• JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
 
  Bookmark and Share
 
 
Dissertação de Mestrado
DOI
Documento
Autor
Nome completo
Julia Magalhães Jeuken
Unidade da USP
Área do Conhecimento
Data de Defesa
Imprenta
Ribeirão Preto, 2018
Orientador
Banca examinadora
Amaral, Claudio do Prado (Presidente)
Diniz, Eduardo Saad
Fidalgo, Fernando Selmar Rocha
Sposato, Karyna Batista
Título em português
O instituto da remissão previsto no Estatuto da Criança e do Adolescente e a instrumentalização do shaming: alternativas para o adolescente em conflito com a lei
Palavras-chave em português
adolescente em conflito com a lei
remissão
shaming
Resumo em português
A Constituição Federal de 1988 reconhece na criança e no adolescente sujeitos de direitos em processo de formação da personalidade, condição peculiar e especialíssima que deve ser respeitada, notadamente, quando da atribuição da responsabilidade pelo ato infracional cometido, cuja manifestação e midiatização contribui para um clamor generalizado por um maior rigor punitivo, respaldado pelo "mito da impunidade" do menor. Surge, então, o dilema da necessidade de comunicação de uma resposta efetiva e proporcional a este jovem que esteja afinada com a sua condição de pessoa em desenvolvimento, favorecendo a busca por alternativas extraprocessuais capazes de atribuir a responsabilidade devida a estes indivíduos e afastá-los dos efeitos negativos da Justiça convencional. Uma ferramenta já prevista pelo Estatuto da Criança e do Adolescente é o instituto da remissão, por intermédio do qual o processo de apuração do ato infracional será evitado antes do seu início, suspenso ou extinto. Para atender ao dilema de responsabilização do adolescente, porém, o instituto deve comunicar a responsabilidade de maneira efetiva, proporcional e reparadora, de forma a evitar os mesmos efeitos de segregação social e estigma produzidos pela Justiça convencional e garantir a posição social deste indivíduo enquanto sujeito de direitos.
Título em inglês
The institute of remission contained in the Brazilian Statue of Children and Adolescents and the use of shaming: alternatives for the juvenile offender
Palavras-chave em inglês
juvenile offenders
remission
shaming
Resumo em inglês
The Brazilian Constitution of 1988 recognizes children and adolescents as subjects of law that are undergoing a process of formation of their personality, a very specific and peculiar condition which must be respected mainly in assigning responsibility for the offenses committed. Manifestations and media interest around these offenses contribute to a generalized outcry for more punitive rigidity, endorsed by the "myth of impunity" of minors. The dilemma which arises is one of the need for communicating an effective and proportionate response to this youngster in an adequate way regarding his or her condition as a person in process of developing a personality, promoting the search for alternative solutions capable of assigning responsibility to these individuals while keeping them from the negative effects of conventional justice. A mechanism contained in Brazilian Statute for Children and Adolescents is the institute of remission, by which the prosecution and judgment of crimes committed by minors is avoided before its start, suspended or extinct. In order to meet the dilemma of assigning responsibility, however, this has to be done in an effective, proportionate and restorative way, thus avoiding segregation and stigma as consequences of the conventional justice and ensuring the adolescent's social position as subject of law.
 
AVISO - A consulta a este documento fica condicionada na aceitação das seguintes condições de uso:
Este trabalho é somente para uso privado de atividades de pesquisa e ensino. Não é autorizada sua reprodução para quaisquer fins lucrativos. Esta reserva de direitos abrange a todos os dados do documento bem como seu conteúdo. Na utilização ou citação de partes do documento é obrigatório mencionar nome da pessoa autora do trabalho.
Data de Liberação
2021-05-28
Data de Publicação
2019-06-05
 
AVISO: Saiba o que são os trabalhos decorrentes clicando aqui.
Todos os direitos da tese/dissertação são de seus autores
CeTI-SC/STI
Biblioteca Digital de Teses e Dissertações da USP. Copyright © 2001-2020. Todos os direitos reservados.