• JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
 
  Bookmark and Share
 
 
Tesis Doctoral
DOI
10.11606/T.11.2003.tde-17092003-140355
Documento
Autor
Nombre completo
Marcos Minoru Hasegawa
Dirección Electrónica
Instituto/Escuela/Facultad
Área de Conocimiento
Fecha de Defensa
Publicación
Piracicaba, 2003
Director
Tribunal
Guilhoto, Joaquim Jose Martins (Presidente)
Hewings, Geoffrey John Dennis
Barros, Geraldo Sant Ana de Camargo
Rodrigues, Rossana Lott
Scaramucci, Jose Antonio
Título en portugués
Políticas públicas na economia brasileira: uma aplicação do modelo MIBRA, um modelo inter-regional aplicado de equilíbrio geral.
Palabras clave en portugués
economia regional – Brasil
políticas públicas.
Resumen en portugués
Os Modelos Aplicados de Equilíbrio Geral (modelos AEG) são úteis para analisar o impacto de políticas do governo sobre a economia de um país sem perder os detalhes em nível setorial. Os modelos AEG inter-regionais fornecem detalhes adicionais em nível regional, o que é interessante para a análise de políticas públicas para o Brasil que tem diferenças econômicas e sociais em nível regional. Dessa forma, o Modelo Inter-regional para a Economia Brasileira - MIBRA foi trabalhado para analisar as políticas econômicas e sociais propostas pelo governo federal, com mandato de 2003 a 2006. Além do objetivo de analisar as políticas públicas brasileiras, o tratamento endógeno do investimento foi incorporado no modelo MIBRA, o que permite melhorias nos resultados tanto para a análise de estática comparativa como para a dinâmica recursiva. A hipótese básica verificada neste trabalho é que as propostas de políticas apresentadas pelo novo governo federal são efetivamente realizadas se existir uma combinação do aumento dos investimentos e gastos públicos com o aumento da produtividade dos fatores de produção. O modelo MIBRA foi trabalhado com 16 setores e cinco macrorregiões brasileiras. Foram utilizados a matriz inter-regional brasileira de 1995 e dados obtidos do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística, do Banco Central do Brasil, da Fundação Getúlio Vargas e de vários trabalhos de pesquisas. O teste de homogeneidade mostrou que o modelo é consistente. Os resultados apontam que um aumento nominal do salário de 5,5% piora a situação da economia brasileira tendo como cenário a aplicação das propostas do novo governo. O aumento dos gastos do governo e dos investimentos privilegiando as regiões Norte e Nordeste não é tão eficiente, em termos de crescimento econômico em nível regional e nacional, quando se compara com a situação de aumentos dos gastos públicos e dos investimentos realizados de forma menos concentrado entre as regiões. Isso mostra que a regiões Sudeste e Sul devem crescer juntamente com as demais, pois a maior parte dos insumos e bens de capital necessários para a produção nas regiões menos desenvolvidas é proveniente das regiões mais desenvolvidas, especialmente da região Sudeste. O aumento da produtividade dos fatores de produção é importante para a efetiva realização das política públicas propostas pelo novo governo federal. A combinação do aumento de investimentos e gastos do governo com aumento da produtividade dos fatores de produção podem garantir o desejado desenvolvimento e crescimento sustentado da economia brasileira no médio e longo prazos. Ou seja, consegue-se aumentar a produção real, o consumo real, diminuir desemprego, manter inflação e a necessidade de financiamento do governo sob controle. A política para desenvolvimento e crescimento sustentado deve garantir que parte dos gastos do governo seja convertida tanto em melhorias sociais como em aumentos da produtividade do trabalho. Os modelos AEG inter-regionais são instrumentos poderosos para a formulação das políticas públicas de um país como o Brasil que precisa resolver os problemas das diferenças econômicas e sociais nos níveis setorial e regional.
Título en inglés
The public policy on the brazilian economy: an application of mibra model, an inter-regional applied general equilibrium model.
Palabras clave en inglés
public policy.
regional economics – Brazil
Resumen en inglés
The Applied General Equilibrium Models (AGE model) are useful to analyze the impact of public policy on the nationwide economy without loss of details in sector level. The Inter-regional AGE models give additional details in regional level, which is interesting for the Brazilian public policy analysis due to the social and economic differences in regional level. Thus, the Inter-regional Applied General Equilibrium Model for the Brazilian Economy - MIBRA, a regional AGE model, is used in order to analyze the public policy proposal presented by the new Brazilian president elected, Luiz Inácio Lula da Silva, who will govern from 2003 until 2006. The specific aim of this research is the incorporation of endogenous investment in the MIBRA model. This modification improves both static-comparative and recursive-dynamic analysis. The basic hypothesis verified in this research is: the success of public policy proposed by the new federal government depends on the increase of governmental investment and expenditure combined with productivity growth of primary factors. In this research the MIBRA model is used with sixteen sectors and five Brazilian macro-regions. The MIBRA model database was constructed based on the Brazilian regional input-output matrix of 1995 and as well as on other statistics and information from Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística, Banco Central do Brasil, Fundação Getúlio Vargas and many research papers. According to the Homogeneity test, the MIBRA model is consistent. The results have shown that the increase of 5.5% in the nominal wage worsens the Brazilian economic performance, concerning the public policy proposed by the new federal government. The increase of expenditure by the federal government combined with the increase of investments concentrated in the North and Northeast regions, is not efficient for the Brazilian Economy in regional and national levels if compared with less concentrated allocation among regions. This result shows that the Southeast and South regions must grow along with the other regions. This is due to the need of inputs and capital goods for production in the less developed regions be supplied by developed regions, specially the Southeast region. The increase of productivity of production factors is important for the success of the public policy proposed by the new federal government. Hence, the combination of the increase of government expenditure and investment with production factor productivity can assure the desirable development and growth of the Brazilian economy in the mid and long term. Which means, the policy suggested by results increases the real gross national product and the real consumption, decreases unemployment and, keeps the inflation and the governmental financing needs under control. The sustained development and economic growth policy must enforce the conversion of part of public expenditure into both social improvement and higher labor productivity. The Inter-regional AGE models have shown to be powerful tools for the public policy formulations in countries that need to solve social and economic differences in sector and regional level like Brazil.
 
ADVERTENCIA - La consulta de este documento queda condicionada a la aceptación de las siguientes condiciones de uso:
Este documento es únicamente para usos privados enmarcados en actividades de investigación y docencia. No se autoriza su reproducción con finalidades de lucro. Esta reserva de derechos afecta tanto los datos del documento como a sus contenidos. En la utilización o cita de partes del documento es obligado indicar el nombre de la persona autora.
marcos.pdf (904.26 Kbytes)
Fecha de Publicación
2003-09-18
 
ADVERTENCIA: Aprenda que son los trabajos derivados haciendo clic aquí.
Todos los derechos de la tesis/disertación pertenecen a los autores
CeTI-SC/STI
Biblioteca Digital de Tesis y Disertaciones de la USP. Copyright © 2001-2020. Todos los derechos reservados.