• JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
 
  Bookmark and Share
 
 
Tese de Doutorado
DOI
10.11606/T.10.2008.tde-21072011-132952
Documento
Autor
Nome completo
Ana Claudia Balda
E-mail
Unidade da USP
Área do Conhecimento
Data de Defesa
Imprenta
São Paulo, 2008
Orientador
Banca examinadora
Larsson, Carlos Eduardo (Presidente)
Lucas, Ronaldo
Marques, Silvio Alencar
Schwartz, Denise Saretta
Yamashita, Jane Tomimori
Título em português
Avaliação das concentrações de terbinafina no pelame de gatos da raça Persa com dermatofitose e daqueles portadores de Microsporum canis tratados em esquema de pulsoterapia ou terapia contínua
Palavras-chave em português
Dermatofitose
Gatos
Pulsoterapia
Terbinafina
Resumo em português
A dermatofitose é micose superficial desencadeada, principalmente, pelo Microsporum canis e de ocorrência comum nos felinos da raça Persa. Objetivou-se no presente estudo avaliar e comparar a melhora clínica e negativação micológica nos animais tratados com a terbinafina em pulsoterapia em relação a terapia contínua; evidenciar o acúmulo de terbinafina no pelame e o tempo em que o fármaco permanece em doses terapêuticas após a suspensão de sua administração; correlacionar a melhora clínica com a quantificação do fármaco no pelame; comparar a ocorrência de efeitos colaterais em pulsoterapia em relação a terapia contínua.. Foram incluídos nesse estudo, 27 gatos da raça Persa, 17 portadores assintomáticos e 10 sintomáticos do M. canis, o Grupo I foi composto por 13 fêmeas tratadas em pulsoterapia. Durante os primeiros sete dias a terbinafina foi administrada na dose de 20 mg/kg a cada 24 horas por via oral, seguidos por um período de suspensão da medicação pelos 21 dias subseqüentes, posteriormente foi realizado um segundo ciclo de sete dias, na dose de 40 mg/kg a cada 24 horas, novamente seguidos por um período de suspensão do fármaco nos 21 dias posteriores. O Grupo 11 foi constituído por 14 machos, que receberam terapia contínua, durante 56 dias. Nos primeiros 28 dias foi administrada a dose de 20 mg/kg a cada 24 horas por via oral e nos 28 dias subseqüentes a dose foi aumentada para 40 mg/kg diários. Os animais foram submetidos à duas colheitas de pelame pela Técnica do carpete com intervalo de 15 dias, anteriormente e posteriormente à terapia. Também eram realizadas colheitas de pelame nos dias zero, sete, 28, 35 e 56 dias para realização da quantificação das concentrações de terbinafina no pelame dos animais tratados, pela cromatografia líquida de alta performance (HPLC). Quinzenalmente, colhia-se sangue para realização de função hepática. Houve cura clínica e micológica em 100% dos animais tratados, as concentrações de terbinafina no pelame dos gatos se mantiveram acima daquelas consideradas terapêuticas por 21 dias após a pulsoterapia de sete dias, tanto na dose de 20, quanto na dose de 40 mg/kg diários, mas ocorreu maior acúmulo do fármaco na dose mais alta em terapia contínua, todavia esses animais apresentaram episódios eméticos na primeira semana de terapia, além de aumento da atividade sérica das transferases e da fosfatase alcalina. Já no grupo da pulsoterapia, não houve aumento da atividade sérica das enzimas hepáticas. A terbinafina foi eficaz e segura no tratamento de portadores sintomáticos e assintomáticos de M. canis.
Título em inglês
Evaluation of terbinafine hair concentration in Persian cats with dermatophytosis and healthy carriers of Microsporum canis treated with pulse or continuous therapy
Palavras-chave em inglês
Cats
Dermatophytosis
Pulsetherapy
Terbinafine
Resumo em inglês
Dermatophytosis is a superficial mycosis caused mainly by Microsporum canis and is very common in Persian cats. The goals of this study were: to evaluate the clinical and mycological cure in the animais treated with terbinafine in pulse therapy compared with continuous therapy; the accumulation of terbinafine in cats hair and the time that it is maintained in therapeutical concentrations after its suspension; correlates the clinical cure with the quantity of the drug in the hair and compare the side effects in pulse therapy in relation to continuous therapy. In this study were included 27 Persian cats, 17 healthy carriers of M. canis and 10 cats with dermatophytosis. The group I was composed of 13 females treated with pulse therapy, during the first seven days in the dosis of 20 mg/kg, daily, followed by a period of suspension of the medication for 21 days, subsequently, it was realized a new cycle of therapy, more seven days of terbinafine in the dosis of 40 mg/kg daily, repeating a period of suspension for another 21 days . The group 11 was composed of 14 males, that received continuous therapy, during 56 days, in the first 28 days they received the oral dosis of 20 mg/kg daily and 40 mg/kg daily for the next 28 days. The animais were submitted to two mycological cultures collected by the carpet square method with 15 days of interval, before and after the therapy. It was realized also manual avulsion of the cats hair for the quantification of terbinafine by high performance liquid chromatography (HPLC) in the days zero, seven, 28, 35 and 56. Every 15 days, blood samples were taken for hepatic function evaluation. There were clinical and mycological cure in 100% of treated animais; the concentrations of terbinafine in cats hair were maintained above therapeutical concentrations in pulse therapy in the dosis of 20, and also in 40 daily oral administration, but there was a higher accumulation of the drug when it was used in the higher dosis in continuous therapy. Although were seen emesis in the first week of therapy, and also higher serical activities of hepatic enzymes. There were no alterations in the values of AL T and FA in the pulse therapy group. Terbinafine had good efficacy and was secure for the treatment of healthy carriers of M. canis and also in animais with dermatophytosis.
 
AVISO - A consulta a este documento fica condicionada na aceitação das seguintes condições de uso:
Este trabalho é somente para uso privado de atividades de pesquisa e ensino. Não é autorizada sua reprodução para quaisquer fins lucrativos. Esta reserva de direitos abrange a todos os dados do documento bem como seu conteúdo. Na utilização ou citação de partes do documento é obrigatório mencionar nome da pessoa autora do trabalho.
Ana_Caludia_Balda.pdf (36.71 Mbytes)
Data de Publicação
2011-11-04
 
AVISO: Saiba o que são os trabalhos decorrentes clicando aqui.
Todos os direitos da tese/dissertação são de seus autores
Centro de Informática de São Carlos
Biblioteca Digital de Teses e Dissertações da USP. Copyright © 2001-2019. Todos os direitos reservados.