• JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
 
  Bookmark and Share
 
 
Dissertação de Mestrado
DOI
Documento
Autor
Nome completo
Ravi Orsini Camargo de Souza
E-mail
Unidade da USP
Área do Conhecimento
Data de Defesa
Imprenta
São Paulo, 2019
Orientador
Banca examinadora
Marras, Stelio Alessandro (Presidente)
Azevedo, Elaine de
Cavicchioli, Andrea
Rotondaro, Tatiana Gomes
Título em português
Vegetarianismo ambiental: estudo das controvérsias na relação entre vegetarianismo e emissões de gases de efeito estufa
Palavras-chave em português
Vegetarianismo; Meio ambiente; Controvérsias; Gases de efeito estufa
Resumo em português
Cada vez mais pessoas estão se tornando adeptas do vegetarianismo em diversos locais do mundo, incluindo o Brasil. Justificativas de caráter ambiental figuram entre as principais motivações para a adoção desta dieta, a qual é considerada por muitos como uma forma de alimentação mais sustentável. Isso se deve ao fato de que a indústria pecuária tem sido apontada como uma das contribuintes mais significativas para muitos dos grandes problemas socioambientais modernos. Paralelamente, há um crescente debate, marcado por controvérsias, sobre o impacto da produção animal, em escalas e lógicas industriais atuais, no aquecimento global antropogênico e, além disso, sobre como uma redução no consumo de alimentos de origem animal poderia contribuir para a mitigação das mudanças climáticas. As declarações, opiniões e argumentos em torno do assunto mostram discordâncias em vários aspectos e em diversos âmbitos, inclusive acadêmico, se entrelaçando em um debate interdisciplinar que envolve estimativas de emissões da pecuária industrial, possibilidades e limitações na adoção de dietas baseadas em plantas, comparativos entre eficiências energéticas e ecológicas, implicações hipotéticas de alterações nos sistemas de criação de animais convencionais, padrões e tendências no consumo de carne, questões de segurança alimentar e nutricional, dentre outras temáticas que agregam complexidade à discussão. O estudo, que objetivou compreender se um vegetarianismo ambiental poderia auxiliar a mitigar emissões antrópicas de gases de efeito estufa, foi guiado pela metodologia da cartografia de controvérsias sociotécnicas, que possibilitou identificar e revisar os tópicos mais importantes em toda a discussão, bem como as principais subcontrovérsias e argumentos que a compõe, especialmente no que diz respeito ao conhecimento científico.
Título em inglês
Environmental vegetarianism: a study of the controversies in the relation between vegetarianism and the greenhouse gases emissions.
Palavras-chave em inglês
Vegetarianism; Environment; Controversies; Greenhouse gases.
Resumo em inglês
People have increasingly been becoming vegetarian all over the world, including Brazil. Environmentally-oriented justifications figure amongst the main motivations for the adoption of this diet, which is considered by many as a more sustainable eating habit. This is due to the fact that the animal industry has been pointed out as one of the most substantial contributor for many of the current large socio-environmental problems. Concurrently, there is an increasing debate, characterized by controversies, about the impact of animal production, in the current logics and dimensions, in anthropogenic global warming and, besides that, about how a decrease in the consumption of animal products could contribute for the mitigation of climate change. The declarations, opinions and arguments regarding the subject show discrepancies in many aspects and in many spheres, including the academic, intertwining in an interdisciplinary debate which involves animal farming emission estimates, possibilities and limitations in the adoption of plant based diets, comparatives between energetic and ecologic efficiencies, hypothetical implications of alterations in the conventional animal farming systems, patterns and tendencies in meat consumption, matters of food and nutritional security, among other matters which add complexity to the discussion. The research, which aimed to comprehend if an environmental vegetarianism would help mitigate greenhouse gases anthropic emissions, was guided by the methodology of sociotechnical controversies cartography, which made possible to identify and review the most important topics through the entire discussion, as well as the main subcontroversies and arguments which compose it, especially concerning the scientific knowledge.
 
AVISO - A consulta a este documento fica condicionada na aceitação das seguintes condições de uso:
Este trabalho é somente para uso privado de atividades de pesquisa e ensino. Não é autorizada sua reprodução para quaisquer fins lucrativos. Esta reserva de direitos abrange a todos os dados do documento bem como seu conteúdo. Na utilização ou citação de partes do documento é obrigatório mencionar nome da pessoa autora do trabalho.
Data de Publicação
2019-08-12
 
AVISO: Saiba o que são os trabalhos decorrentes clicando aqui.
Todos os direitos da tese/dissertação são de seus autores
CeTI-SC/STI
Biblioteca Digital de Teses e Dissertações da USP. Copyright © 2001-2019. Todos os direitos reservados.