• JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
 
  Bookmark and Share
 
 
Dissertação de Mestrado
DOI
10.11606/D.11.2011.tde-07022012-091747
Documento
Autor
Nome completo
Vanclei Zanin
E-mail
Unidade da USP
Área do Conhecimento
Data de Defesa
Imprenta
Piracicaba, 2011
Orientador
Banca examinadora
Bacchi, Mirian Rumenos Piedade (Presidente)
Lima, Lilian Maluf de
Miranda, Silvia Helena Galvao de
Título em português
Análise da margem de comercialização do arroz gaúcho no mercado de São Paulo no período pós Plano Real
Palavras-chave em português
Arroz - Produção - Rio Grande do Sul
Comercialização agrícola - Custos
Mercado - São Paulo
Preços
Resumo em português
O comportamento da margem de comercialização como indicador de eficiência e desempenho do sistema de comercialização agrícola foi alvo de diversas pesquisas, principalmente, nos anos 1970 e início dos anos 1990, período de elevadas taxas de inflação na economia brasileira. Diversas alterações no cenário macroeconômico do período pós Plano Real (estabilização monetária, abertura econômica, modificações no regime cambial, etc.), concomitantemente com a diminuição da intervenção estatal, justificam que o tema seja novamente abordado, o que foi feito nesta dissertação considerando um produto essencial na alimentação do povo brasileiro, notadamente daqueles com menor poder aquisitivo o arroz. Em relação a esse cereal, constata-se crescimento da produção nacional, principalmente em razão a ganhos de produtividade, destacando-se a concentração da sua produção no Rio Grande do Sul. Pelo lado da demanda, observa-se uma lenta diminuição do consumo per capita, devido a fatores como aumento da renda, da taxa de urbanização e mudanças nos hábitos de consumo. Entretanto, o arroz ainda é um produto básico na alimentação do brasileiro, sendo o estado de São Paulo o maior centro de consumo do cereal. O objetivo principal deste trabalho foi examinar os fatores que afetam a margem de comercialização do arroz produzido no Rio Grande do Sul e consumido na cidade de São Paulo de agosto de 1994 até março de 2011. Para tanto foi estimado um modelo econométrico para captar as relações entre as variáveis que afetam essa margem. Esse modelo, proposto por Aguiar (1994), foi estimado no presente trabalho utilizando a metodologia VEC (Modelos de Autorregressão Vetorial com Correção de Erro com identificação pelo processo de Bernanke). As variáveis utilizadas para explicar a margem absoluta de comercialização foram: preço ao varejo na cidade de São Paulo; preço ao produtor no Rio Grande do Sul; e como itens de custo de comercialização: a taxa de juros (Selic); o rendimento médio do trabalhador privado da região metropolitana de Porto Alegre; o preço do litro óleo diesel; uma proxy de risco de preço; e, por fim, o índice de preços de fertilizantes tomado como proxy dos custos agrícolas. O resultado da função impulso resposta mostra que todas as variáveis de custo de comercialização afetaram positivamente a margem. O choque positivo de 1% no índice de preços dos fertilizantes, variável representativa do custo agrícola, tem efeito acumulado de 0,15% sobre a margem, indicando, conforme o modelo teórico discutido, que no período analisado as variações de preços do arroz partiram predominantemente do segmento varejista. A decomposição histórica da variância dos erros de previsão (dentro da amostra) aponta que os fundamentos explicam, em conjunto, pelo menos de 93% das variações da margem em 100% dos casos. Adicionalmente, observa-se que os choques de demanda (preço ao varejo) e de oferta (preço ao produtor) são os principais determinantes da variação da margem - desvios ocorridos entre os valores efetivos e os previstos sendo de menor importância os custos de comercialização e agrícola.
Título em inglês
Analysis of the marketing margin of the gaucho rice in the Sao Paulos market in the period after the Real Plan
Palavras-chave em inglês
Marketing costs
Marketing margin
Prices
Rice
VAR
Resumo em inglês
The behavior of the marketing margin as an indicator of efficiency and performance of the agricultural marketing system was the subject of several studies, mainly in the 1970s and early 1990s, a period of high inflation rates in the Brazilian economy. Several changes in the macroeconomic scenario of the period after the Real Plan (monetary stabilization, economic liberalization, changes in exchange rate regime, etc.), along with the reduction of State intervention, justify raising this issue again, what has been done in this dissertation, considering a central food product for the Brazilian people, especially those of lower income - rice. Regarding the cereal, the national production grew, mainly due to productivity gains, with a particular concentration of production in Rio Grande do Sul. On the demand side, there is a slow decline in consumption per capita, due to factors such as increased income, urbanization rate and changes in consumer habits. However, rice is still a staple food in Brazil, and the state of São Paulo, the largest center for consumption of the cereal. The main objective of this study was to examine the factors that affect the marketing margin of the rice produced in Rio Grande do Sul and consumed in the city of São Paulo, from August 1994 until March 2011. In order to do so, we estimated an econometric model to capture the relationships between the variables that affect the margin. This model, proposed by Aguiar (1994), was estimated in this work using the VEC methodology (Auto-Regression Models with Vector Error Correction with the identification process by Bernanke). The variables used to explain the absolute margin of marketing were: retail price in the city of São Paulo; producer price in Rio Grande do Sul. As items of marketing cost: the interest rate (Selic); the average wages of private workers in the metropolitan area of Porto Alegre; the price per liter of the diesel fuel; a proxy of price risk; and, finally, the index of fertilizer prices used as a proxy agricultural costs. The result of the impulse response function shows that all the cost variables positively affected the marketing margin. The positive shock of 1% in the index of fertilizer prices, the variable representing the cost of agriculture, has accumulated an effect of 0.15% on the margin, indicating, as the theoretical model discussed, that in the analyzed period the changes in prices of rice came predominantly from the retail segment. The historical decomposition of the variance of forecast errors (within the sample) indicates that the fundamentals explain together at least 93% of the variation margin in 100% of cases. Additionally, it is observed that the shocks of demand (retail price) and supply (producer price) are the main determinants of the margin variation - deviations between actual and predicted values - with minor significance of marketing and agriculture costs.
 
AVISO - A consulta a este documento fica condicionada na aceitação das seguintes condições de uso:
Este trabalho é somente para uso privado de atividades de pesquisa e ensino. Não é autorizada sua reprodução para quaisquer fins lucrativos. Esta reserva de direitos abrange a todos os dados do documento bem como seu conteúdo. Na utilização ou citação de partes do documento é obrigatório mencionar nome da pessoa autora do trabalho.
Vanclei_Zanin.pdf (2.56 Mbytes)
Data de Publicação
2012-02-28
 
AVISO: Saiba o que são os trabalhos decorrentes clicando aqui.
Todos os direitos da tese/dissertação são de seus autores
Centro de Informática de São Carlos
Biblioteca Digital de Teses e Dissertações da USP. Copyright © 2001-2019. Todos os direitos reservados.