• JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
 
  Bookmark and Share
 
 
Dissertação de Mestrado
DOI
10.11606/D.11.2011.tde-12092011-145744
Documento
Autor
Nome completo
Juliano Rangel de Camargo
E-mail
Unidade da USP
Área do Conhecimento
Data de Defesa
Imprenta
Piracicaba, 2011
Orientador
Banca examinadora
Silva, Iran José Oliveira da (Presidente)
Sartori, José Roberto
Sentelhas, Paulo Cesar
Título em português
Ambiência pré-porteira: o tempo de espera no incubatório e sua influência sobre o desempenho inicial de frangos de corte
Palavras-chave em português
Dieta animal
Frangos de corte
Incubadoras
Indicadores de produtividade
Manejo animal
Microclimatologia.
Resumo em português
O principal objetivo desta pesquisa foi avaliar as condições microclimáticas da sala de pintos de um incubatório comercial e suas interações com os diferentes tempos de espera, e a influência da etapa pré-porteira sobre o desempenho inicial de frangos de corte. Para isso, realizou-se um experimento dividido em duas fases: incubatório e granja de criação. Na primeira fase foram pesados e selecionados 1440 ovos férteis, todos provenientes de mesma granja matrizeira, divididos em três lotes iguais, referentes às idades de matrizes de 46(A), 54(B) e 64(C) semanas, da linhagem Cobb 500. Todos os ovos foram estocados e incubados sob as mesmas condições. Após o nascimento, seleção e sexagem, o total de 882 pintos foi dividido em 18 tratamentos. Cada tratamento continha em média 50 animais, referentes ao sexo (S), idade da matriz (M) e tempo de espera (E) no incubatório (0h, 14h e 28h). Adotou-se um delineamento inteiramente casualizado (DIC), num esquema fatorial (2x3x3) para S, M e E. As variáveis respostas foram mortalidade (Mo), refugagem (R), peso (P), temperatura cloacal (TC), temperatura superficial média (TSM) e frequência respiratória (FR). Os dados foram submetidos à análise da variância e comparação múltipla de médias por meio do teste de Tukey (p<0,05). Uma caracterização microclimática da sala de pintos foi realizada por meio de perfil térmico de temperatura e umidade relativa. A segunda fase ocorreu em um aviário comercial climatizado, do tipo dark-house, com ventilação em sistema de pressão negativa, localizado no município de Cerquilho, estado de São Paulo. Foram utilizados os 882 pintos provenientes da primeira fase. Ao chegarem do incubatório à granja, os pintos foram imediatamente alojados e separados em 18 boxes, de acordo com os tratamentos. Consumiram ração e água ad libitum, e foram submetidos aos mesmos procedimentos de manejo, dietas nutricionais e condições microclimáticas durante todo o período experimental. Foi realizada uma caracterização microclimática da granja por meio do perfil térmico de temperatura e umidade relativa. As aves foram pesadas ao 7°, 14° e 21° dias. Adotou-se um DIC, num esquema fatorial (2x3x3), para S, M e E. Os dados de P foram submetidos à análise da variância e comparações múltiplas de médias por meio do teste de Tukey (p<0,05). Para as variáveis respostas Mo, R, mortalidade total (MT), ganho médio de peso diário (GPD), conversão alimentar (CA) e índice de eficiência produtiva (IEP), foi realizada uma análise descritiva. As condições microclimáticas, a matriz (M), o sexo (S) e o tempo de espera (E) influenciaram a qualidade de pintos de um dia. Considerando-se P como o parâmetro de avaliação, o tempo de E de 0h foi o melhor. Pintos oriundos da matriz C apresentaram menores perdas de peso. As condições climáticas, a idade das matrizes, o sexo e o tempo de espera, influenciaram no desempenho dos frangos aos 21 dias. Para frangos de corte aos 21 dias, os pintos da matriz B e o tempo de E de 14h, apresentaram os melhores resultados de IEP.
Título em inglês
Thermal conditions post-hatching: lairage time in the hatchery and its influence under perfomance on starter phase of broiler chickens
Palavras-chave em inglês
Animal diet
Animal management
Broilers
Hatchery
Microclimatology.
Productive index
Resumo em inglês
The main objective of this research was to evaluate microclimatic conditions of chicks room from a commercial hatchery and its interactions with different lairage times, and the influence of post-hatching phase under the performance in the starter phase of broiler chickens. Thereunto, an experiment divided in two distinct phases was done: in the hatchery and in the poultry house. In the first phase 1440 fertile eggs were weighted and selected, from the same poultry farm, divided in three equals groups, related to breeders age of 46(A), 54(B) and 64(C) weeks, from Cobb 500 strain. All eggs were stocked and incubated under the same conditions. After birth, chicks were selected and sexed, and the total of 822 one-day-old chickens was divided in 18 treatments. Each treatment had an average of 50 animals, relative to gender (G), breeders age (B) and lairage time (L) in the hatchery (0h, 14h and 28h). A completely randomized design (CRD) was adopted, in a factorial scheme (2x3x3), to G, B and L. answer variables were mortality (Mo), waste (Wa), weight (We), cloacal temperature (CT), mean surface temperature (MST) and respiration rate (RR). Data were submitted to analysis of variance and multiple comparison of means by Tukeys test (p<0,05). A microclimatic characterization of chicks room was done through thermal profile of temperature and relative humidity. The second phase was performed in an acclimatized dark-house poultry house, with ventilation in a negative pressure system, located in the city of Cerquilho, state of São Paulo, Brazil. The same 822 one-day-old chickens from the first phase were studied in this phase. After the transportation from hatchery to the farm, chicks were immediately housed and divided in 18 pens, in accordance to the treatments. Animals consumed diet and water ad libitum, and were submitted to the same handling procedures, nutritional diets and microclimatic conditions through experimental period. A microclimatic characterization of the poultry house was done through temperature and relative humidity thermal profile. Birds were weighted at 7th, 14th and 21st days of life. Was adopted a CRD, in a factorial scheme (2x3x3), to G, B and L. We data were submitted to analysis of variance and multiple comparison of means by Tukeys test (p<0,05). To answer variables Mo, Wa, total mortality (TM), average daily weight gain (DWG), feed: weight gain ratio (FWGR) and productive efficiency index (PEI), a descriptive analysis was done. Microclimatic conditions, breeder (B), gender (G), and lairage time (L) influenced the quality of one-day-old chickens. Considering We as evaluation parameter, lairage time of 0h was considered the better one. Chicks from breeder C presented the lower losses of weight. Climatic conditions, breeders age, gender, and lairage time, influenced performance of broilers at 21 days of age. Considering PEI to broilers at 21 days, one-day-old chickens from breeder B and L time of 14h, presented better results.
 
AVISO - A consulta a este documento fica condicionada na aceitação das seguintes condições de uso:
Este trabalho é somente para uso privado de atividades de pesquisa e ensino. Não é autorizada sua reprodução para quaisquer fins lucrativos. Esta reserva de direitos abrange a todos os dados do documento bem como seu conteúdo. Na utilização ou citação de partes do documento é obrigatório mencionar nome da pessoa autora do trabalho.
Data de Publicação
2011-09-22
 
AVISO: O material descrito abaixo refere-se a trabalhos decorrentes desta tese ou dissertação. O conteúdo desses trabalhos é de inteira responsabilidade do autor da tese ou dissertação.
  • NAZARENO, AÉRICA C., et al. Caracterização do microclima dos diferentes layouts de caixas no transporte de ovos férteis [doi:10.1590/S1415-43662013000300012]. Revista Brasileira de Engenharia Agrícola e Ambiental [online], 2013, vol. 17, p. 327-332.
  • NAZARENO, AÉRICA C., et al. Caracterização do Microclima no transporte de ovos férteis. In 22º Congresso Brasileiro de Avicultura., São Paulo, 2011. Anais do 22º Congresso Brasileiro de Avicultura..Sao Paulo : UBABEF, 2011. Resumo.
  • VIEIRA, Frederico Correa, et al. Thermoregulatory responses of day-old chickens submitted to simulated transport condition: effect of exposure time under different thermal ranges. In Ninth International Livestock Environment Symposium (ILES'12),, Valencia, Espanha, 2012. Proceedings of Ninth International Livestock Environment Symposium (ILES'12). : ASABE, 2012.
Todos os direitos da tese/dissertação são de seus autores
Centro de Informática de São Carlos
Biblioteca Digital de Teses e Dissertações da USP. Copyright © 2001-2019. Todos os direitos reservados.