• JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
 
  Bookmark and Share
 
 
Tese de Doutorado
DOI
10.11606/T.11.2016.tde-07062016-163230
Documento
Autor
Nome completo
Ednilson Sebastião de Ávila
E-mail
Unidade da USP
Área do Conhecimento
Data de Defesa
Imprenta
Piracicaba, 2016
Orientador
Banca examinadora
Caixeta Filho, Jose Vicente (Presidente)
Branco, José Eduardo Holler
Cunha, Lilian Maluf de Lima
Diniz, Eliezer Martins
Pinheiro, Maria Andrade
Título em português
Impactos de regulações ambientais sobre o transporte de cargas no Brasil: uma análise para o transporte de soja
Palavras-chave em português
Biodiesel
Emissões de CO2
Infraestrutura logística
Programação linear
Transporte intermodal
Resumo em português
O aumento da concentração de gases de efeito estufa na atmosfera levou a uma preocupação de como se reduzir as emissões destes gases. Desta preocupação surgiram instrumentos de regulação a fim de reduzir ou controlar os níveis de poluição. Dentro deste contexto, esta pesquisa analisou o setor de transportes de cargas, com ênfase no transporte de soja. No Brasil, o setor de transportes é um dos principais responsáveis pelas emissões de gases de efeito estufa provenientes da queima de combustíveis fósseis. No setor de transportes, as emissões diferem entre os modais, sendo que as ferrovias e hidrovias poluem menos que as rodovias. Desta forma, simulou-se por meio de um modelo de programação linear se a adoção de medidas regulatórias sobre as emissões de CO2 traria uma alteração no uso das ferrovias e hidrovias. Uma das constatações, ao se utilizar o modelo de Minimização de Fluxo de Custo Mínimo para o transporte de soja em 2013, foi que a capacidade de embarque nos terminais ferroviários e hidroviários desempenha um papel fundamental na redução das emissões de CO2. Se não houver capacidade suficiente, a adoção de uma taxa pode não provocar a redução das emissões. No caso do sistema de compra e crédito de carbono, seria necessária a compra de créditos de carbono, numa situação em que a capacidade de embarque nos terminais intermodais seja limitada. Verificou-se, ainda, que melhorias na infraestrutura podem desempenhar um papel mitigador das emissões. Um aumento da capacidade dos terminais ferroviários e hidroviários existentes, bem como o aumento da capacidade dos portos, pode provocar a redução das emissões de CO2. Se os projetos de expansão das ferrovias e hidrovias desenvolvidos por órgãos governamentais saírem do papel, pode-se chegar a uma redução de pouco mais de 50% das emissões de CO2. Consideraram-se ainda quais seriam os efeitos do aumento do uso de biodiesel como combustível e percebeu-se que seria possível obter reduções tanto das emissões quanto do custo de transporte. Efeitos semelhantes foram encontrados quando se simulou um aumento da eficiência energética. Por fim, percebeu-se nesta pesquisa que a adoção de uma taxa não traria tantos benefícios, econômicos e ambientais, quanto a melhoria da infraestrutura logística do país.
Título em inglês
Impacts of environmental regulations on the freight transport in Brazil: an analysis for soybean transport
Palavras-chave em inglês
Biodiesel
CO2 emissions
Intermodal transportation
Linear programming
Logistics infrastructure
Resumo em inglês
The increased concentration of greenhouse gases in the atmosphere has led to a concern of how to reduce emissions of these gases. From this concern, regulatory instruments were conceived in order to reduce or control pollution levels. Within this context, this research examined the freight transport sector, with emphasis on the soybean transport. In Brazil, the transportation sector is a major contributor to the greenhouse gas emissions from burning fossil fuels. In the transportation sector, emissions differ among transportation modes, with the railways and waterways polluting less than the highways. Thus, it is simulated by means of a linear programming model if the adoption of regulatory measures on CO2 emissions would bring a change in the use of railways and waterways. One of the findings, using the model of Minimum Cost Flow Minimization for soybean transport in 2013, was that the loading capacity on rail and waterway terminals plays a key role in reducing CO2 emissions. If there is an insufficient capacity, the adoption of a tax may not cause the reduction of emissions. In the case of the cap and trade system, this would require the purchase of carbon credits in a situation where the loading capacity in intermodal terminals is limited. It was found further that improvements in the infrastructure could play a mitigating role for emissions. An increase in capacity of existing rail and waterway terminals, as well as increasing the capacity of ports, can cause the reduction of CO2 emissions. If the expansion projects of railways and waterways developed by government agencies leave the paperwork, it can be reached a reduction of over 50% of CO2 emissions. It was still considered what would be the effects of increased use of biodiesel as fuel, being realized that it would be possible to obtain reductions in both emissions and the shipping cost. Similar effects were found when it was simulated an increase of energy efficiency. Finally, it was noted in this study that the adoption of a tax would not bring so many benefits, including the economic and environmental ones, to improve the country's logistics infrastructure.
 
AVISO - A consulta a este documento fica condicionada na aceitação das seguintes condições de uso:
Este trabalho é somente para uso privado de atividades de pesquisa e ensino. Não é autorizada sua reprodução para quaisquer fins lucrativos. Esta reserva de direitos abrange a todos os dados do documento bem como seu conteúdo. Na utilização ou citação de partes do documento é obrigatório mencionar nome da pessoa autora do trabalho.
Data de Publicação
2016-06-28
 
AVISO: Saiba o que são os trabalhos decorrentes clicando aqui.
Todos os direitos da tese/dissertação são de seus autores
CeTI-SC/STI
Biblioteca Digital de Teses e Dissertações da USP. Copyright © 2001-2020. Todos os direitos reservados.