• JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
 
  Bookmark and Share
 
 
Master's Dissertation
DOI
10.11606/D.11.2018.tde-20181127-161823
Document
Author
Full name
Fabiana Salgueiro Perobelli
E-mail
Institute/School/College
Knowledge Area
Date of Defense
Published
Piracicaba, 2001
Supervisor
Title in Portuguese
Análise sobre eficiência em mercados futuros: uma comparação entre os contratos de algodão em pluma da BM&F e da NYBOT
Keywords in Portuguese
ALGODÃO
HEDGE
MERCADO FUTURO
Abstract in Portuguese
A dissertação teve por objetivo analisar qual a opção de hedge era mais eficiente para os integrantes do Sistema Agroindustrial do Algodão, se era o contrato de algodão em pluma da Bolsa de Mercadorias & Futuros (BM&F) ou o da New York Board of Trade (NYBOT). A escolha pela cadeia do algodão deveu-se ao fato deste setor ter passado na década de 1990 por substâncias mudanças que resultaram num sistema competitivo, tanto ao nível agrícola quanto industrial. Além da reestruturação do setor a década de 1990 trouxe consigo algumas outras mudanças, como o início do processo de desregulamentação governamental do setor agrícola, fazendo com os produtores passem a buscar instrumentos alternativos de gerenciamento de riscos que independam da participação do Estado. Outra mudança foi a permissão ao investidor estrangeiro para operar nos mercados futuros agropecuários brasileiros. Com este novo cenário poderia se esperar que estivessem criadas as bases para o desenvolvimento pleno do contrato futuro de algodão. O instrumento de proteção natural para os agentes nacionais é o da BM&F, pois se acredita que a utilização do contrato futuro de algodão da NYBOT não seja eficiente para estes agentes, devido às políticas de subsídios norte-americanas à produção e aos períodos distintos de safra e entressafra dos dois países. As hipóteses anteriores foram comprovadas e verificou-se que durante o período analisado o contrato de algodão da BM&F foi eficiente para o"hedger"nacional, no sentido que permitiu previsões não viesadas quanto ao futuro preço à vista no vencimento do contrato. Também conclui-se que a opção norte-americana por"hedge"é arriscada para os agentes nacionais, sejam eles indústria ou produtor. No que diz respeito ao fato do instrumento BM&F não estar sendo utilizado pelos agentes nacionais, a dissertação levantou algumas hipóteses. Dentre as quais estão a intervenção governamental no mercado de algodão, e o (continuação) processo de integração verificado na cadeia como resultado da abertura econômica na década de 1990. Além do problema de capitalização encontrado por algumas empresas e produtores a fim de fazer frente ao pagamento de possíveis ajustes diários negativos no decorrer da operação de"hedging"
Title in English
not available
Abstract in English
not available
 
WARNING - Viewing this document is conditioned on your acceptance of the following terms of use:
This document is only for private use for research and teaching activities. Reproduction for commercial use is forbidden. This rights cover the whole data about this document as well as its contents. Any uses or copies of this document in whole or in part must include the author's name.
Publishing Date
2018-11-27
 
WARNING: Learn what derived works are clicking here.
All rights of the thesis/dissertation are from the authors
CeTI-SC/STI
Digital Library of Theses and Dissertations of USP. Copyright © 2001-2020. All rights reserved.