• JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
 
  Bookmark and Share
 
 
Tesis Doctoral
DOI
Documento
Autor
Nombre completo
Flavia Mendes de Almeida Collaço
Dirección Electrónica
Instituto/Escuela/Facultad
Área de Conocimiento
Fecha de Defensa
Publicación
São Paulo, 2019
Director
Tribunal
Bermann, Celio (Presidente)
Giulio, Gabriela Marques di
Lázaro, Lira Luz Benites
Mercedes, Sônia Seger Pereira
Simões, Sofia Gago da Câmara
Torres, Pedro Henrique Campello
Título en portugués
Sinergias entre o planejamento energético e o planejamento urbano: estudo de caso do sistema de energia urbano da megacidade de São Paulo
Palabras clave en portugués
descentralização do Planejamento
energia e cidades
epistemologia
modelagem de sistema de energia
modelo LEAP
simulação
Resumen en portugués
O Planejamento Energético Urbano é a integração entre o Planejamento Energético e o Planejamento Urbano, é um processo e, ao mesmo tempo, uma estratégia importante para abordar muitos problemas e oportunidades fundamentais relacionados à Urbanização, Planejamento Energético, Sustentabilidade e Mudanças Climáticas. A primeira menção ao Planejamento Energético Urbano é de 1978 e o primeiro trabalho publicado que cita o Sistema de Energia Urbano data de 1991. Ainda assim, há pouca literatura que busca avançar na construção teórica da definição e da harmonização dos conceitos de Planejamento Energético Urbano e de Sistemas de Energia Urbanos. Pesquisadores da área argumentam que o desenvolvimento de tais conceitos pode levar à redução da demanda de energia, das emissões de poluentes e de gases de efeito estufa, bem como pode conduzir a mudanças mais profundas, tais como a busca pela diminuição das injustiças sociais e ambientais, a melhoria da qualidade de vida da população urbana e a transição do sistema de energia urbano vigente para outro de baixo carbono e/ou sustentável. A presente pesquisa tem como objetivos principais investigar o conceito do Planejamento Energético Urbano e demonstrar a inter-relação/interdependência das Políticas do Planejamento de Energia e Planejamento Urbano, a fim de determinar seus possíveis impactos. Para tanto, foi adotada a abordagem de pesquisa quali-quantitativa, exploratória, cujos dados são desagregados, bottom-up e multicriteriais. Um total de 29 estratégias e soluções de Planejamento Urbano e de Planejamento Energético foram selecionadas e simuladas, usando o modelo LEAP_SP, para visualizar o futuro sistema energético e urbano de São Paulo (2014-2030) e para quantificar as possíveis sinergias da implementação do Planejamento Energético Urbano. Essas estratégias foram simuladas em quatro cenários: C_REF (taxas históricas), Estratégias de Políticas Energéticas (C_PE), Estratégias de Políticas Urbanas (C_PU) e Estratégias de Políticas Energética e Urbana (C_PEU). Com o exercício de modelagem realizado, foi verificado que a atuação em Planejamento Energético Urbano pode impactar positivamente a diminuição da demanda de energia e emissões de poluentes e de gases de efeito estufa, e no aumento da geração de energia localmente com recursos endógenos e renováveis. Com isso, diminui-se a dependência em relação a recursos energéticos externos às cidades, aumentando a segurança energética e melhorando também a qualidade de vida dos habitantes das áreas urbanas. Como contribuições desta pesquisa, destacam-se o estudo epistemológico sobre os termos Planejamento Energético Urbano e Sistemas de Energia Urbanos, a proposta de harmonização para o conceito de Planejamento Energético Urbano, o desenvolvimento de estrutura científica que possibilita a análise das sinergias de atuação em Planejamento Energético Urbano (Matriz de Soluções Integradas de Estratégias de Planejamento Energético e Planejamento Urbano), que por sua vez foi utilizada no estudo de caso da megacidade de São Paulo, através do desenvolvimento do modelo LEAP_SP (2014-2030).
Título en inglés
Synergies between Energy Planning and Urban Planning: the São Paulo Megacity Urban Energy System case study
Palabras clave en inglés
energy and cities
energy system modelling
epistemology
LEAP model
Planning decentralization
simulation
Resumen en inglés
The Urban Energy Planning is the integration between Energy Planning and Urban Planning, it is a process, and at the same time, an important strategy to address many fundamental problems and opportunities related to Urbanization, Energy Planning, Sustainability and Climate Change. The first Urban Energy Planning concept mention is from 1978, and the first published work citing Urban Energy System is from 1991. However, there are few literatures that tries to advance on the theoretical construction and harmonization of the Urban Energy Planning and Urban Energy System concepts definition. Researchers from the field argues that the development of such concepts can lead to an energy demand, pollutant and GHG emissions reductions. These concepts implementation could also lead to deeper changes such as the reduction of social and environmental injustices, urban population life quality improvement and the transition from the current urban energy system to a low carbon and/or sustainable one. The main research objective is to investigate the Urban Energy Planning concept, and to demonstrate the interrelationship/interdependence of Energy Planning and Urban Planning Policies in order to determine its possible impacts. To do so, a qualitative and quantitative exploratory research approach was adopted, where data are disaggregated, bottom-up and multicriterial. A total of 29 Urban and Energy Planning strategies and solutions were selected and simulated using the LEAP_SP model to visualize the São Paulo urban energy system (2014-2030) to quantify the possible synergies of the Urban Energy Planning strategies implementation. These strategies were simulated in four scenarios: C_REF (historical rates), Energy Policy Strategies (C_PE), Urban Policy Strategies (C_PU) and Urban and Energy Policy Strategies (C_PEU). Considering the modeling exercise carried out, it was verified that the Urban Energy Planning performance can positively impact the reduction of energy demand and emissions of pollutants and greenhouse gases, as well as on the increase of locally generated energy with endogenous and renewable resources, reducing the city resources dependence, increasing energy security and also improving the urban areas inhabitants life quality. This thesis novelties involves an epistemological study of the Urban Energy Planning and Urban Energy Systems terms, a proposal of Urban Energy Planning concept harmonization, a scientific structure to analyze the synergies of implementing Energy and Urban Planning strategies (denominated Integrated Solutions Matrix of Energy and Urban Planning Strategies), which was applied to São Paulo megacity case study through the development of the LEAP_SP model (2014-2030).
 
ADVERTENCIA - La consulta de este documento queda condicionada a la aceptación de las siguientes condiciones de uso:
Este documento es únicamente para usos privados enmarcados en actividades de investigación y docencia. No se autoriza su reproducción con finalidades de lucro. Esta reserva de derechos afecta tanto los datos del documento como a sus contenidos. En la utilización o cita de partes del documento es obligado indicar el nombre de la persona autora.
FC.pdf (5.23 Mbytes)
Fecha de Publicación
2019-10-15
 
ADVERTENCIA: Aprenda que son los trabajos derivados haciendo clic aquí.
Todos los derechos de la tesis/disertación pertenecen a los autores
CeTI-SC/STI
Biblioteca Digital de Tesis y Disertaciones de la USP. Copyright © 2001-2019. Todos los derechos reservados.