• JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
 
  Bookmark and Share
 
 
Dissertação de Mestrado
DOI
10.11606/D.103.2016.tde-09092016-143212
Documento
Autor
Nome completo
Rebeca Ribeiro Bombonato
E-mail
Unidade da USP
Área do Conhecimento
Data de Defesa
Imprenta
São Paulo, 2016
Orientador
Banca examinadora
Landim, Maria Isabel Pinto Ferreira (Presidente)
Afonso, Marisa Coutinho
Lopes, Maria Margaret
Título em português
O tempo geológico nas narrativas de museus de história natural: uma análise comparativa
Palavras-chave em português
Comunicação museal
Evolução
Museus de História Natural
Narrativas expositivas
Tempo geológico
Resumo em português
Esta pesquisa visa analisar a utilização do tema "Tempo Geológico" nas narrativas de museus de História Natural através da análise de exposições em museus em quatro países: Alemanha, o Museum für Naturkunde de Berlim; Inglaterra, o Natural History Museum, em Londres; França, o Muséum National d'Histoire Naturelle de Paris; Brasil, o Museu de Ciências Naturais e Museu de Ciência e Tecnologia, ambos em Porto Alegre. Foram analisadas três exposições no museu em Berlim: "Mundo dos Dinossauros" (Saurierwelt), "Cosmos e o Sistema Solar" (Kosmos und Sonnesystem) e "Evolução em Ação" (Evoluion in Aktion). No museu de Londres, foi estudada uma exposição na zona vermelha, "Desde o Início" (From the beginning). No museu francês, duas galerias foram estudadas, a Grande Galerie d'Evolution and a Galerie d'Anatomie comparée et Paléontologie. A primeira Galeria, a exposição "Evolução da vida" (L'evolução de la vie) foi estudada, enquanto na Galeria de Paleontologia, foram analisadas as exposições "Os Vertebrados" (Les Vertèbres) e "Os Invertebrados" (Les Invertébrès). No Museu de Ciências Naturais em Porto Alegre, a exposição permanente foi explorada, em que a evolução da vida na Terra é o foco. Quanto ao Museu de Ciência e Tecnologia, foram analisadas as exposições "Planeta Terra" e "Milhões de Anos". É proposta uma análise qualitativa utilizando os dados da documentação literatura e disponíveis, bem como registos das exposições. Museus de História Natural tem um papel importante como instituições de extensão, apresentando os processos naturais da Terra. O Tempo Geológico é uma ferramenta chave para esse entendimento. O objetivo da presente pesquisa é comparar diferentes exposições (sua forma, organização e narrativas) para avaliar a abordagem de Tempo Geológico e também o seu potencial de integração normalmente tratados como áreas separadas em instituições de História Natural: Ciências da Terra e ciências da vida.
Título em inglês
The Geological Time in Natural History Museum's narrative: a comparative analysis
Palavras-chave em inglês
Evolution
Exhibition's narrative
Geological Time
Museum Communication
Natural History Museums
Resumo em inglês
This research seeks to examine how the theme "Geological Time" is addressed in the narratives of Natural History Museums through the analysis of exhibits in museums in four countries: Germany, the Museum für Naturkunde in Berlin; England, the Natural History Museum in London; France, the Muséum National d'Histoire naturelle in Paris; Brazil, the Museu de Ciências Naturais and the Museu de Ciência e Tecnologia, both in Porto Alegre. The authors analysed three exhibits in the museum in Berlin: Saurierwelt (World of Dinosaurs), Kosmos und Sonnesystem (Cosmos and the Solar System) and Evolution in Aktion (Evolution in Action). In the museum in London, the authors studied one exhibit in the red zone, From the beginning. In the French museum, two galleries were studied, the Grand Galerie d'Evolution and the Galerie d'Anatomie comparée et Paléontologie. From the first Gallery, the exhibit L'evolution de la vie (Evolution of life) was studied, while in the Paleontology Gallery the exhibits Les vertébrès (The vertebrates) and Les invertébrès (The invertebrates) were analysed. In the Museu de Ciencias Naturais in Porto Alegre, the permanent exhibit was explored, in which the evolution of life on Earth is the focus. As for the Museu de Ciência e Tecnologia, the Paleontology exhibit was analysed. We propose a qualitative analysis using data from the literature and available documentation as well as records of the exhibitions. Natural History Museums have an important role as outreach institutions presenting the natural processes on Earth. The Geological Time is a key tool for this understanding. The goal of the present research is to compare the exhibits (its form, organization and narratives) in three of the most traditional European Natural History Museums with two Brazilian ones. We aim to evaluate the approach of geological time and also its potential for integrating usually treated as separate areas in natural history institutions: Earth sciences and life sciences.
 
AVISO - A consulta a este documento fica condicionada na aceitação das seguintes condições de uso:
Este trabalho é somente para uso privado de atividades de pesquisa e ensino. Não é autorizada sua reprodução para quaisquer fins lucrativos. Esta reserva de direitos abrange a todos os dados do documento bem como seu conteúdo. Na utilização ou citação de partes do documento é obrigatório mencionar nome da pessoa autora do trabalho.
Data de Publicação
2016-10-27
 
AVISO: Saiba o que são os trabalhos decorrentes clicando aqui.
Todos os direitos da tese/dissertação são de seus autores
CeTI-SC/STI
Biblioteca Digital de Teses e Dissertações da USP. Copyright © 2001-2021. Todos os direitos reservados.