• JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
 
  Bookmark and Share
 
 
Disertación de Maestría
DOI
10.11606/D.100.2014.tde-03062014-173127
Documento
Autor
Nombre completo
Vanessa Aparecida Araújo Correia
Dirección Electrónica
Instituto/Escuela/Facultad
Área de Conocimiento
Fecha de Defensa
Publicación
São Paulo, 2014
Director
Tribunal
Lima, Ana Laura Godinho (Presidente)
Oliveira, Régia Cristina
Schwengber, Maria Simone Vione
Título en portugués
Gravidez na adolescência: a construção discursiva de uma condição desviante?
Palabras clave en portugués
Adolescência
Biopoder e percursos da vida
Gravidez na adolescência
Resumen en portugués
Este estudo tem como objeto de investigação os discursos especializados e os discursos de mães adolescentes a respeito da gravidez na adolescência e pretende contribuir com o campo das ciências humanas na sua abordagem sobre o tema, de modo especial, com os estudos sobre adolescência e juventude. Uma das principais hipóteses iniciais era a de que a gravidez na adolescência é uma formação discursiva recente, por isso, buscou-se compreender as condições históricas que contribuíram para a sua consolidação como uma condição desviante, relacionadas a expectativas contemporâneas sobre as maneiras mais apropriadas de se vivenciar a maternidade e a adolescência. A partir da análise de documentos oficiais sobre o tema, de levantamento das pesquisas no campo das ciências biomédicas e de entrevistas individuais com adolescentes que engravidaram, procurou-se caracterizar os discursos sobre a gravidez na adolescência e a relação que as adolescentes estabelecem com os enunciados recorrentes que constituem a gravidez nesse período da vida como um problema social. Ao final da análise, subsidiada pelos aportes dos Estudos Culturais e dos estudos foucaultianos, observou-se que a interdição contemporânea da gravidez na adolescência é resultado de sua construção discursiva como um problema social e que as adolescentes entrevistadas estabelecem uma relação de sujeição apenas parcial aos discursos especializados sobre a gravidez na adolescência. Elas tendem a reproduzir mais os discursos relativos aos percursos da vida, considerados ideais para cada faixa de idade, e menos os enunciados médicos que postulam os riscos obstétricos da gravidez dita precoce. Ainda assim, observou-se variações nos discursos das adolescentes entrevistadas, as quais parecem estar relaciona das às suas diferentes condições de vida, no que diz respeito à classe social, relação familiar e relação com o parceiro.
Título en inglés
Teen pregnancy: the discursive construction of a deviating condition?
Palabras clave en inglés
Adolescence
Biopower and life trajectory
Teenage pregnancy
Resumen en inglés
This study investigates the specialized discourse and the discourse of teenage mothers about teen pregnancy and, through the approach herein used, intends to contribute to the field of Human Sciences, especially to the studies about adolescence and youth. One of the main initial hypotheses was that teen pregnancy is a recent discursive formation. For that reason, we tried to understand the historical conditions which contributed to its consolidation as a deviating condition related to contemporary expectations about the more appropriate ways of experiencing maternity and adolescence. From the analysis of official documents about the theme, survey into the field of biomedical sciences and interviews with adolescents that got pregnant, we endeavored to characterize discourses on teen pregnancy and the relation that teenagers establish with recurrent enunciations that transform pregnancy during adolescence into a social problem. At the end of the analysis, grounded by Cultural Studies and Foucauldian conceptions, we observed that the contemporary interdiction of teen pregnancy is the result of its discursive construction as a social problem and that teenage girls establish a relationship of only partial subjection to the specialized discourses on teen pregnancy. They tend to reproduce the discourses related to the life trajectory considered ideal to each age group to a greater extent than the medical enunciations that postulate the obstetric risks of the so-called precocious pregnancy. Even so, variations in the discourses of the interviewed teenage girls were observed, which seem to be related to their different living conditions, such as social class, family relations and the relationship with their partner.
 
ADVERTENCIA - La consulta de este documento queda condicionada a la aceptación de las siguientes condiciones de uso:
Este documento es únicamente para usos privados enmarcados en actividades de investigación y docencia. No se autoriza su reproducción con finalidades de lucro. Esta reserva de derechos afecta tanto los datos del documento como a sus contenidos. En la utilización o cita de partes del documento es obligado indicar el nombre de la persona autora.
Fecha de Publicación
2014-09-18
 
ADVERTENCIA: Aprenda que son los trabajos derivados haciendo clic aquí.
Todos los derechos de la tesis/disertación pertenecen a los autores
Centro de Informática de São Carlos
Biblioteca Digital de Tesis y Disertaciones de la USP. Copyright © 2001-2020. Todos los derechos reservados.