• JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
 
  Bookmark and Share
 
 
Mémoire de Maîtrise
DOI
10.11606/D.100.2017.tde-05072017-094448
Document
Auteur
Nom complet
Antonio Damian Cabrera Rodriguez
Adresse Mail
Unité de l'USP
Domain de Connaissance
Date de Soutenance
Editeur
São Paulo, 2016
Directeur
Jury
Mello, Jefferson Agostini (Président)
Diniz, Alai Garcia
Olmos, Ana Cecilia Arias
Wolff, Jorge Hoffmann
Titre en portugais
O Paraguai insular : a metáfora da ilha e movimentos insulares
Mots-clés en portugais
Ilha
Literatura
Paraguai
Resumé en portugais
Este ensaio percorre algumas cartografias imaginárias do Paraguai, e suas transformações, pensadas a partir da produção literária de autores paraguaios, incluídas a música popular e a produção cinematográfica, desde finais do século XIX até finais do século XX. As reflexões estão articuladas em torno a representações insulares, partindo de imaginários universais. Com frequência, o Paraguai é definido como insular, em função de condições geográficas, políticas, econômicas e culturais mediterrâneas, que marcam uma distância das metrópoles globais e regionais a princípio ressaltando a falta de costa marítima do Estado paraguaio . Historicamente, estas condições teriam contribuído a um suposto estatuto de invisibilidade do país, e dificuldade de participação e posta em circulação de produções simbólicas. Algumas representações aludem a um sentido de perda, em termos territoriais; outras, à impenetrabilidade cultural ou distância geográfica do país, incluída uma suposta ausência de processos modernizadores no país, comparado com a região. O conceito de heterotopia de Michel Foucault é empregado para interpretar algumas destas representações, assim como a formação de ilhas geológicas e da imaginação descritas por Gilles Deleuze. A reflexão sobre a formação e a transformação da metáfora do Paraguai insular apela à ideia de movimentos verticais e horizontais: de separação implicada na imagem de elevação para uma reconstrução, nos períodos de pós-guerra; ou na barbarização do Paraguai por parte de seus opositores culturais ; de fuga e implosão, como saída do fechamento insular; assim como de aproximação, que alude à modernização do Paraguai, e sua integração a processos regionais e globais. Nos autores estudados, uma tensão entre línguas está presente na escrita de ficção: o guarani é a língua majoritária da sociedade paraguaia, mas a produção literária em castelhano é hegemônica; porém, existem textos híbridos que misturam as duas línguas. Logo após a queda da ditadura de Alfredo Strossner, e em coincidência com a fundação do MERCOSUL, escritores paraguaios e brasileiros intensificaram uma produção literária que mistura castelhano, português, e também guarani: signo possível de abertura dos limites insulares, e uma aproximação a processos modernizadores, o fenômeno também pode ser pensado como uma expressão de maturidade do colonialismo brasileiro no Paraguai
Titre en anglais
The insular Paraguay: the metaphor of the island and island movements
Mots-clés en anglais
Island
Literature
Paraguay
Resumé en anglais
This essay covers some imaginary cartography of Paraguay, and its transformations, thought from the literary production of Paraguayan authors, including popular music and film production from the late nineteenth century to the late twentieth century. The reflections are articulated around island representations, starting from universal imaginaries. Often, Paraguay is defined as insular, due to geographic, political, economic and cultural landlocked conditions, marking a distance from the global and regional metropolises at first, highlighting the lack of coastline of Paraguayan State . Historically, these conditions would have contributed to a supposed invisibility status of the country, and a difficulty of participation and circulation of symbolic productions. Some representations allude to a sense of loss, in territorial terms; others, to cultural impenetrability or geographical distance of the country, including the alleged absence of modernizing process in the country, compared to the region. Michel Foucaults concept of heterotopy is used to interpret some of these representations, as well as the formation of geological and imaginary islands described by Gilles Deleuze. Reflection on the formation and transformation of the metaphor of insular Paraguay appeals to the idea of vertical and horizontal movements: separation involved in the image of a rising for a reconstruction, in periods of post-war; or in barbarization of Paraguay by its cultural opponents ; leakage and implosion, as output of insular closure; as well as approach, which refers to the Paraguayan modernization, and its integration into regional and global processes. In the authors studied, a tension between languages is present in their fiction writing: Guarani is the majority language of the Paraguayan society, but the literary production in Spanish is hegemonic; however, there are hybrid texts that mix both languages. Soon after the fall of Alfredo Stroessners dictatorship, and coinciding with the foundation of MERCOSUR, Paraguayan and Brasilian writers intensified a literary production which mixes Spanish, Portuguese and also Guarani: a possible sign of opening of island boundaries, and an approach to modernizing processes, the phenomenon can also be thought as an expression of Brazilian colonialism in Paraguay
 
AVERTISSEMENT - Regarde ce document est soumise à votre acceptation des conditions d'utilisation suivantes:
Ce document est uniquement à des fins privées pour la recherche et l'enseignement. Reproduction à des fins commerciales est interdite. Cette droits couvrent l'ensemble des données sur ce document ainsi que son contenu. Toute utilisation ou de copie de ce document, en totalité ou en partie, doit inclure le nom de l'auteur.
Date de Publication
2017-11-29
 
AVERTISSEMENT: Apprenez ce que sont des œvres dérivées cliquant ici.
Tous droits de la thèse/dissertation appartiennent aux auteurs
CeTI-SC/STI
Bibliothèque Numérique de Thèses et Mémoires de l'USP. Copyright © 2001-2020. Tous droits réservés.