• JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
 
  Bookmark and Share
 
 
Disertación de Maestría
DOI
Documento
Autor
Nombre completo
Clara Felício Barreto Zatyrko
Dirección Electrónica
Instituto/Escuela/Facultad
Área de Conocimiento
Fecha de Defensa
Publicación
São Paulo, 2019
Director
Tribunal
Oliveira, Régia Cristina (Presidente)
Barreto, Ricardo Gonçalves
Hotimsky, Sonia Nussenzweig
Silva, Eunice Almeida da
Título en portugués
Representações da dor para o enfermeiro docente: um estudo etnográfico num curso técnico de São Paulo
Palabras clave en portugués
Docência
Dor
Enfermagem
Representação
Sofrimento
Resumen en portugués
Essa pesquisa buscou identificar a representação sobre a dor dos enfermeiros docentes do ensino médio, e sua relação com o processo de ensino-aprendizagem sobre o assunto, tanto na teoria quanto na prática da assistência de enfermagem. Metodologicamente, a pesquisa teve abordagem qualitativa. O estudo foi realizado em uma escola técnica na zona norte de São Paulo. Foram realizadas 12 entrevistas semiestruturadas, com enfermeiros docentes, observações em sala de aula, em cujo planejamento constava o ensino da dor. Esta etapa teve como objetivo observar a estratégia de ensino-aprendizagem da dor. O estudo revelou que, para os enfermeiros investigados, a dor representa sofrimento. Dois aspectos ajudam a entender essa associação: o primeiro refere-se à desvalorização profissional no ambiente de trabalho. Nas entrevistas, a desvalorização apareceu associada à dor com regularidade. O segundo aspecto refere-se à ingratidão dos pacientes. A maioria dos entrevistados demonstrou que a ausência de gratidão por parte dos pacientes lhes causa dor. Diante da dor em suas diferentes dimensões física, moral e social, o enfermeiro mobiliza sua bagagem cultural e profissional. Enquanto a dor física é tratada com antálgicos, a dor da desvalorização social é enfrentada com investimentos na formação profissional. É possível observar uma relação clara entre a representação sobre a dor pelo enfermeiro docente e o processo de ensino-aprendizagem sobre a dor. Ancorados nessas representações, as estratégias de ensino utilizadas pelos enfermeiros docentes são, na sua maioria, aulas expositivas, dialogadas, com auxílio de slides, bastante semelhantes com a maneira pela qual o enfermeiro docente relata ter aprendido na graduação. Sobre avaliação da dor, as ferramentas mais utilizadas são prova escrita, chamada oral, apresentação de trabalhos em grupo e seminários. Os enfermeiros revelam ter dificuldade em avaliar o aprendizado sobre dor devido à subjetividade do tema. Conclui-se que o fato da dor representar sofrimento para o enfermeiro docente faz com que o assunto seja evitado, ao mesmo tempo em que o profissional se sente desmotivado para ensinar algo que não lhe causa boa sensação. Essa representação sobre a dor interfere em todas as etapas do processo de ensino-aprendizagem, podendo acarretar prejuízo na formação do técnico de enfermagem em relação ao cuidado dos pacientes com queixa de dor
Título en inglés
Representations of pain for the teaching nurse: an ethnographic study in a technical school in São Paulo
Palabras clave en inglés
Nursing
Pain
Representation
Suffering
Teaching
Resumen en inglés
This research aimed at identifying the representation on the pain by High School teaching nurses, and their relationship with the learning-teaching process of the issue, in relation with both the nursing assistance theory and practice. Methodologically, the research had a qualitative approach. The study was conducted in a technical school in São Paulos North Region. There were 12 semi-structured interviews with teaching nurses, and classroom observations in classes whose planning included teaching about pain. This step was aimed at observing the teaching-learning strategy of pain. The investigation shows that, for the nurses investigated, the pain stands for suffering. Two aspects help us understand this association: the first relates to the professional devaluation in the workplace. In the interviews, the devaluation was associated to the regular pain. The second relates to the ingratitude of patients. Most of the interviewees has demonstrated that the absence of gratitude of patients causes them pain. In front of the pain in its physical, moral and social dimensions, the nurse mobilizes his/her cultural and professional background. Whereas the physical pain is treated with analgesics, the pain caused by social devaluation is addressed with investments in professional qualification. It is possible to remark a clear connection between the teaching nurses representation on pain and the teaching-learning process of the pain. Based on these representations, the teaching strategies used by the teaching nurses, mostly dialogic, slides-based lectures, are quite similar to the ones by which the teaching nurse him-/herself reports to have learned in his/her undergraduate course. On the pain assessment, the most used tools are written and oral tests, group works and seminars. The nurses report difficulties in evaluating the learning about the pain due to the topics subjectivity. The conclusion is that the pain standing for suffering for the nurse leads to the topic being avoided, as well as the professional being unmotivated to teach what does not cause him/her a good feeling. This representation on the pain interferes in all the teaching-learning process steps, which is likely to undermine the nursing technicians qualification in the care of patients complaining of pain
 
ADVERTENCIA - La consulta de este documento queda condicionada a la aceptación de las siguientes condiciones de uso:
Este documento es únicamente para usos privados enmarcados en actividades de investigación y docencia. No se autoriza su reproducción con finalidades de lucro. Esta reserva de derechos afecta tanto los datos del documento como a sus contenidos. En la utilización o cita de partes del documento es obligado indicar el nombre de la persona autora.
Fecha de Publicación
2019-08-16
 
ADVERTENCIA: Aprenda que son los trabajos derivados haciendo clic aquí.
Todos los derechos de la tesis/disertación pertenecen a los autores
CeTI-SC/STI
Biblioteca Digital de Tesis y Disertaciones de la USP. Copyright © 2001-2020. Todos los derechos reservados.