• JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
 
  Bookmark and Share
 
 
Dissertação de Mestrado
DOI
Documento
Autor
Nome completo
Vilmar Mineiro da Silva
E-mail
Unidade da USP
Área do Conhecimento
Data de Defesa
Imprenta
São Paulo, 2019
Orientador
Banca examinadora
Melo, Ruth Caldeira de (Presidente)
Borim, Flávia Silva Arbex
Cachioni, Meire
Cruz, Adriana Sarmento de Oliveira
Título em português
Efeitos de um programa de prevenção de quedas no desempenho físico-funcional e saúde mental de idosos participantes de uma Universidade Aberta à Terceira Idade
Palavras-chave em português
Acidente por quedas
Aptidão física
Idosos
Prevenção & controle
Técnica de exercício e de movimentação
Resumo em português
A queda é um problema de saúde que envolve políticas públicas, sendo sua prevenção um desafio para os profissionais da saúde. Programas de exercícios físicos combinados, que envolvem dois ou mais dos seguintes componentes: resistência muscular, equilíbrio, resistência aeróbia e flexibilidade, são considerados as intervenções isoladas com maior efeito sobre o risco e a ocorrência de quedas. Por outro lado, não está claro na literatura se programas de intervenções com múltiplos fatores, ou seja, diferentes abordagens oferecidas de forma coletiva e em grupo, trazem efeitos adicionais a saúde dos idosos. Objetivo: Avaliar os efeitos do treinamento físico combinado, associado ou não a educação para prevenção de quedas, no desempenho físico-funcional e saúde mental de idosos. Métodos: participaram do presente do estudo 51 idosos, de ambos os sexos, com idade entre 60-80 anos, que foram divididos em três grupos: 1) grupo controle (GC, n=15), 2) grupo exercício (GE, n= 20) e 3) grupo intervenção múltipla (GIM, n=16). Antes e após o período de segmento, os idosos foram submetidos a 1) questionário estruturados incluindo questões sobre dados sociodemográficos, dados de saúde e histórico de quedas, 2) avaliação da saúde mental (escala de depressão geriátrica, GDS e mini-exame do estado mental, MEEM), 3) escalas sobre auto-eficácia para quedas (Falls Efficacy Scale-International, FES-I) e conhecimento sobre fatores de risco para as mesmas (Falls Risk Awareness Questionnaire, FRAQ), 4) testes físico-funcionais (timed up and go, TUG; sentar e levantar da cadeira. STS e força de preensão palmar, HG). Os grupos GE e GIM foram submetidos a duas sessões (60 min) semanais de exercícios combinados (resistência muscular, caminhada, equilíbrio e duplatarefa) por 16 semanas. O GIM participou também de 16 sessões educativas semanais sobre fatores de risco e prevenção de quedas. Para todas as análise, considerou-se um alfa de 5%. Resultados: foi observado interação entre tempo e grupo para a mobilidade, com melhora do tempo no teste de TUG para os grupos submetidos ao treinamento físico. Adicionalmente, foi constatado efeito médio e negativo da não participação das sessões de exercícios físicos na força de membros inferiores dos idosos do GC (g de Hedges: 0,54). Os idosos do GIM obtiveram, ainda, ganhos adicionais no desempenho do MEEM e na pontuação da FRAQ. Conclusão: a intervenção múltipla, envolvendo a associação entre exercícios físico combinados e atividades educativas, trás benefícios adicionais a idosos participantes de UnATI. Além da melhora na mobilidade e manutenção da força muscular dos membros inferiores, os idosos do grupo intervenção múltipla mostraram maior conhecimento sobre fatores de risco para quedas, o que pode ser útil na implementação de estratégias para identificação de fatores e redução de comportamentos de risco para quedas no dia-a-dia
Título em inglês
Effects of a fall prevention program on the physical-functional performance and mental health of older adults participants of an Open University of the Third Age
Palavras-chave em inglês
Accidental falls
Elderly
Exercise and movement techniques
Physical fitness
Prevention & control
Resumo em inglês
Falls are a health problem involving public policies, making its prevention a challenge for health care professionals. Combined physical exercise programs, involving two or more of the following components: muscular resistance, balance, aerobic resistance and flexibility, are considered isolated interventions with greater results over the risk and occurrence of falls. Nevertheless, it is not clear in the literature, if intervention programs with multiple factors, meaning, multiple approaches offered in a group or in a collective way, bring additional results to the health of the older adults. Objective: To evaluate the effects of combined training, associated or not with education for fall prevention, on functional physical performance and mental health of older adults. METHODS: 51 older adults of both sexes (60- 80 years old), from an Open University of the Third Age (U3A) participated in a study, they were divided into 3 groups: Control Group: (CG, n=15), 2) Exercise Group (EG, n=20) and 3) Multiple Intervention Group (MIG, n=16). Before and after the follow up period, the older adults were submitted to 1) structured questionnaires including sociodemographic data, health information and any history of falls. 2) Mental health evaluation (geriatric depression scale, GDS and mini-exam of mental state, MEEM). 3) Scales pertaining to self-efficacy on falls (Falls Efficacy Scale-International, FES-I) and knowledge of risk factors on falls (Falls Risk Awareness Questionnaire, FRAQ) 4) physical-functional testes (times up and go, TUG, 5- times sit and stand up from a chair. STS and isometric grip strength, HG). The groups EG and MIG were submitted to 2 weekly sessions (60min each) of combined exercises (muscular resistance, walking, balance and dual-task) for 16 weeks. The MIG group also participated in 16 educational weekly sessions regarding risk factors and fall prevention. On all analysis, a 5% alfa was considered. Results: it was observed that interaction between time and group for mobility, with improvement in the time of the TUG test for the groups submitted to physical training. In addition, moderate and negative effects were found in the non-participation of the physical exercise sessions for lower limb strength of the older adults elderly in the CG (Hedges g = 0.54). The older adults from the MIG group obtained, moreover, additional gains in the performance of the MEEM and of the FRAQ. Conclusion: the multiple intervention, involving the association between combined physical exercises and educational activities, bring additional benefits to the older adults participating in the U3A. Besides the improvement in mobility and maintenance of the lower limb muscular strength, the older adults from the multiple intervention group demonstrated greater knowledge about risk factors regarding falls, which can be instrumental and useful in the implementation of strategies for identification factors and reduction of risk behavior on falls in the day-to-day
 
AVISO - A consulta a este documento fica condicionada na aceitação das seguintes condições de uso:
Este trabalho é somente para uso privado de atividades de pesquisa e ensino. Não é autorizada sua reprodução para quaisquer fins lucrativos. Esta reserva de direitos abrange a todos os dados do documento bem como seu conteúdo. Na utilização ou citação de partes do documento é obrigatório mencionar nome da pessoa autora do trabalho.
v.pdf (6.74 Mbytes)
Data de Publicação
2019-06-25
 
AVISO: Saiba o que são os trabalhos decorrentes clicando aqui.
Todos os direitos da tese/dissertação são de seus autores
CeTI-SC/STI
Biblioteca Digital de Teses e Dissertações da USP. Copyright © 2001-2019. Todos os direitos reservados.