• JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
 
  Bookmark and Share
 
 
Dissertação de Mestrado
DOI
10.11606/D.10.2009.tde-22042009-113850
Documento
Autor
Nome completo
Fernanda Maria Lopes
E-mail
Unidade da USP
Área do Conhecimento
Data de Defesa
Imprenta
São Paulo, 2009
Orientador
Banca examinadora
Gioso, Marco Antonio (Presidente)
Cortopassi, Silvia Renata Gaido
Rossi Junior, João Luiz
Título em português
Avaliação do sistema estomatognático e de sincrânios de lobo-guará (Chrysocyon brachyurus) em vida livre e cativeiro
Palavras-chave em português
Animais selvagens
Canidae
Dente
Odontologia Veterinária
Sistema estomatognático
Resumo em português
O lobo-guará corresponde à maior espécie de canídeo da América do Sul, habitando regiões de gramado, cerrado e florestas de arbustos. A alimentação destes animais consiste de uma dieta onívora, incluindo pequenos mamíferos, répteis, insetos, plantas forrageiras e frutos. Há escassa literatura acerca das enfermidades orais nesta espécie, tanto em vida livre quanto em cativeiro. O presente trabalho teve como objetivo realizar o levantamento das principais afecções do sistema estomatognático e de sincrânios de lobos-guará, de indivíduos provenientes de vida livre e cativeiro, avaliar se há diferenças nas prevalências de lesões orais entre os grupos, e determinar parâmetros e características fisiológicas do sistema estomatognático para a espécie. Para isso, foram estudados 80 espécimes, sendo 63 sincrânios e 17 animais vivos. As afecções orais mais freqüentes foram: desgaste dentário (87,3%), fratura dentária (54,4%), doença periodontal (49,3%), anomalia dentária (49,3%), e cárie (11,4%). Dentre as anomalias dentárias, a presença de raiz acessória foi expressiva, correspondendo a 37,1% dos sincrânios, sendo mais prevalente no primeiro molar superior (46,7%) e segundo molar inferior (26,7%). As lesões sugestivas de cárie foram observadas em 18 dentes de nove lobos-guará, sendo seis deles provenientes de vida livre. A gravidade e a prevalência de doença periodontal foram mais acentuadas em animais de cativeiro, correspondendo a 66,6% deste grupo e a 47,3% do grupo de vida livre. Defeitos ósseos de fenestração e deiscência foram encontrados, respectivamente, em 22,5% e 61,3% dos sincrânios. A maioria das fraturas dentárias apresentou exposição da câmara pulpar (84%), ocorrendo principalmente nos dentes caninos e incisivos. Conclui-se que o lobo-guará apresenta fórmula dentária e padrão oclusal semelhante ao do cão doméstico, e que as afecções orais são achados freqüentes na espécie. A prevalência de algumas enfermidades, como a doença periodontal, apresenta diferenças entre os grupos de vida livre e cativeiro. A presença de raiz acessória e defeitos ósseos alveolares observados na espécie, assim como a prevalência de outras afecções orais necessitam de mais estudos para elucidação dos fatores envolvidos.
Título em inglês
Oral and skull evaluation of captive and wildlife maned wolves (Chrysocyon brachyurus)
Palavras-chave em inglês
Canidae
Stomatognathic system
Tooth
Veterinary dentistry
Wild animals
Resumo em inglês
The maned wolf, Chrysocyon brachyurus, is the largest wild canid inhabiting South America, specially areas with tall grass, fence and bush forest. They are omnivorous and their most important dietary components are small mammals, reptiles, insects, forage plants and fruits. There are few studies about oral diseases in free-ranging and captive maned wolves. The present study performed a survey about diseases of the stomatognatic system and skulls of free ranging and captive maned wolves, differences between both groups and determination of the physiological parameters and characteristics of the specie. Eighty specimens were evaluated (63 skulls and 17 living animals). The most frequent oral diseases included: teeth wearing (87,3%), and fracture (54,4%), periodontal disease (49,3%), teeth anomalies (49,3%), caries (11,4%). According to teeth anomalies, the presence of extra roots was significant, corresponding to 37,1% of the skulls. The upper first molar (46,7%) and the lower second molar (26,7%) were the most prevalent. Caries suggestive-lesions were observed in 18 teeth of nine maned wolves, and six of them were free-ranging animals. The severity and prevalence of periodontal disease were more pronounced in captive specimens, corresponding to 66,6% of this group and 47,3% of the free-ranging maned wolves. Osseous defects, both fenestration and dehiscence were present in 22,5% e 61,3% of the skulls, respectively. The majority of teeth fractures exposed the pulp chamber (84%), occuring mainly at the canines and incisors. In conclusion, the maned wolf has a dental formula and occlusal pattern similar to the domestic dog. Oral diseases are common in maned wolves. The prevalence of some injuries, as periodontal disease, presents differences between free-ranging and captive animals. Extra roots, alveolar osseous defects and other oral diseases need more studies to elucidate which factors are involved.
 
AVISO - A consulta a este documento fica condicionada na aceitação das seguintes condições de uso:
Este trabalho é somente para uso privado de atividades de pesquisa e ensino. Não é autorizada sua reprodução para quaisquer fins lucrativos. Esta reserva de direitos abrange a todos os dados do documento bem como seu conteúdo. Na utilização ou citação de partes do documento é obrigatório mencionar nome da pessoa autora do trabalho.
Data de Publicação
2009-05-25
 
AVISO: Saiba o que são os trabalhos decorrentes clicando aqui.
Todos os direitos da tese/dissertação são de seus autores
Centro de Informática de São Carlos
Biblioteca Digital de Teses e Dissertações da USP. Copyright © 2001-2020. Todos os direitos reservados.