• JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
 
  Bookmark and Share
 
 
Disertación de Maestría
DOI
Documento
Autor
Nombre completo
Manoel Pereira de Andrade
Dirección Electrónica
Instituto/Escuela/Facultad
Área de Conocimiento
Fecha de Defensa
Publicación
Piracicaba, 1989
Director
Título en portugués
Estrutura fundiaria, modernização e distribuição da renda na agricultura matogrossense
Palabras clave en portugués
DISTRIBUIÇÃO DE RENDA
ESTRUTURA FUNDIÁRIA
MODERNIZAÇÃO DA AGRICULTURA
Resumen en portugués
O principal objetivo desta dissertação foi verificar as relações entre a distribuição de renda, a estrutura fundiária e o processo de modernização da agricultura Mato-grossense. Utilizando informações dos Censos Agropecuários de 1970, 1975 e 1980 e Tabulações Especiais do Censo Demográfico de 1980, para os municípios e microrregiões homogêneas do estado, foram calculadas medidas de tendência central e desigualdade da distribuição da renda e da posse da terra e obtidos indicadores do grau de modernização da agricultura. Para caracterizar o grau de modernização da agricultura, em cada um dos 55 municípios mato-grossenses em 1980, foram obtidas 31 variáveis relacionadas com a intensidade de exploração da terra, a produtividade da força de trabalho, o grau de monetarização da produção e com a modernização das relações de trabalho. Dada a dificuldade de analisar simultaneamente um número tão grande de variáveis, foi feita uma analise fatorial pelo método dos componentes principais, partindo da matriz das correlações simples entre as variáveis. Nessa analise foram consideradas apenas dois fatores que captaram 67,1% da variância total das 31 variáveis. Para facilitar a interpretação desses fatores foi feita uma rotação pelo método VARIMAX, mantendo a ortogonalidade entre eles. Através da analise fatorial foi possível agrupar os 55 municípios em 8 zonas distintas, de acordo com o grau e a natureza da modernização de sua agricultura. Essas zonas são formadas por um ou mais municípios com características homogêneas que nem sempre apresentam continuidade geográfica. As relações entre a desigualdade da distribuição de renda, da posse da terra e a modernização da agricultura foram analisadas por meio de regressões múltiplas. Essas regressões foram ajustadas utilizando-se os dados referentes aos 55 municípios, com ponderação pelo número total de pessoas das famílias cujo chefe tem atividade principal na agropecuária. Os resultados da analise confirmaram a existência de uma relação negativa entre a desigualdade da distribuição de renda e o grau de pobreza. A modernização da agricultura esta relacionada negativamente com os indicadores de pobreza, significando que a modernização implicou na diminuição da pobreza absoluta para os que permaneceram na agricultura. Os resultados comprovaram também que a modernização da agricultura e a desigualdade da posse da terra estão associadas positivamente com a desigualdade da distribuição de renda.
Título en inglés
Land tenure structure, modernization and income distribution in the agriculture of Mato Grosso.
Resumen en inglés
The principal objective of this research was to analyse the relations between the income distribution, the land tenure structure and the process of agricultural matogrossense modernization. Data from the agricultural censuses (l970, 1975, 1980) and special tabulations of the 1980 demographic census were used to calculate measures of central tendency and inequality of the income distribution and of the land tenure distribution in each of the 55 counties and 6 regions of the State of Mato Grosso. Indicators of the modernization leveI of the agriculture were also computed. The 31 variables used to characterize the leveI of agricultural modernization in each of the 55 counties, in 1980, were related to the intensity of land exploitation, the productivity of the labour force, the leveI of monetarization in production and finally, the modernization in the labour relations. Because of tile difficulty in analysing simultaneously so many variables, a factor analysis by the method of the principal components was carried out, starting from the matrix of the simple correlations between the variables. Only two factors, which explained 67,1% of the total variance of the 31 variables, were considered. To facilitate the interpretation of these factors, a rotation by the VARlMAX method was made, maintaining the ortogonality between them. Using the factor scores it was possible to group the 55 cities in 8 different regions according to the leveI and the nature of the modernization of its agriculture. These regions were formed by one or more counties with homogeneous characteristics which not always show geographical continuity. The relations between the inequality of the income distribution, of the land tenure distribution and agriculture modernization were analised by multiple regressions. These regressions were adjusted using the data referring to the 55 counties, weighting with the total number of persons in the families whose family head has his main actvity in agriculture. The results of this analysis showed the existence of a negative relation between the inequality of the income distribution and the poverty leveI. The agricultural modernization is related negatively with the poverty indicators, meaning that a consequence of modernization was a reduction in absolute poverty to those who remained in the rural sector. The results also showed that modernization in agriculture and inequality in the land tenure distribution are positively associated with inequality in the income distribution.
 
ADVERTENCIA - La consulta de este documento queda condicionada a la aceptación de las siguientes condiciones de uso:
Este documento es únicamente para usos privados enmarcados en actividades de investigación y docencia. No se autoriza su reproducción con finalidades de lucro. Esta reserva de derechos afecta tanto los datos del documento como a sus contenidos. En la utilización o cita de partes del documento es obligado indicar el nombre de la persona autora.
Fecha de Publicación
2019-11-08
 
ADVERTENCIA: Aprenda que son los trabajos derivados haciendo clic aquí.
Todos los derechos de la tesis/disertación pertenecen a los autores
CeTI-SC/STI
Biblioteca Digital de Tesis y Disertaciones de la USP. Copyright © 2001-2019. Todos los derechos reservados.