoological aspects evaluated have not shown any significance as risk factors for obesity in cats, the degree of affection between owner-cat tend to be slightly higher in obese cats group.
 
ADVERTENCIA - La consulta de este documento queda condicionada a la aceptación de las siguientes condiciones de uso:
Este documento es únicamente para usos privados enmarcados en actividades de investigación y docencia. No se autoriza su reproducción con finalidades de lucro. Esta reserva de derechos afecta tanto los datos del documento como a sus contenidos. En la utilización o cita de partes del documento es obligado indicar el nombre de la persona autora.
Fecha de Publicación
2017-06-08
 
ADVERTENCIA: Aprenda que son los trabajos derivados haciendo clic aquí.
Todos los derechos de la tesis/disertación pertenecen a los autores
CeTI-SC/STI
Biblioteca Digital de Tesis y Disertaciones de la USP. Copyright © 2001-2019. Todos los derechos reservados.