• JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
 
  Bookmark and Share
 
 
Mémoire de Maîtrise
DOI
10.11606/D.11.2018.tde-20181127-161823
Document
Auteur
Nom complet
Fabiana Salgueiro Perobelli
Adresse Mail
Unité de l'USP
Domain de Connaissance
Date de Soutenance
Editeur
Piracicaba, 2001
Directeur
Titre en portugais
Análise sobre eficiência em mercados futuros: uma comparação entre os contratos de algodão em pluma da BM&F e da NYBOT
Mots-clés en portugais
ALGODÃO
HEDGE
MERCADO FUTURO
Resumé en portugais
A dissertação teve por objetivo analisar qual a opção de hedge era mais eficiente para os integrantes do Sistema Agroindustrial do Algodão, se era o contrato de algodão em pluma da Bolsa de Mercadorias & Futuros (BM&F) ou o da New York Board of Trade (NYBOT). A escolha pela cadeia do algodão deveu-se ao fato deste setor ter passado na década de 1990 por substâncias mudanças que resultaram num sistema competitivo, tanto ao nível agrícola quanto industrial. Além da reestruturação do setor a década de 1990 trouxe consigo algumas outras mudanças, como o início do processo de desregulamentação governamental do setor agrícola, fazendo com os produtores passem a buscar instrumentos alternativos de gerenciamento de riscos que independam da participação do Estado. Outra mudança foi a permissão ao investidor estrangeiro para operar nos mercados futuros agropecuários brasileiros. Com este novo cenário poderia se esperar que estivessem criadas as bases para o desenvolvimento pleno do contrato futuro de algodão. O instrumento de proteção natural para os agentes nacionais é o da BM&F, pois se acredita que a utilização do contrato futuro de algodão da NYBOT não seja eficiente para estes agentes, devido às políticas de subsídios norte-americanas à produção e aos períodos distintos de safra e entressafra dos dois países. As hipóteses anteriores foram comprovadas e verificou-se que durante o período analisado o contrato de algodão da BM&F foi eficiente para o"hedger"nacional, no sentido que permitiu previsões não viesadas quanto ao futuro preço à vista no vencimento do contrato. Também conclui-se que a opção norte-americana por"hedge"é arriscada para os agentes nacionais, sejam eles indústria ou produtor. No que diz respeito ao fato do instrumento BM&F não estar sendo utilizado pelos agentes nacionais, a dissertação levantou algumas hipóteses. Dentre as quais estão a intervenção governamental no mercado de algodão, e o (continuação) processo de integração verificado na cadeia como resultado da abertura econômica na década de 1990. Além do problema de capitalização encontrado por algumas empresas e produtores a fim de fazer frente ao pagamento de possíveis ajustes diários negativos no decorrer da operação de"hedging"
Titre en anglais
not available
Resumé en anglais
not available
 
AVERTISSEMENT - Regarde ce document est soumise à votre acceptation des conditions d'utilisation suivantes:
Ce document est uniquement à des fins privées pour la recherche et l'enseignement. Reproduction à des fins commerciales est interdite. Cette droits couvrent l'ensemble des données sur ce document ainsi que son contenu. Toute utilisation ou de copie de ce document, en totalité ou en partie, doit inclure le nom de l'auteur.
Date de Publication
2018-11-27
 
AVERTISSEMENT: Apprenez ce que sont des œvres dérivées cliquant ici.
Tous droits de la thèse/dissertation appartiennent aux auteurs
CeTI-SC/STI
Bibliothèque Numérique de Thèses et Mémoires de l'USP. Copyright © 2001-2020. Tous droits réservés.