• JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
 
  Bookmark and Share
 
 
Dissertação de Mestrado
DOI
10.11606/D.10.2012.tde-24042013-173536
Documento
Autor
Nome completo
Karin Denise Botteon
Unidade da USP
Área do Conhecimento
Data de Defesa
Imprenta
São Paulo, 2012
Orientador
Banca examinadora
Fantoni, Denise Tabacchi (Presidente)
Gomes, Simone Gonçalves Rodrigues
Pereira, Patricia Mendes
Título em português
Estruturação e padronização do banco de sangue para felinos no hospital veterinário da Universidade de São Paulo
Palavras-chave em português
Anestesia
Felinos
Sangue
Transfusão
Resumo em português
Nos últimos anos, registra-se um importante crescimento da população felina no Brasil semelhante ao que vem ocorrendo nos países desenvolvidos. Desta forma, houve uma elevação considerável do diagnóstico de doenças oncológicas e infecciosas em decorrência da maior sobrevida desta espécie. Consequentemente, os casos de anemias, coagulopatias e hipoproteinemias vem aumentando acompanhando esta evolução requisitando como tratamento suporte a transfusão sanguínea. As pesquisas na área de medicina transfusional nesta espécie são escassas no Brasil com ausência de artigos que documentem a implantação de bancos de sangue. Assim sendo, o projeto teve como objetivos: a viabilização do banco de sangue de gatos com a comparação de três métodos de coleta de bolsas de sangue em doadores felinos em sistema fechado, determinação dos grupos sanguíneos de raças puras e sem raça definidas de gatos domésticos mais comuns no Estado de São Paulo e avaliação do protocolo de sedação para doadores felinos. Para determinação do método de coleta foram empregados 45 gatos doadores de diferentes raças distribuídos aleatoriamente em três grupos de 15 animais cada. Nos animais do Grupo 1 a coleta de sangue foi realizada através de "kit" comercial importado com sistema de seringa; no Grupo 2 a coleta de sangue foi realizada pelo método gravitacional empregando-se para tanto bolsas de sangue manufaturadas a partir de bolsas destinadas a transferência de sangue humano e no Grupo 3 empregou-se a mesma metodologia do Grupo 2, mas com uso do aparelho a vácuo. Os diferentes grupos foram cotejados quanto ao tempo para realização de cada coleta, valor de hematócrito e de pressão arterial antes e depois da coleta, e praticidade do sistema. Em relação à tipagem sanguínea foram utilizados 220 gatos e a análise do tipo sanguíneo foi realizada por meio do teste de aglutinação rápida em cartão importados (Rapid Vet, DMS laboratories). Para a sedação dos doadores empregou-se protocolo composto pela associação de acepromazina, diazepam e midazolam administrados pela via intramuscular. Os dados obtidos foram submetidos a análise estatística. Como resultados verificou-se que a melhor técnica de coleta de sangue no que tange a praticidade de coleta foi o sistema de coleta com seringa, principalmente pela disponibilidade de materiais semelhantes nacionais, permitindo a montagem e esterilização do sistema sem necessidade de importação. A associação proposta para a sedação não acarretou diminuição significativa da pressão arterial com exceção no grupo de animais nos quais se empregou o aparelho a vácuo (grupo 3) para a retirada de sangue nos quais se verificou valores significativamente menores de pressão arterial quando comparados ao grupo 2. Tanto a frequência cardíaca quanto a respiratória, mantiveram-se estáveis durante o estudo. O grau de sedação obtido foi considerado adequado para a manipulação dos animais permitindo a doação de sangue excetuando-se 5 animais, excluídos do estudo. Com relação a tipagem sanguínea verificou-se que 204 gatos (92,7% ) eram do tipo A, 14 gatos (6,4%) eram do tipo B e apenas 2 gatos (0,9% ) do tipo AB. Os gatos sem raça definida demonstraram prevalência de 95% (62/65) de sangue do tipo A e 5% (3/65) do tipo B. Entre as raças testadas, os da raça Ragdoll foram os que apresentaram maior prevalência do tipo sanguíneo B e AB (16,7% ou 3/18 e 5,5% ou 1/18, respectivamente). Os gatos da raça Persa tiveram prevalência de 7,6 % (4/53) do sangue tipo B e 92,4% (49/53) do sangue tipo A, enquanto que os gatos da raça Maine Coon apresentaram prevalência do tipo B de 6,9% (4/58) e AB 1,7% (1/58). Os gatos da raça Britsh Shorthair, tiveram 100% (26/26) de prevalência do tipo A. Estes dados enfatizam a necessidade da realização da tipagem sanguínea, tendo-se em vista a importante diferença entre as raças.
Título em inglês
Structuring and standardization of feline blood bank at the veterinary hospital of São Paulo University
Palavras-chave em inglês
Anesthesia
Blood
Feline
Transfusion
Resumo em inglês
The Brazilian feline population has increased considerably in the last few years following the same trend that has already occurred in developed countries. This growth leads to improvement in the diagnosis of some important diseases such as oncologic and infections processes. As a consequence, cases of anemia, coagulopathies and hypoproteinemias have become more common requiring blood transfusion. Researches in feline transfusion medicine in Brazil are still reduced, lacking scientific papers about blood banks in general. The objective of this project was to create a cat blood bank in order to research comparative closed blood collection systems in cats, determination of blood group prevalence in domestic cats of different pure and mixed breeds in São Paulo state, and finally to establish the safest and most appropriate anesthesic protocol for feline donors. Forty-five cats were enrolled in the study of blood collection system. The cats were divided in tree groups with 15 animals each. All cats were anesthetized with the same protocol, an association of acepromazine, butorphanol and diazepam given by intramuscular injection. In the first group, we performed a blood collection using a imported kit with serynge (from Animal Blood Resources International); The group 2, were submitted to the blood collection by gravity using manufactured pediatric transfer human bags with afferesis needle (similar as used by Penn's Blood Bank, University of Pennsylvania) and the group 3, the collection was performed with the same bags as group 2, but the collection used a vaccum chamber equipament. All groups were analysed concerning the collection time, hematocrit and arterial blood pressure before and after the collection. We also evaluetd the practicality of each system. Regarding the blood typing of cats, 220 cats were selected and the test was performed by using blood cards (Rapid Vet Feline DMS laboratories). All results were submitted to statistical analysis. The blood collection system more viable considering practicality was the syring kit, since there is nacional materials available in the country in order to manufacture it in the future. The anesthesic protocol was a good choice since there was no significant impact on arterial blood pressure or hematocrit of the donors, except in the group 3, when comparing with the group 2, had lower arterial blood pressure after collection. The sedation status was adequate and the animals allowed manipulation and the collection procedure, exception by 5 cats whose were excluded from the study. Frequencies of blood types A, B and AB were 92,7% (204/220), 6,4% (14/220) and 0,9% (2/220), respectively. The mixed breed cats shown a prevalence of 95% type A and 5% type B. Regarding the pure breed cats, the Ragdoll have shown the highest prevalence of B and AB blood types (16,7% e 5,5%, respectively). The Persian cats were 92,4% type A and 7,6 % type B blood and the Maine Coons shown a prevalence of 6,9% and 1,7% of B and AB blood types. Britsh Shorthair, were all type A blood. This prevalence study shown the importance of blood type for cats, especially in pure breed cats.
 
AVISO - A consulta a este documento fica condicionada na aceitação das seguintes condições de uso:
Este trabalho é somente para uso privado de atividades de pesquisa e ensino. Não é autorizada sua reprodução para quaisquer fins lucrativos. Esta reserva de direitos abrange a todos os dados do documento bem como seu conteúdo. Na utilização ou citação de partes do documento é obrigatório mencionar nome da pessoa autora do trabalho.
Data de Publicação
2013-05-10
 
AVISO: Saiba o que são os trabalhos decorrentes clicando aqui.
Todos os direitos da tese/dissertação são de seus autores
Centro de Informática de São Carlos
Biblioteca Digital de Teses e Dissertações da USP. Copyright © 2001-2020. Todos os direitos reservados.