• JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
 
  Bookmark and Share
 
 
Mémoire de Maîtrise
DOI
10.11606/D.100.2016.tde-23112016-105716
Document
Auteur
Nom complet
Marcela Bonetti
Adresse Mail
Unité de l'USP
Domain de Connaissance
Date de Soutenance
Editeur
São Paulo, 2016
Directeur
Jury
Corrêa, Ricardo Santhiago (Président)
Lima, Lívia Morais Garcia
Magalhães, Valéria Barbosa de
Rovai, Marta Gouveia de Oliveira
Titre en portugais
A memória de moradores da Vila Padre Manoel da Nóbrega sobre a prática de manifestações culturais afro-brasileiras: a presença negra na Vila
Mots-clés en portugais
Cultura afro-brasileira
História oral
Identidade
Memória
Racismo
Resumé en portugais
O presente estudo tem como objetivo registrar as memórias sobre as manifestações culturais afro-brasileiras praticadas na Vila Padre Manoel da Nóbrega, em Campinas, como a capoeira e o afoxé, e sobre a presença do terreiro de Candomblé e Umbanda. A pesquisa teve como referência dois espaços: o terreiro de Mãe Iberecy e o Instituto Baobá Ibaô, Ponto de Cultura e Memória, presentes no local, respectivamente desde os anos 1980 e 2007, que representam a espacialização das práticas de matriz africana e se relacionam à formação identitária do grupo social envolvido. O estudo baseia-se em entrevistas de história oral realizadas com dez moradores, praticantes e não praticantes selecionados de acordo com o seguinte critério: ser morador do bairro desde sua fundação, o que variou de acordo com as fases de entrega dos imóveis, entre 1975 e 1982. Os entrevistados narraram suas trajetórias e suas memórias acerca das práticas culturais no bairro, entre elas as manifestações afro-brasileiras. Os conceitos de memória, identidade e cultura são norteadores da presente pesquisa, que tem a história oral como metodologia. O contexto da criação do bairro, dentro de uma política de habitação que vigorava nos anos 1970, e o processo de urbanização no município, foram considerados dentro de um modelo de exclusão das camadas populares dos centros das cidades para as periferias, com a criação dos conjuntos habitacionais. O tema do racismo também se revelou presente, relacionado à temática da intolerância religiosa sofrida. A recuperação das manifestações culturais afro-brasileiras ocorre também como parte de um processo de resistência cultural que as comunidades envolvidas empreendem visando legitimar e afirmar sua identidade cultural
Titre en anglais
The memory of residents of Vila Padre Manoel da Nóbrega about the Afro-Brazilian cultural manifestations: the black presence in Village
Mots-clés en anglais
Afro-Brazilian Culture
Identity
Memory
Oral history
Racism
Resumé en anglais
O presente estudo tem como objetivo registrar as memórias sobre as manifestações culturais afro-brasileiras praticadas na Vila Padre Manoel da Nóbrega, em Campinas, como a capoeira e o afoxé, e sobre a presença do terreiro de Candomblé e Umbanda. A pesquisa teve como referência dois espaços: o terreiro de Mãe Iberecy e o Instituto Baobá Ibaô, Ponto de Cultura e Memória, presentes no local, respectivamente desde os anos 1980 e 2007, que representam a espacialização das práticas de matriz africana e se relacionam à formação identitária do grupo social envolvido. O estudo baseia-se em entrevistas de história oral realizadas com dez moradores, praticantes e não praticantes selecionados de acordo com o seguinte critério: ser morador do bairro desde sua fundação, o que variou de acordo com as fases de entrega dos imóveis, entre 1975 e 1982. Os entrevistados narraram suas trajetórias e suas memórias acerca das práticas culturais no bairro, entre elas as manifestações afro-brasileiras. Os conceitos de memória, identidade e cultura são norteadores da presente pesquisa, que tem a história oral como metodologia. O contexto da criação do bairro, dentro de uma política de habitação que vigorava nos anos 1970, e o processo de urbanização no município, foram considerados dentro de um modelo de exclusão das camadas populares dos centros das cidades para as periferias, com a criação dos conjuntos habitacionais. O tema do racismo também se revelou presente, relacionado à temática da intolerância religiosa sofrida. A recuperação das manifestações culturais afro-brasileiras ocorre também como parte de um processo de resistência cultural que as comunidades envolvidas empreendem visando legitimar e afirmar sua identidade cultural
 
AVERTISSEMENT - Regarde ce document est soumise à votre acceptation des conditions d'utilisation suivantes:
Ce document est uniquement à des fins privées pour la recherche et l'enseignement. Reproduction à des fins commerciales est interdite. Cette droits couvrent l'ensemble des données sur ce document ainsi que son contenu. Toute utilisation ou de copie de ce document, en totalité ou en partie, doit inclure le nom de l'auteur.
Date de Publication
2016-11-29
 
AVERTISSEMENT: Apprenez ce que sont des œvres dérivées cliquant ici.
Tous droits de la thèse/dissertation appartiennent aux auteurs
CeTI-SC/STI
Bibliothèque Numérique de Thèses et Mémoires de l'USP. Copyright © 2001-2020. Tous droits réservés.