• JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
 
  Bookmark and Share
 
 
Dissertação de Mestrado
DOI
https://doi.org/10.11606/D.11.1980.tde-20220208-000634
Documento
Autor
Nome completo
Miguel Angelo Maniero
Unidade da USP
Área do Conhecimento
Data de Defesa
Imprenta
Piracicaba, 1980
Orientador
Título em português
Aplicação do método de graus dia em cana-de-açúcar (Saccharum spp)
Palavras-chave em português
CANA-DE-AÇÚCAR
DESENVOLVIMENTO VEGETAL
MÉTODO GRAUS-DIAS
TEMPERATURA
Resumo em português
Os objetivos deste trabalho foram correlacionar o desenvolvimento da cultura de cana-de-açúcar com as unidades de calor acumuladas, bem como desenvolver uma metodologia simples para estudos dos efeitos da temperatura no desenvolvimento vegetal. Os ensaios foram conduzidos em duas localidades, Usina São José, município de Macatuba e Usina São Martinho, município de Pradópolis; ambas no Estado de São Paulo. Plantou-se nove variedades de cana-de-açúcar em cada local, assim distribuídas; Usina São José: CB 47-355; CB 41-76, CB 40-13, CB 46-47, CB 45-155, IAC 52-326, IAC 51-205, CO 740 e NA 56-62; Usina São Martinho: CB 47-355, CB 41-76, CB 46-47, CB 56-126, CB 49-260, IAC 59-326, CO 740, CO 775, NA 56-62. Na região Centro-Sul do Brasil temos duas épocas de plantio; setembro-outubro para cana-de-ano e janeiro - março para cana de ano e meio, situações dos experimentos das Usinas São José e São Martinho respectivamente. A estimativa de Graus Dia Acumulados foi feita utilizando-se três modelos. O modelo (A) no qual emprega-se apenas a diferença entre temperatura média do ar e a temperatura base, aquela abaixo da qual a cultura tem o seu desenvolvimento sensivelmente afetado, neste trabalho foi de 20°C. O modelo (B) foi o proposto por VILLA NOVA et alii (1972) e o modelo (C) baseou-se na fórmula de THOM (1954). Pelos resultados concluiu-se que: há uma grande relação entre tamanho da planta e temperatura, fato verificado pelos altos coeficientes de correlação obtidos; Graus Dia Acumulados constituíram-se elementos importantes para estimar o desenvolvimento da cana-de-açúcar e possivelmente o potencial de produção de uma localidade correlacionado com o índice térmico da mesma; a relação entre crescimento da planta e Graus Dia Acumulados tornou-se mais satisfatória após a cana-de-açúcar ter atingido uma altura aproximada de 30 centímetros; embora haja correlação entre graus dia e crescimento, a relação está longe de ser precisa, isto já era esperado visto ser a temperatura um dos muitos fatores que influenciam o crescimento da cana-de-açúcar; dessa forma deve-se introduzir no computo de unidades de calor outras variáveis ou fatores de correção que possam torná-la mais real; dentre os modelos analisados aquele que apresentou-se mais correlato com o desenvolvimento da cultura foi o modelo (B).
Título em inglês
Not available
Resumo em inglês
The objectives of the present work were to correlate sugarcane development with accumulated heat units and develop a methodology for studying temperature effects on plant growth. The experiments were conducted at Usina São José, in Macatuba and Usina São Martinho, Pradópolis, both in the State of São Paulo. Nine varieties of sugarcane were planted at each site, distributed as follows: Usina São José - CB ,47-355; CB 41-76, CB 40-13, CB 46-47, CB 45-155, IAC 52-326, IAC 51-205, CO 740 and NA 56-62; Usina São Martinho - CB 47-355, CE 41-76, CB 46-47, CB 56-126, CB 49-260, IAC 59-326, CO 740, CO 775, NA 56-62. ln the South-Center region of Brazil are adapted two planting seasons: 1) September/October for one-year sugarcane, and 2) January/March for 1 1/2-year sugarcane. The experiment at Usina São José is in the first case and the experiment at São Martinho in the second. Estimates of accumulated degree-days were made by utilizing three models: 1) Model A, which uses only the difference between mean air temperature and base temperature, below which the crop development is seriously affected. The base temperature in this work was 20°C; 2) Model B, proposed by VILLA NOVA et alii (1972) and 3) Model C, based on Thoms formula (1954). From the results obtained, the following conclusions can be drawn: a) a marked relationship exists between plant size and temperature, which was evidenced by the high correlation coefficients obtained; b) accumulated degree-days is an important index to estimate sugarcane development and possibly the production potencial of an area correlated with this areas own thermal characteristic; c) the relationship between plant growth and accumulated degree-days became more satisfactory after the plants reached an approximate height of 30 cm; d) even though a correlation exists between degree-days and plant growth, the relationship is far from precise; this was expected, in view of the fact that temperature is one the factors which influence sugarcane growth. Thus, other variables or correction factors must be introduced when computing heat units, to make computation more real; e) model B showed to be the most closely correlated with crop development.
 
AVISO - A consulta a este documento fica condicionada na aceitação das seguintes condições de uso:
Este trabalho é somente para uso privado de atividades de pesquisa e ensino. Não é autorizada sua reprodução para quaisquer fins lucrativos. Esta reserva de direitos abrange a todos os dados do documento bem como seu conteúdo. Na utilização ou citação de partes do documento é obrigatório mencionar nome da pessoa autora do trabalho.
Data de Publicação
2022-02-08
 
AVISO: Saiba o que são os trabalhos decorrentes clicando aqui.
Todos os direitos da tese/dissertação são de seus autores
CeTI-SC/STI
Biblioteca Digital de Teses e Dissertações da USP. Copyright © 2001-2022. Todos os direitos reservados.